terça-feira, 29, setembro, 2020

Resumo

A saga é um ótimo gancho para falar sobre problemas como amor doentio, falta de autoestima, solidão e como nós de forma "indevida" romantizamos os relacionamentos abusivos.

Crepúsculo | Um exemplo de relacionamentos abusivos

Crepúsculo, primeiro volume da saga Twilight escrita por Stephenie Meyer, aborda a relação amorosa entre Edward Cullen e Bella Swan. Se trata de um sucesso mundial tanto na venda de livros quanto nos cinemas (a história foi adaptada para as telonas), milhares de jovens e adultos se derreteram pela história de amor de uma humana e um vampiro.

A trama conta a história de Bella, que precisa se mudar para Forks e morar com o pai após sua mãe ter casado com outro homem. Forks é conhecida por ser a cidade mais chuvosa e com dias nublados dos Estados Unidos, e apesar de adorar dias ensolarados, Bella encara o desafio de se mudar e ir morara com seu pai. Após alguns dias indo para a escola, Bella conhece Edward, um rapaz estranho, com uma pele incrivelmente pálida, e com uma postura e palavreado que parecem ser de outro século. Após muitas idas e vindas, a garota descobre a verdade sobre a família Cullen: são vampiros e que escolheram viver em Forks exatamente pela falta de sol proporcionada pela localidade. A partir daí, um romance entre Bella e Edward começa se construindo e essa história não é nada romântica. Essa trama retrata muitos abusos que como dizem hoje “passaram pano” para atitudes machistas.

Bella: Eu estava com medo, porque, bom, por motivos óbvios, eu não posso ficar com você. E tenho medo de que eu goste de ficar com você, muito mais do que deveria.

Edward: Sim. É de fato motivo pra ter medo. Querer ficar comigo não é nada bom pra você!

B

Como romântica de carteirinha, amo romances e isso não é segredo para ninguém. Nunca fui fã da franquia (assistir o filme quando saiu a versão pirata e achei um universo bizarro demais para meu entendimento naquele momento e então nem fiz questão de me apegar a série de quatro livros) e lendo ao livro agora, não foi tão difícil se “encantar” pelo vampiro Edward Cullen. Ele parece ser protetor e tem uma postura mais madura e etc. Só que por trás dessa armadura de cavalheiro, ele é um péssimo mocinho. Ele, inicialmente, começa tratando Bella mal e ela nem entende o real motivo disso. Ou seja, já começou errado. Não gosto de ser ignorada e diminuída e odeio mais ainda, quando vejo uma personagem ser tratada assim.

Como é a Bella que li e identifiquei no livro? É uma garota comum, que não se acha bonita, se sente deslocada. Ela tem os olhos castanhos e os cabelos da mesma cor, mas que no sol tem reflexos avermelhados. Mas ainda assim é uma garota comum, que chama um pouco de atenção de alguns colegas de classe quando chega a Forks. O problema já começa ai. Falta de autoestima. Falta de empoderamento. Falta se valorizar mais, de se sentir inteira e confiante. A protagonista é construída como se fosse uma pessoa fraca, frágil e indefesa. E para confirmar isso, Edward fica obsevando a quando ela está dormindo e sem o consentimento dela, sem ninguém saber que ele está na casa dela, no quarto dela. Isso é crime.

Ela idolatra a família Cullen. Na concepção dela, é uma família composta de modelos, devido a beleza deles e algo que irrita muito é que ela os comparam como se fossem pessoas de “classe A” ao nível de beleza, como se fossem estatuas gregas. E logicamente, Edward é tão bonito que é impossível um cara como ele se apaixonar por ela. Outro problema, AUTODEPRECIAÇÃO. Nós não temos que agradar alguém para que se apaixone por nós, mulheres. E o pior, ela dúvida dos sentimentos dele e sempre tenta chamar atenção dele, fora a questão psicológica de ficar tentando brincar com a mente dela e por mais que não seja tão explicito, é visível que esse relacionamento tem problemas na sua construção.

No decorrer da trama, Charlie começa a perceber que Bella não está mais tão perto dos amigos como antes. No filme, ele diz para ficar mais perto de pessoas da idade dela ou com a mesma mentalidade dela. Afinal o vampiro tem 107 anos de idade preso no corpo de um garotão de 18 anos. Porém, Bella faz pouco caso e nas palavras dela, é impossível ela ficar longe e a todo momento tem esse jogo psicológico de “quero você perto, quero você longe, quero você perto, quero você longe porque irei sugar seu sangue” do Edward que faz com que ela não sinta tanta falta dos amigos. Afinal, ela tem um cara muito gato, tem uma amiga que porventura é “irmã” dele que tem um senso de moda que não tem e empresta roupas que nunca teria grana para comprar. Percebem o quão abusivo é essa relação? A Bella não se acha merecedora de estar junto do Edward e por isso ela não vai sacrificar um relacionamento com o cara mais lindo do colégio por causa dos amigos.

O namoro deles vai se desenvolvendo e a medida que se desenvolve, a protagonista se torna uma pessoa sem sal, sem graça, sem presença e apática aos demais e tudo o que ela mais quer é ser como ele, ser uma vampira. Ela está tão envolvida que ela não pensa em seu próprio pai que é tão gentil e bom para ela ou até mesmo em sua mãe. E ai a situação vai virando uma mega bola de neve, porque ela se preocupa em ser humana para sempre, em ter que envelhecer e não ter a possibilidade de estar ao lado do “boy mágia” pela enternidade, enquanto o garotão Cullen quer que ela viva como uma humana.

Não pareço ser forte o suficiente para ficar longe de você, então acho que vou continuar como quiser… Quer isto me mate ou não…

Por fim, a história tem outras sequências que vocês lerão nas próximas semanas. Reflitam sobre relacionamentos abusivos. Essa resenha é apenas o inicio de uma grande conversa a cerca da romantização de atitudes abusivas, opressoras que são vestidas de fantasias inocentes para fazer com que aceitemos tais atitudes… mas não devemos aceitar o abuso, a opressão vinda de ninguém. É muito preocupante a influência que a trama trouxe para muitas garotas, principalmente as mais novas que ainda estão aprendendo o que é a vida e ainda mais por ser tão famosa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave