quarta-feira, 28, julho, 2021
InícioSériesCríticasCrítica | Amigas Para Sempre

Crítica | Amigas Para Sempre

Com final misterioso, a recém lançada Firefly Lane, conquista do começo ao fim gêmeas"

Em tempos tão difíceis, em que estamos longe de tudo e de todos, assistir tramas que nos lembrem de cultivar relações de laços verdadeiros é sempre bom. Tramas que abordam relações de amizade, de companheirismo e romances conturbados são ótimos em qualquer época do ano. São histórias que emocionam, cativam, divertem e nos fazem refletir sobre nossas escolhas, principalmente, quando nos identificamos com os personagens. Além disso, tramas que envolvem essas características são pontos certeiros para chamar atenção do público e conquistar a audiência tão amada pelas produtoras.

A Netflix iniciou o ano com tudo e uma das novidades deste mês é uma adaptação recente, a série Amigas Para Sempre. Baseada em um romance homônimo de Kristin Hannah, também conhecido pelo titulo original em inglês, Firefly Lane, a produção aborda uma história de uma amizade entre duas mulheres que começou ainda na adolescência. Em épocas diferentes até os tempos atuais, que se passam no início dos anos 2000, com elas na casa dos 40 anos, a trama vai se desenvolvendo e vamos conhecendo um pouquinho de cada uma.

Crítica | Amigas Para Sempre 1
Imagem: Divulgação/Netflix

Você já teve a sensação de encontrar uma pessoa com quem quisesse dividir cada momento da sua vida? Não se sentir sozinho? Ter alguém com quem possa contar? Diferente de uma mãe ou pai ou até mesmo irmãos? Tive essa sensação quando assisti a história de Tully Hurt (Katherine Heigl) e Kate Mularkey (Sarah Charlke). Elas são a personificação de “almas gêmeas”, que após se conhecerem em uma rua chamada Firefly Lane, nunca mais se separaram, independente de suas histórias de vida terem tomado caminhos diferentes.

Cada personagem tem a sua história. Tully é como um furação. Por onde passa chama a atenção, provavelmente, uma estrela em ascensão. Já Kate é a típica garota ‘nerd’, desengonçada e a coadjuvante da história, e sempre alvo de bullying. Além disso, é na base familiar que vemos o quanto essa relação familiar pode influenciar a vida das garotas. Tully Hart vive com uma mãe viciada em álcool e drogas e que é incapaz de demonstrar qualquer sinal de afeto. Enquanto Kate Mularkey mora com pai e mãe casados e um irmão. E é a partir daí que a trama ganha tempero e vemos que muita coisa que aconteceu nas primeiras duas décadas de vida das meninas, são carregados para a vida toda.

O ponto mais emocionante da trama é a escolha profissional das melhores amigas, o jornalismo. Perfeito, não? Os cargos de cada uma delas fazem jus às personalidades. Tully, comunicativa e com medo de demonstrar sentimentos sempre quis ser repórter, âncora e apresentadora de TV. Já Kate, insegura e tímida, ficou na produção, além de ser uma ótima escritora. A diferença entre ambas nunca foi motivo para que a amizade crescesse, tanto é que seguem a mesma profissão e trabalham juntas no mesmo lugar.

Crítica | Amigas Para Sempre 2
Roan Curtis como Kate (jovem) e Ali Skovbye como Tully (jovem) em Amigas Para Sempre / Imagem: Divulgação/Netflix

A trama nos mostra uma relação de amizade cultivada através dos anos com base no companheirismo, no cuidado, no carinho, na lealdade e na fidelidade na qual muitos relacionamentos amorosos nunca irão chegar, mas que também é uma relação frágil. Cada uma participa da vida da outra, com muito companheirismo e lealdade, mas as diferenças camufladas no início, acabam aparecendo e de vez em quando causando desentendimentos.

Com diferentes linhas temporais como acontece em This Is Us, é normal vermos momentos passados, futuros mesclados com o tempo atual e isso acaba sendo uma forma que cativa a atenção do telespectador. E para ajudar nessa mescla de linhas temporais, o recurso de pós-produção e maquiagem são atributos que contribuem para o realismo das cenas passadas ou futuras. Porém, na adolescência, na década de 70, elas são interpretadas por atrizes adolescentes. Um detalhe é a preocupação das cenas em que as meninas passam a adolescência, parecem que foram filmadas há quase 50 anos, remetendo a uma paleta de tom quente como o amarelo, laranja, tons mais vivos e tempos a sensação de ter sido gravado durante o pôr-do-sol.

Nos anos seguintes, Sarah Chalke e Katherine Heigl assumem suas personagens. Na faixa etária dos 20, as atrizes ganham um tratamento que suavizam as marcas de idade e fazem com que pareçam mais novas, como se fosse algum filtro que ligeiramente percebemos que foi mexido. Já na década de 2000, na faixa dos 40, elas estão em suas formas naturais, com marcas da idade, que demonstram o amadurecimento das personagens. E toda essa dinâmica faz com que a experiência de assistir a serie seja cada vez mais real e natura. Afinal, nos nascemos, crescemos, amadurecemos e ficamos velhos?

⁠Pessoas como nós são incapazes de levar vidas normais e, quando tentamos, isso nos mata. – tULLY

Será que a Netflix acertou em lançar essa adaptação? Parece que sim. A série Amigas Para Sempre está entre os 10 títulos mais assistidos da Netflix durante o seu lançamento. A trama consegue divertir, emocionar e confortar quem assiste. Mas também aborda situações pesadas como uma cena de estupro, assédio, aborto e relações líquidas. Além disso, problemas de amizade que são decorrentes de uma convivência intensa, uma vez que elas estão juntas na vida pessoal e profissional. Até em certo momento funciona bem, mas depois quando uma começa a se intrometer na vida da outra e a tensão só não é maior devido aos momentos atuais na vida de cada uma. Enquanto Tully tem uma vida profissional bem sucedida, Kate se sai bem na vida pessoal, isso são escolhas que podem ser explicadas pela base familiar de cada uma.

Nota do Thunder Wave
Trama com temas bem atuais e importantes para serem debatidos, protagonistas e secundários cativantes, momentos marcantes e trilha sonora excepcional, Amigas Para Sempre tem um final misteriosos e inesperado e estamos ansiosos para que Tully Hart e Kate Mularkey nos digam o que aconteceu. Netflix tem se superado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,914FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,251SeguidoresSeguir

Resenha | Livre – Cinquenta tons de liberdade pelos olhos de...

0
Reviva a sensualidade, o romance e o drama de Cinquenta tons de liberdade ― a história de amor que cativou milhões de leitores em todo o mundo ― a partir dos pensamentos, reflexões e sonhos de Christian Grey.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
Crítica | Amigas Para Sempre 6

Um adeus a Merlin

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave