Durante painel no segundo dia da Conferência Rio2C – Rio Creative Conference, Emicida, Karol Conka e Johnny Hooker detalharam a relação que têm com a música. Entre os temas abordados estavam a longa caminhada até o reconhecimento, a relação com o público e as marcas, racismo, empoderamento feminino e nomes da música brasileira que influenciam seus trabalhos.

Em um debate transversal de música e audiovisual, o Rio2C promoveu uma palestra com o aclamado Adam Anders, produtor musical de Glee, American Horror Story, High School Musical e Hannah Montana. Anders relatou a experiência de criar músicas originais para live-action, séries e filmes, além de contar um pouco mais sobre o novo desafio na criação de uma série musical autobiográfica.

Veja o bate papo completo realizado na coletiva de imprensa.

Ainda na música, foram realizados os painéis: “Direito autoral & obra audiovisual”, “Direito autoral e sincronização”, “Políticas para a música”, e também “Com a palavra: as gravadoras”, “Com a palavra: os empresários”, e “Com a palavra: os produtores musicais”.

Ao caminhar nos corredores e espaços da Cidade das Artes, o público podia esbarrar em shows do pitching de música (palco principal e alternativo) ou ainda uma tarde de autógrafos com Geoff Emerick, que assinou seu “Here, there and everywhere” para fãs entusiasmados.

Na Grande Sala – Petrobrás, o produtor Ron Yerxa, fundador e diretor da Bona Fide Productions, destacou sua trajetória no cinema independente. Além disso, exibiu e debateu as cenas finais de grandes filmes de sua produtora: Pequena Miss Sunshine, Nebraska, King of Hills e Election.

Nick Lafferty, da Creative Artist´s Agency (CAA) falou sobre o desenvolvimento e empacotamento de talentos, destacando sua experiência com atores brasileiros no contexto internacional e comentando alguns casos de sucesso.

A força da mulher brasileira no audiovisual se refletiu no painel “A arte da direção”. No palco do Rio2C, as talentosas diretoras Amora Mautner, Carolina Jabor, Flávia Lacerda, Laís Bodanzky e Sandra Kogut debateram os estilos de dramaturgia, roteiro, relação com atores e os desafios da carreira, em um dos mais elogiados painéis do evento.

Em inovação, os principais temas foram “Repensar a educação através dos games”, “Filosofia, mídias imersivas e teoria da simulação”, “VR e AR – Futuros possíveis”, “Vice e a cena maker”, “Além do livro: o futuro da educação” e “Inovação e transformação social”.

Pela primeira vez, um evento ocupou literalmente todos os espaços da Cidade das Artes com conteúdos de ponta e nomes de destaque do mercado de audiovisual, música e inovação.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here