quinta-feira, 1, outubro, 2020
Início Filmes Críticas Crítica | 2:22 Encontro Marcado

Crítica | 2:22 Encontro Marcado

Dylan Branson (Michiel Huisman) é um homem que tem a sua vida permanentemente mudada quando uma série de eventos se repete exatamente no mesmo horário todos os dias, às 2:22 da tarde. Quando Dylan se apaixona por Sarah (Teresa Palmer), uma jovem mulher que tem sua vida ameaçada pelos eventos ocorridos, ele deve resolver o mistério que o cerca para preservar o amor que a vida lhe ofereceu como uma segunda chance.

A primeira vista o longa parece estar parado no tempo. Algo no estilo de outros filmes como Feitiço no Tempo. Mas não é bem assim.

O obra mostra ter muito potencial, com frases abstratas o início da trama e jogos de câmeras fantásticas que permitem ao telespectador acompanhar por vários pontos de vista os diversos acontecimentos.

2:22 -Encontro Marcado
2:22 -Encontro Marcado | Imagem: Playarte

O argumento idealizado para 2:22 Encontro Marcado, é praticamente um vídeo clipe. O filme é exuberante em suas brincadeiras com os atores, lugares famosos de Nova York, mas peca quando se perde em partes que deveriam ser sérias mas o que traz é o riso de quem está assistindo, do que realmente uma discussão sobre o que o tema propõe. A ação do personagem Dylan, que é um controlador aéreo, é encontrar padrões em tudo o que vê, e através destes padrões, descobrir como eles se conectam. Durante a trama, somos levados a diversas situações como um verdadeiro Sherlock em busca de respostas, mas não de consequências.

Seus atos não trazem consequência alguma a sua vida ou aqueles ao seu redor. Ele simplesmente corre do início ao fim como se realmente estivesse preso no tempo, na busca em fazer sentido em suas várias “premonições” sobre o que está por vir. O problema é que o roteiro prende o espectador nessa busca, que no desfecho pode até fazer sentido, mas não traz emoção no decorrer da produção. Com isso, não há a conexão com os personagens, nem a capacidade de sentir o a carga dramática no que está sendo exposto na tela, pois novamente, como acontece nas atuais produções, a preocupação ficou totalmente voltada para o visual.

2:22 Encontro Marcado, é mais um daqueles filmes que Hollywood lança anualmente com o tema sobre “destinos”. E é impossível não querer comparar com outras produções como No Limite do Amanhã ou seriado The OA da Netflix. Só que estes dois possuem um resultado melhor em suas histórias.

O que temos, infelizmente em 2:22 Encontro Marcado é algo que tinha tudo para ser um dos melhores filmes do gênero, mas infelizmente parece mais com um Escrito nas Estrelas ou se preferir, pode jogar a Culpa é das Estrelas.

Nota do Thunder Wave
O longa desperdiça seu potencial ao falhar na entrega da carga dramática.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

7,008FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,360SeguidoresSeguir

Crítica | Magnatas do Crime

0
O longa de Guy Richie de 2019, chega finalmente ao Brasil. Magnatas do Crime é um filme que mistura comédia com boas...

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave