quinta-feira, 22, abril, 2021
InícioFilmesCríticasCrítica: Bohemian Rhapsody

Crítica: Bohemian Rhapsody

Assim como sua música, Freddie Mercury foi único. Sua vida era composta por momentos de altos e baixos, mas sempre em melodia.

Bohemian Rhapsody representa de maneira magistral a vida de um dos maiores ícones do século XX. Não há outra música que possa representar tão bem quem foi Freddie Mercury.

Interpretado por Rami Malek, existem horas que o ator ultrapassa os limites e não dá para o diferenciar do cantor, tamanha performance e entrega.

Crítica: Bohemian Rhapsody 1
Bohemian Rhapsody | Imagem Fox Films

Os outros atores também estão formidáveis interpretando Brian May, Roger Taylor e John Deacon. Os maneirismos, a maneira de falar, o olhar e como se portam no palco.

Além de mostrar toda a trajetória de Freddie, o filme ainda apresenta curiosidades e bastidores da criação de alguns de seus sucessos.

O longa tem seus baixos, que é justamente quando Freddie se separa da banda. E dá para entender isso muito bem. Não é a biografia que fica ruim, mas sim perceber que não existe Freedie Mercury sem o Queen e vice versa.

Crítica: Bohemian Rhapsody 2
Bohemian Rhapsody | Imagem Fox Films

E se acha que a história acaba por aí, está enganado. Músicas como Who Want´s to Live Forever, tema do filme Highlander, ganha uma nova conotação, ao entender o sentido da canção com os acontecimentos da época na vida do cantor e seu drama ao descobrir que tinha AIDS.

Os esforços e o respeito que o Queen sempre teve por seus fãs, ao criar a batida de We Will Rock You, para que os mesmos pudessem participar do show e não serem apenas espectadores. Uma hora e meia é pouco para mostrar a trajetória desta banda e de suas músicas.

Bohemian Rhapsody vale a pena ser visto e revisto, colocar para tocar seus maiores hitz e cantar com todo o coração!

E que subam as cortinas! Até a próxima!!

Nota do Thunder Wave
Para os mais antigos matarem a saudade e conhecerem um pouco mais dos bastidores do Queen. E para os mais novos redescobrirem a criação de um dos maiores ícones Pop de todos os tempos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,916FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,319SeguidoresSeguir

Crítica | O Protocolo de Auschwitz

0
Esta é a história real de Freddy e Walter - dois jovens judeus eslovacos, que foram deportados para Auschwitz em 1942. Em 10 de abril de 1944, após um planejamento meticuloso e com a ajuda e a resiliência de seus colegas internos, eles conseguiram escapar. Os dois homens são movidos pela esperança de que suas evidências possam salvar vidas. Feridos, eles voltam pelas montanhas para a Eslováquia. Com a ajuda de estranhos pelo caminho, eles finalmente conseguem cruzar a fronteira e encontrar a resistência e a Cruz Vermelha. Eles compilam um relatório detalhado sobre o genocídio sistemático no campo. No entanto, com a propaganda nazista e ligações internacionais ainda em vigor, seu relato parece ser muito angustiante para acreditar.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
Crítica: Bohemian Rhapsody 9

Um adeus a Merlin

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave