Mais uma adaptação chega aos cinemas e como de costume, muitas mudanças são feitas. Com algumas mais drásticas, outras quase insignificantes, Fallen tem sua parcela de divergências entre o filme e o livro.

De presentes dados pela mãe a mudanças nos personagens, fizemos uma lista com as principais e mais significantes mudanças. Confira:

***Cuidado! Contem spoilers de Fallen a seguir. Se preferir veja nossas resenhas sem spoilers clicando aqui.***

1. As drásticas mudanças de Cam

De todos os personagens, Cam foi quem mais sofreu divergências. No longa, ele perdeu todo aquele charme atencioso que arranca alguns suspiros no livro, virando apenas um baby boy. Para reforçar essa visão, é Cam que está voltando ao Swords & Cross por mau comportamento. Em dados momentos, mesmo antes de qualquer revelação, Daniel parece mais gentil que Cam em relação à Luce.

Faz diferença no filme? Sim, bastante, principalmente em relação às continuações. O jeito super atencioso de Cam, em contraste com o total desinteresse de Daniel, é o que justifica o triangulo amoroso que Luce acaba se envolvendo, no filme ficou um pouco forçado.

2. A falta do bolo de carne

Logo no inicio do livro temos a cena do bolo de carne, onde Molly esfrega seu bolo de carne na cabeça da pobre vegetariana (que não é vegetariana no filme) Luce. Após esse mico, ela ganha o apelido de “Bolo de Carne” e conhece Penny quando vai ao banheiro se limpar.

Na adaptação, essa cena não existe. Luce é confrontada por Molly nos seus primeiros minutos, porém sozinha e é apenas uma briga provocativa sobre o passado da garota. Luce conhece Penny por ser sua colega de quarto.

Faz diferença no filme? Não muita, a cena do refeitório não é necessária, mas senti falta de mostrarem melhor a natureza generosa de Penny.

3. A Swords & Cross não-tão-rigorosa-assim

O Swords & Cross é um reformatório para jovens criminosos, por isso possui uma grande segurança e vigia todos os passos dos alunos. No filme, é bem mais liberal, dando a Luce a opção de sair caso aceite tomar seus remédios, além de não ter câmeras nem as pulseiras de choque para os integrantes mais perigosos.

Faz diferença no filme? Um pouco, a ambientação mais liberal transformou o local em um estranho “abrigo” para anjos, tirando a pressão de abrigar criminosos.

4. O sumiço de Callie

Callie, a melhor amiga de Luce não existe no filme. Não há menção nenhuma da garota ou de antigas amizades.

Faz diferença no filme? Nenhuma. Pobre Callie, completamente dispensável.

5. Penny, a abandonada

Penny nunca fez nada de ruim pra ninguém, ela estava no reformatório porque seu pai era zelador e após sua morte, não tinha para onde ir. No filme, ela foi largada ali! Sim, apenas foi renegada pelos pais e jogada naquele lugar.

Faz diferença no filme? No entendimento geral, não, mas não vejo sentido em acabar dessa maneira com o relacionamento dela com o pai.

6. Personagens em segundo plano

Uma grave mudança do filme em relação ao livro foi o grande foco nos protagonistas e a jogada para escanteio de todos os outros personagens. Gabbe é tão apagada que mal aparece, Ariane nem é propriamente amiga de Luce e aparece apenas em algumas cenas, geralmente do lado de todo o grupo. Molly tem um destaque no começo, apenas mostrando seu lado ruim, mas some como as outras depois.

Faz diferença no filme? Faz. A falta de importância dos personagens secundários deixou o filme bem meloso, focando quase exclusivamente no triangulo amoroso.

7. Os sinais nada sutis

Uma das coisas que mais me agradou na obra de Lauren Kate foram os sutis sinais de que Daniel e Lucinda se conheciam. Por exemplo, quando ela estala os dedos e ele diz que “sempre odiou quando ela fazia isso”, ou quando ela dizia que ele sempre foi bom em algo, sem o conhecer direito.

No filme, ela tem apenas as visões do passado. Nada de pequenos detalhes, apenas flashbacks de vidas passadas.

Faz diferença no filme? Não necessariamente, mas ficaria muito melhor se tivesse esses detalhes.

8. Tecnologia liberada

Em dado momento do livro, Luce começa a investigar Daniel e com a ajuda de Penny, descobre um livro escrito séculos atrás por alguém com o mesmo nome. Quando elas vão procurar o tal livro, um incêndio fatal acontece na biblioteca, do qual Todd estava presente apenas por não ter ido a uma festa.

No longa, a situação é bem diferente. Quando elas vão à Biblioteca, vão junto de Todd (namorado de Penny…) porque ele está desenvolvendo um algoritmo que permite um sistema de reconhecimento facial. É através dele que encontram a antiga foto do casal. De qualquer maneira , o incêndio acontece e o desfecho é idêntico.

Faz diferença no filme? Muita, afinal, não faz sentido os alunos não poderem usar celular, mas ter livre acesso a um computador para desenvolver algo tão sofisticado…

9. A grande batalha que nunca existiu

O ápice de Fallen é quando tudo começa a ser revelado, com aquela cena do beijo seguida do inicio de uma enorme batalha entre anjos.

Bom, no filme não tem batalha nenhuma! Luce descobre sobre Daniel depois do acidente na biblioteca, escolhe seu lado e tudo acaba aí, com apenas uma menção de que tudo vai piorar. Claro que há uma briga no melhor estilo de Hollywood entre Cam e Daniel, onde ele cita que Cam é seguidor de Lucifer, porém é só isso. Vale mencionar que Penny é atacada de uma maneira muito mais simples e insignificante, além de não ter o ritual no qual Luce quase morreu.

Faz diferença no filme? Faz. Essa batalha fez falta, assim como uma explicação mais aprofundada do porque dessa vez ser diferente e um foco maior na pobre Penny.

Essas foram as principais mudanças do filme em relação ao livro, tem muito mais, porém achei essas as mais dignas de citar.




DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui