domingo, 12, julho, 2020
Início Eventos Cobertura Eventos CCXP 2016: Veja o que achamos dessa edição da Comic Con Experience

CCXP 2016: Veja o que achamos dessa edição da Comic Con Experience

Há alguns anos o Brasil começou a mostrar que tem potencial para abrigar eventos da cultura pop. A Comic Con Experience é, até o momento, a maior feira relacionada ao assunto do país. Apesar da temática estar diariamente conquistando mais público, o mundo do entretenimento ainda é escasso no Brasil, por isso é importante ter todo o incentivo possível.

Com três ano de existência, a CCXP cresce visualmente a cada edição,melhorando em vários aspectos, crescendo o numero de participantes e empresas envolvidas e até mesmo convidados, mas alguns erros continuam acontecendo, principalmente em relação à organização. Por isso, dizemos que esse ano foi cheio de altos e baixos para a CCXP.

Nós do Thunder Wave participamos da 3ª Edição da Comic Con Experience e fizemos um resumão do que rolou por lá.

O Crescimento de Empresas e Convidados

CCXP 2016: Veja o que achamos dessa edição da Comic Con Experience 1
Foto: Daniel Deak

Frequentamos a CCXP desde sua primeira edição e a diferença no número de estandes e convidados desse ano em relação aos anteriores é gritante. O evento, que começou com uns quatro convidados internacionais em sua primeira edição (boa parte deles trazidos por empresas) dei um baile esse ano, onde a própria organização trouxe alguns atores e praticamente todas as distribuidoras contaram com no mínimo 2 convidados para promover seus lançamentos. Esse grande número encheu os painéis como nunca, onde além dos atores e diretores, o público pode ver cenas e novidades em primeira mão.

Mostramos todos os destaques dos painéis da CCXP 2016, veja do primeiro dia, do segundo dia, do terceiro dia e do quarto dia.

A quantidade de Estandes também estava bem maior, as empresas que já iam fizeram sua participação novamente,porém pudemos notar muitas outras pequenas marcando presença com atividades interessante. Entretanto, vale ressaltar que assim como ano passado, a quantidade de brindes era bem pequena e boa parte das atividades eram relacionadas a tirar uma foto.

A HBO teve um Estande que mereceu destaque, seu primeiro ano na CCXP, a empresa conquistou com suas atividades de Game of Thrones, que contava também com um mapa interativo maravilhoso mostrando a abertura da série e uma área de Westworld, da qual o visitante podia entrar no bar temático da série e ver o “processo de criação” dos integrantes no lado de fora.

 

Locomoção Melhorada e Acessos Facilitados

Não é nada fácil frequentar a feira em um sábado lotado, mas esse ano as coisas melhoraram um pouco, Os corredores estavam mais amplos, facilitando a locomoção.

A sala do Omelete, que ficou linda, diga-se de passagem, ficava praticamente na entrada, tanto de convidados e imprensa como do público. Como todas as celebridades saiam dos painéis diretamente para esse local, os fãs podiam ter um gostinho de interação com eles por algum tempo. Natalie Dormer e o elenco de Shadowhunters, por exemplo, andaram pelos fãs e ficaram um bom tempo na “Torre do Castelo” distribuindo beijinhos e acenando para os fãs.

CCXP 2016: Veja o que achamos dessa edição da Comic Con Experience 2
Foto: Daniel Deak

O Uso das partes superiores para a Imprensa e Bussines, além do palco Ultra, ajudou muito na logística. Todas as coletivas, entrevistas e etc eram dadas ali, e a entrada ficava do lado da área de autógrafos, isso evitou muito tumulto e confusão, ajudando a organização. Por sinal, o Wi-fi estava maravilhoso!

A quantidade de banheiros aumentou com o término da construção da São Paulo Expo, isso reduziu drasticamente as longas filas dos anos anteriores (eu, por exemplo, não peguei nenhuma fila em nenhum momento), além de facilitar o acesso, já que havia banheiros próximos em cada canto.

O auditório Cinemark ficou ainda melhor, muito mais amplo, lindo e seguro para as celebridades. Nos anos anteriores a organização passou por problemas com a segurança dos artistas, já que como de costume os fãs corriam em direção ao astro tentando um self. Nessa edição, tudo ficou mais organizado. Tirando os fura-filas, que pulavam as grades da fila, não percebemos nenhum problema em relação à organização do auditório. Entretanto, mesmo estando muito melhor, a questão da visibilidade está pior. O palco está mais amplo, mas a partir da terceira fileira não é possível enxergar mais nada, podendo apenas acompanhar pelo telão.

Cosplay bem tratado

CCXP 2016: Veja o que achamos dessa edição da Comic Con Experience 3
Foto: Carolina Vianna.

Uma coisa que até o maior hater terá que admitir é que a CCXP sempre deu a maior atenção possível aos Cosplayers. Claro, no primeiro ano muitas coisas foram esquecidas, por exemplo um camarim exclusivo para dar aquela ajeitada na roupa. Já ano passado isso foi resolvido, mas ainda rolaram alguns problemas nessa área.

Esse ano o canal SyFy patrocinou a área cosplay, melhorando muito a estrutura e os serviços dentro do camarim,além de promover um ótimo concurso, porém, esqueçam que homens e mulheres têm que se vestir em locais separados. =/

Altos e Baixos da Organização

Essa foi a questão mais controversa da CCXP desse ano, Por um lado, a organização melhorou muito, alguns motivos já foram citados, mas outros erros continuam se repetindo.

Pelo lado positivo, os ônibus que saem do terminal Jabaquara estavam muito melhores, começando a sair antes da abertura da feira e saindo 2 ou 3 por vez. Muito melhor. Outra melhoria foi a pulseira distribuída na madrugada para quem esperou pelos painéis, que funcionou muito melhor que a lista com um papel usada nas outras edições.

Abrir a retirada de credenciais no dia anterior à abertura da CCXP ajudou muito, assim como possibilitar que a pessoa fosse até a São Paulo Expo retirar a qualquer momento dos 4 dias, porém, teve muito problema de sumiço de credencial esse ano. Era uma situação previsível, visto que nos grupos e redes sociais chovia de reclamações dos usuários sobre a falta de respostas ou parecer da situação de comprar. Pois bem, isso deu muito problema na entrada, fazendo com que as melhorias se anulassem e a fila de retirada ficasse novamente com 3 horas de duração. Vale mencionar que esse problema se estendeu também para algumas credenciais de imprensa e VIP.

Por falar em fila, preciso ressaltar que elas vão sempre existir. Claro que é absurdo ficar 3/4 horas para retirar ou comprar sua credencial, mas deixo a dica de que TODO evento nerd tem fila em alguns momentos, por isso se prepare para ficar horas em fila de estande, painéis e atrações, isso é normal.

Numa visão geral, o evento está evoluindo bastante. A organização demonstra aprender com seus erros e tentar melhorar na medida do possível. Entretanto, preciso deixar registrada a regredida que deram em relação da imprensa. Por favor, vamos tratar um pouco melhor os colegas que batalham para fazer seu melhor nessas coberturas.

A Comic Con Experience a cada ano chega mais próximo de uma visão da San Diego Comic Con. Podemos torcer para que em alguns anos ela fique bem parecida e possa dar ao público a verdadeira experiência da Comic Con.

 

 

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

7,036FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,387SeguidoresSeguir

O Silêncio da Cidade Branca | 10 diferenças entre o filme...

0
O Silêncio da Cidade Branca se tornou um filme apressado e não surpreendente, diferente do livro é de tirar o fôlego. Veja as diferenças entre as obras.

Um adeus a Merlin

10
Hoje faz um mês que terminou o ótimo seriado Merlin e ontem o ator Colin Morgan ganhou melhor ator de drama na premiação da...
pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave