segunda-feira, 29, novembro, 2021

Consciência Negra | Queremos mais representatividade negra no audiovisual

A indústria audiovisual tem apostado em mais espaço para o protagonismo negro

A representatividade é muito importante, pois mostra que dentro desse espaço ocupado por homens brancos, pessoas negras também podem ocupar posições de destaque. O filme Pantera Negra com bons números de bilheteria, chamou atenção para um tema muito atual: a representação negra no cinema. Tanto na telona, com um elenco majoritariamente negro composto por nomes como Boseman, Michael B. Jordan, Lupita Nyong, Danai Gurira, Angela Bassett e Sterling K. Brown, quanto por trás dela: o filme é dirigido por Ryan Coogler e tem designer de produção de Hannah Beachler (que participou do longa Moonlight: Sob a luz do luar e no disco potente e empoderado de Beyoncé, Lemonade), todos negros.

Além de mostrar representatividade na tela, o filme traz outros aspectos interessantes como a cultura africana, a força dos negros e das mulheres e ainda o conceito de afrofuturismo (movimento estético, cultural e político que unem ficção científica e mitologia africana com abuso de tecnologia). Tudo isso corrobora para promover mais inclusão racial e de gênero nas produções audiovisuais.

Leia também Já conferimos Pantera Negra! Para Sempre Wakanda!! Sem spoilers

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é pasted-image-9-1170x550.png
T’Challa e Nakia / Reprodução Rachel Morrison – Disney

Na cena brasileira, temos a cineasta, roteirista, atriz e produtora carioca, Sabrina Fidalgo, que comenta sobre a necessidade de termos profissionais não só na frente das câmeras, mas atrás delas também. Para Fidalgo, falta conquistar espaço, principalmente no topo da cadeia evolutiva da criação. Não basta a presença negra na frente das câmeras, pois as decisões, a visão estética e as narrativas estão por detrás das câmeras.

Nessa pegada de representatividade negra no cinema nacional, os filmes produzidos por Sabrina Fidalgo já foram exibidos em mais de 300 festivais nacionais e internacionais com destaque para o curta-metragem ficcional Rainha, com a atriz Ana Flavia Cavalcanti, que interpreta Rita, uma jovem que sonha em ser rainha de bateria da escola de samba da sua comunidade e quando finalmente consegue, passa a enfrentar situações obscuras em sua vida.

Conversamos com a Sabrina sobre a importância dos negros no audiovisual. Confira!

Thunder Wave: Quais os maiores desafios que uma cineasta negra enfrenta no Brasil?

Sabrina Fidalgo: A estigmatização e o apagamento.

TW: Enquanto cineasta, como foi a sua trajetória? Qual foi o projeto que mais te emocionou?

SF: Minha trajetória vem de longe, começa com minha ancestralidade. Minha avó é poeta e contadora de histórias, meus pais foram os fundadores do Teatro Profissional do Negro e eu sou fruto disso tudo. O projeto que mais me emocionou foi o meu primeiro curta,  “Sonar 2006 – Special Report”, por ter sido a minha  primeira obra. Fiquei muito impactada quando vi o filme pronto.

TW: Na sua opinião, quais caminhos para termos um audiovisual mais inclusivo e democrático?

SF: Acho que tem que haver um diálogo aberto e amplo com a sociedade e com as empresas sobre esse assunto. E acho que as pessoas negras desse país devem cada vez mais se posicionar e exigir inclusão nas produções que consomem. Eu só consumo produtos que me representam, por exemplo. Acho que esse é um dos caminhos, mostrar o poder do nosso capital. 

TW: Como foi a experiência de ter sido a presidente do júri do Festival de Cinema de Gramado e qual a importância disso para a sociedade?

SF: Não foi fácil. Mas tive pessoas maravilhosas nessa composição de júri que me ajudaram muito, como por exemplo, o querido amigo e mestre Jeferson De. Acho importantíssimo que a sociedade se acostume cada vez mais com mulheres pretas em posições de poder. Ainda é pouco, mas a tendência é aumentar. 

TW: Você acredita que a presença de profissionais negros (atores, roteiristas, etc) esteja aumentando na indústria mainstream ou ainda falta conquistar mais espaço?

SF: Falta conquistar espaço, principalmente no topo da cadeia evolutiva da criação. Não basta a presença negra na frente das câmeras, pois as decisões, a visão estética e as narrativas estão por trás das câmeras. Infelizmente os profissionais negros ainda não ocupam essas posições de forma proporcional. 

Leia também Warner Bros. está em busca de um diretor e ator negro para liderar o próximo filme do Superman

TW: Atualmente, enfrentamos uma pandemia que deixou mais evidente os problemas que afetam não só o Brasil, mas o mundo. Como o audiovisual pode driblar essa situação e trazer à tona o fato de que precisamos enxergar o próximo? Seja em questões raciais, de gênero, em termos de estrutura social, enfim, identificar as mazelas e mostrar que todo mundo importa.

SF: Não sei como o audiovisual pode driblar essa situação. Mas acredito que a diversidade de olhares e de narrativas pode sim conduzir a produções com histórias mais corajosas, mais autênticas e mais humanas.

TW: Para você, o cinema brasileiro é…?

SF: …ainda o prenúncio de algo incrível que só vai se concretizar de fato quando tiver uma cinematografia realmente democrática. 

TW: Qual o conselho que você daria para uma mulher negra que almeja posição de destaque no audiovisual?

SF: Eu diria a ela para acreditar muito em si e para seguir em frente sem fraquejar nas quedas. A vontade de potência tem que ser muito maior do que todos os desafios que surgirem no caminho.

O audiovisual vem se transformando e mostrando algumas mudanças bem significativas. No entanto, é dever do público dizer o que quer a partir do seu consumo cobrar publicamente, representação honesta de todas as formas. Precisamos ver mais pessoas negras, mais LGBTs, mais minorias – que são maioria – na frente e atrás das telas.

Artigos Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Instagram

Bombando

Mais vistos da semana

Siga Nossas Redes

Tem conteúdo exclusivo por lá
6,914FãsCurtir
2,962SeguidoresSeguir
4,234SeguidoresSeguir

Recentes

Conteúdo fresquinho

Thunder Fic's

Tudo sobre roteiro
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave