terça-feira, 4, agosto, 2020
Início Séries Não Julgue a Série Pelo Piloto Crítica: Bloodline- 1ª Temporada

Crítica: Bloodline- 1ª Temporada

A Netflix estréia mais uma original, dessa vez focada no drama familiar. Bloodline estreou dia 20, nós assistimos a temporada inteira e aqui vai nossa análise:

Bloodline é o tipo de drama que te faz gostar de não ter nascido em uma família influente. Focada em nos problemas da família Rayburn, conhecida e respeitada em sua cidade, somos apresentados aos bastidores da não-tão-perfeita-familia.

Quando uma festa de celebração dos 45 anos do hotel dos pais acontece, Danny (Ben Mendelsohn) retorna para casa e trazendo um passado negro da família à tona. Ao longo dos episódios vemos mais profundamente a história de cada personagem, os irmão de Danny,  Meg (Linda Cardellini), John (Kyle Chandler), Kevin (Norbert Leo Butz) e seu pais Robert (Sam Shepard) e Sally (Sissy Spacek).

bloodline
Danny e Sally

A produção aguça a curiosidade e não é difícil assistirmos a tudo de uma vez apenas para saber o que aconteceu. Em todo episódio temos alguns flashbacks de um assassinato que queremos muito saber como ocorreu, mas só sabemos com detalhes nos dois últimos episódios.

Bloodline reviewA premissa não é exatamente original, já vimos inúmeras séries focadas em dramas familiares internos ( cito a maravilhosa Ray Donovan como exemplo), mas Bloodline achou um jeito interessante de se diferenciar. Narrada por John, ouvimos a frase “ Costumava achar que tinha sorte em nascer um Rayburn, agora não tenho tanta certeza”, esse sentimento é passado perfeitamente para quem assiste ao longo da temporada. Quando apresentada da primeira vez, a família feliz, unida e em perfeita sintonia nos causa um tipo de “inveja”, daquelas que dá vontade de ter uma família grande , carinhosa e bem sucedida como essa. Conforme vamos nos aprofundando nos podres da mesma, começamos a achar que nossa família tá boa como está mesmo…

O time de atores do núcleo principal foi um fator importantíssimo para a qualidade de Bloodline. Foi a maravilhosa atuação deles que conseguiu colocar todo o mistério necessário e cativante da obra, em especial Ben Mendelsohn e Kyle Chandler, que oscilavam entre inocência e raiva em questão de segundos. Sissy Spacek e Sam Shepard possuíam uma sintonia perfeita, essencial para representar o ar acolhedor da família.

Bloodline crítica
John e Meg

Para fechar com chave de ouro, temos a ambientação sombria. Não é raro ver cenas acinzentadas que dão todo um toque de suspense a mais. Bloodline é uma produção bem diferente para os padrões da Netflix, que deu muito certo. Com um toque certo de mistério, informações no timing correto e gancho instigantes entre um episódio e outro, é uma série boa para assistir inteira em um final de semana, ou assistir aos pouco e ficar se perguntando diariamente o que virá depois.

Dos criadores e produtores executivos Todd A. Kessler, Daniel Zelman e Glenn Kessler, os treze episódios da primeira temporada de Bloodline já estão disponíveis no Netflix.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

7,027FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,375SeguidoresSeguir

Crítica | A Barraca do Beijo 2

0
Ninguém acerta de primeira, mas a adolescência é isso. No entanto, o trama título do filme se tornou uma subtrama mal desenvolvida e quase esquecida. Falta coerência de fatos, acontecimentos e consequências nesse filme que por ser uma sequência... deveria ser melhor.

Um adeus a Merlin

10
Hoje faz um mês que terminou o ótimo seriado Merlin e ontem o ator Colin Morgan ganhou melhor ator de drama na premiação da...
pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave