A beta foi aberta para quem possuía um código de acesso na quarta-feira, dia 19/08 e no sábado 22/08 foi aberta para todos os donos do PlayStation 4. Como eu não possuía um código, joguei pela primeira vez no sábado de manhã, e vamos ao que interessa, algumas impressões que eu tive sobre o jogo.

Assim que entrei na primeira partida juro pra vocês que eu disse essas exatas palavras: Nossa, que jogabilidade gostosa. Sem malícias, por favor. Mas é verdade, é uma coisa tão fluída, fácil de dominar, responde tão bem que não tem como não se surpreender. Arrisco a dizer que Black Ops 3 tem uma jogabilidade mais agradável que Destiny, coisa que eu achava difícil de ser superada.

Sei que não sou a pessoa mais adequada para falar de Call of Duty, comecei a jogar no Modern Warfare 3, nesse eu era mega viciado mesmo, assim que lançou o Black Ops 2, ele não rodava legal no meu PC, até troquei umas coisas, mas mesmo assim, nunca fui com a cara do jogo, e desde então não joguei mais nada. Uns 10 minutos de Ghosts na casa de amigos e nunca nem toquei no Advanced Warfare. Acrescente tudo isso ao fato de eu ser péssimo em jogos FPS nos consoles, sempre fui da master race, jogador de PC, então nos consoles eu sempre era aquele cara no time que fazia 5/48.

Então, baixei a demo sem maiores pretensões ou esperanças, pois imaginava que eu fosse jogar uns 10 minutos, morrer milhões de vezes desligar o console e seguir a vida. Nunca estive mais enganado na minha vida, fiquei com vontade de jogar cada vez mais, claro que não se comparava aos meus tempos de MW3, mas gostei muito do jogo.

Black Ops 3

Os movimentos novos do jogo, novos para mim, é claro, como o pulo duplo, correr pela parede, deslizar no chão, são tão fáceis e legais de executar que dá vontade de passar o jogo todo correndo e pulando por aí, pena que os inimigos geralmente não curtem isso e atiram em você, mas isso é só um detalhe.

Não tive tempo de testar muitas armas, perks ou killstreaks, pois não consegui jogar por muito tempo. Não foi por falta de vontade, mas sim porque estava quase impossível achar uma sala que não estivesse com um lag que tornasse inviável jogar. Acredito que a Treyarch não imaginasse que teriam tantos jogadores por aqui e disponibilizou um número insuficiente de servidores.

Do pouco que consegui testar, muitas coisas me agradaram, claro que surgiram armas que precisam ser balanceadas, perks, que precisam ser modificados, mas no geral a beta era bem sólida e parecia ser quase um jogo finalizado. Um assunto que vi bastante gente comentando foi o fato do aim assist do jogo estar mais evidente do que nos títulos anteriores. Para quem não sabe, aim assist, é uma ajuda que o jogo te dá quando você mira em um inimigo, a mira trava nele e o acompanha automaticamente algumas vezes. Talvez esse aim assist mais evidente tenha sido um dos motivos que eu tenha conseguido ir relativamente bem em algumas partidas. Porém não acho que seja algo prejudicial, porque se é algo que está te ajudando, também está ajudando quem joga contra você. Outro ponto bastante comentado foi o time to kill, literalmente o tempo que leva para se conseguir matar um inimigo. Tradicionalmente os jogos da Treyarch sempre tiveram um time to kill maior que os jogos desenvolvidos pelas outras produtoras, a Infinity Ward e a Sledgehammer. Eu mesmo notei muito essa diferença quando passei do Modern Warfare 3 para o Black Ops 2, eu achava que o número de tiros que era preciso acertar para matar o inimigo era absurdo. Mas as pessoas comparam com o Ghosts, que a reclamação era que com 2 tiros já era possível matar, no Black Ops 3 muitas vezes são necessários 5 tiros, às vezes até mais, dependendo da sua arma, a distância e os attachments que você estiver usando.

O sistema de create a class é o mesmo do Black Ops 2, você tem 10 pontos para distribuir onde quiser na sua classe, cada item ou perk equipado custa um ponto. Os killstreaks novamente não dependem mais do número de kills, e sim pela pontuação de cada ação realizada, como pegar uma dog tag, ou dominar uma bandeira, também ajudam para que você atinja os pontos necessários para conseguir um killstreak.

Review BO3

A customização de pintura de armas, colocar emblemas, desenhos e tudo mais, está bem completa e com bastantes opções, porém como sou péssimo nessas coisas, acabei não dando muita atenção. Mas para quem leva jeito, vai perder muitas horas se divertindo criando emblemas e coisas do tipo.

Gostaria de ter aproveitado mais, porém o lag limitou muito o tempo que eu tive para explorar mais o jogo e passar de nível para testar outras armas e tudo mais. Sei que foi um período de beta, gratuito além de tudo, mas achei uma leve falta de consideração e um desrespeito a Treyarch disponibilizar uma experiência tão inferior para nós brasileiros, pois sei que em servidores de outros países o lag também existia, mas era algo ocasional não permanente como foi aqui no Brasil.

Agora nos resta esperar até dia 6 de novembro para podermos desfrutar o jogo completo e o melhor de tudo, sem lag. Assim eu espero.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui