Críticas Primeiras Impressões

Chucky | Série atualiza história e retorna com seu clássico de terror

Chucky segue o tom de terror conhecido dos fãs dos primeiros filmes, mas também é uma série voltada para aqueles que jamais assistiram a franquia.

2

Chucky está de volta, mas desta vez como uma série de TV. Para aqueles que cresceram assistindo a franquia nos cinemas, se sentirão mais do que “vingados” em poder rever o bom – se é que dá para o chamar assim – e velho Brinquedo Assassino.

Don Mancini, o criador de Chucky, também roteiriza a série que é uma continuação de Cult of Chucky, o sétimo filme da franquia. Mesmo para aqueles que nunca assistiram nada do Brinquedo Assassino, podem ficar tranquilos, pois a série de TV praticamente segue seu próprio caminho, apresentando aos poucos em seu primeiro episódio o Chucky e todos os outros personagens que devem continuar esta história de terror.

O primeiro episódio, Morte por Azar, que tem a direção e o roteiro de Don Mancini, serve como uma introdução ao Chucky e ao seu novo dono, Jake Webber (Zackary Arthur), que compra o boneco Vintage (retrô na visão de Jake) em uma venda de garagem.

Aos poucos vamos conhecendo o garoto de 14 anos que possui alguns problemas com o pai, além de sofrer bullying na escola e principalmente de seu primo. A série é uma mistura do terror original de 1988, com o visual do boneco sendo mais tenebroso, além da própria concepção da série.

Não será difícil algumas pessoas não gostarem disso, pois Chucky tem um lado bem trash com seus efeitos especiais, principalmente na cena de morte de um dos personagens nesse primeiro episódio. Além disso, a releitura feita por Don Mancini para seu personagem, parece que irá seguir um Chucky mais vingativo em querer matar pessoas que são tão más quanto ele.

A conversa a respeito de bullying entre outros assuntos mais recentes como o “seja homem”, “menino que brinca com boneca é maricas” e comportamentos “mais estranhos”, são bem colocados, mostrando que problemas que as pessoas sofrem de preconceito começam muito mais cedo do que todos imaginam.

As questões comportamentais de pessoas “normais” que se sentem bem em atormentar outras apenas porque elas possuem algum problema emocional devido a uma perda recente, por seus gostos e por não gostar de sangue, são jogadas em nossa cara e realmente Chucky acaba sendo aquela válvula de escape vingativa do espectador.

Chucky é uma série de 10 episódios que deverá debater e muito as questões de adolescencia, mas também da forma como os adultos se tratam. Diferente do que algumas pessoas possam afirmar, um conteúdo voltado para jovens com o tom de terror é uma maneira interessante de colocar pais e filhos na frente da TV e para poder dialogar com os problemas sofridos por eles e os pais também conseguirem compreender e aprender a ter essa conversa tão séria e necessária.

E por último como destaque, é que a voz de Chucky é feita pelo dublador original, Brad Dourif, também conhecido como Grima Wormtongue de Senhor dos Anéis, Duna, o Xerife Leigh Brackett de Halloween, entre outros importantes papéis.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Posting....
PT_BR
Sair da versão mobile