Anarquia inicia a saga da personagem que tem dois grandes desafios pela frente. O primeiro é lutar pela privacidade e direito individual de cada um, algo que perdeu após o escândalo NSA/Wikileaks/Edward Snowden; o segundo é o de se levantar contra a nata socioeconômica, conseguindo provas de desvios de dinheiro, favorecimento legislativo e outras situações de abuso de poder.

Capa de Anarquia assinada por Danilo Beyruth (Astronauta de Mauricio de Sousa)

Uma guerra furiosa pelo futuro da sociedade está em andamento. Para a maioria, essa guerra é invisível. A internet está sendo transformada no mais perigoso facilitador do totalitarismo já visto. É contra a vigilância em massa e a corrupção que Anarquia lutará. É uma série policial com inspirações em tramas de espionagem, como a trilogia para o cinema do personagem Jason Bourne, vivido por Matt Damon e o filme Inimigo do Estado, com Will Smith e Gene Hackman.

A HQ é escrita por Emílio Baraçal e ilustrada por diversos artistas. O primeiro arco contou com desenhos de Eduardo Vienna, Geanes Holland, Celso Ricardo, Hélio Oliveira, Éder Messias e Leo Rodrigues; arte-final de Carlos Eduardo Ferreira, Denis DYM Freitas, Eduardo Vienna, Hélio Oliveira, Mano Araújo e Osvaldo Ferreira; cores de Salvatore Aiala, Thiago Ribeiro, Débora Caritá, Osvaldo Ferreira, Tiago Mariano, Beto Menezes e Dijjo Lima; letras de Deyvison Manes e Gustavo Pinheiro. Capas de Danilo Beyruth, Geanes Holland, José Luís, Bruno Oliveira e Thony Silas.

Arte de divulgação: lápis de Felipe Watanabe e cores de Salvatore Aiala

Versões digital e impressa

Cada arco contém quatro edições.

Após a publicação digital da quarta edição de um arco, são publicadas a do referente arco em versão impressa no formato encadernado. Ou seja, cada encadernado de “Anarquia” possui uma história completa em quatro partes. Algo fantástico para quem não aguenta esperar e pode ler nas duas versões, tanto digital, quanto impressa. E também guardar em sua coleção.

Até o momento, já foi publicado um encadernado, “Anarquia vol. 1 – Três Lados Para Cada História”. E não para por aí. De acordo com Emílio Baraçal:

“Agora queremos produzir o vol. 2, que se chamará “A Casa dos Horrores”. Esse novo arco contará a história de como Anarquia irá desbaratar uma aliança entre traficantes, uma milícia, juízes e promotores os quais usam um casarão abandonado como laboratório de drogas, que já foi um hospital psiquiátrico e hoje famílias carentes totalmente inocentes moram lá. É baseado no real Casarão Anchieta, em Santos, que tem mesmo a denominação de ‘A Casa dos Horrores’ devido às suas histórias confirmadas de ações muito desumanas com os pacientes durante seus anos de atuação.”

A HQ Anaquia é publicada digitalmente de maneira gratuita neste aplicativo para Android, clique aqui.

E você pode seguir também a página no Facebook: Clique aqui.

Confira abaixo nos vídeos, um pouco mais sobre Anarquia.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here