Baseado nos livros de Anna Todd, After chega aos cinemas sendo mais um romance adolescente com a conhecida premissa da garota inocente- Tessa Young (Josephine Langford), que se apaixona por um bad boy (Hero Fiennes Tiffin) e resolve largar o namorado e a vida de boa moça para ficar com ele.

Se logo de cara a trama nada original não chama atenção, a maneira como foi executada dá a sentença negativa ao longa. Incoerente e cheia de clichês, a trama não prende aos acontecimentos e deixa no ar todos os assuntos relevantes que podiam ser abordados.

É evidente que havia muito a ser mostrando, Anna Todd aborda a questão de relacionamento abusivo, amadurecimento e problemas de criação em seu livro, porém o esforço em transformar o filme em um romance juvenil e lotar de cenas melosas e previsíveis inibiu as partes importante. O resultado foi “mais do mesmo”. Isso torna o roteiro incoerente, parecendo incompleto, e a trama não justifica sua proposta, tornando a produção nada mais do que um monte de cenas de olhares e outras que remetem à momentos sensuais duvidosos.

After | Imagem: Paramount Pictures

A construção dos personagens também é falha. Cheia de esteriótipos, apresenta um bad boy que não tem nada de “bad”, apenas usa preto e tem tatuagens, mas é um intelectual sempre disposto a ajudar que possui problemas misteriosos com seu pai, uma colega de quarto que é “problema” por ir às festas e gostar de mulheres e outros conceitos que beiram o preconceito.

Talvez pelos citados clichês, talvez pela falta de talento, as atuações não convencem. É um desfile de personagens que não fazem diferença e nem mesmo com os protagonistas é possível criar algum tipo de empatia.

After acaba sendo uma produção muito falha. Sem mostrar seu objetivo, lotada de clichês e uma trama totalmente irrelevante, o filme é vazio e esquecível.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui