Assistir Carnival Row é apreciar uma ótima série de fantasia, dessas para fãs do gênero não colocarem defeito algum. Tudo na produção é interessante de acompanhar e apesar de se passar num período antigo da história, não entendia — levando em consideração que algumas séries, livros, filmes e/ou novelas de época, tornam-se enfadonhas devido ao mau aproveitamento em que a trama é inserida.

O que não é o caso da série original Amazon. Protagonizada por Orlando Bloom e Cara Delevingne, Carnival Row é a melhor pedida para quem curte as produções do gênero com direito ao maravilhoso sotaque britânico. Pela ambientação, é possível entender que trama se passa quase no final do século 18 em Burgue, fictícia cidade neo-vitoriana que lembra muito uma antiga Londres.

Aliás, não é apenas a capital inglesa que lembra algo existente. É como se Carnival Row fosse ambientada no mesmo universo de Sherlock Holmes, personagem de Sir Arthur Conan Doyle — e visualmente, os filmes de mesmo nome, protagonizados por Robert Downey Jr. e Jude Law.

A trama faz lembrar Bright, filme original Netflix estrelado por Will Smith e Joel Edgerton, onde humanos convivem com seres “encantados”. E é exatamente isso que é exibido no seriado: fadas, sátiros, faunos, centauros e outras criaturas mágicas interagindo com humanos e com hábitos similares.

Entretanto, os humanos já não querem que as tais criaturas habitem entre eles e para que isso não seja mais possível, agressões físicas e xingamentos são usados na tentativa de intimidá-las. Traduzindo para um contexto atual, Carnival Row aborda as diferenças e como os outros lidam com elas, xenofobia, preconceito, imigração, a busca por um outro lugar com o intuito de recomeçar (refugiados) e que na maioria das vezes, resultam em mortes.

É nesse momento que o detetive Rycroft “Philo” Philostrate (Orlando Bloom) aparece a fim de investigar as tais mortes e de fato, exterminar todo o problema. Em um determinado momento da história, ele vai reencontrar com Vignette (Cara Delevingne) e um acontecimento X virá à tona — e revelar certos detalhes a partir desse momento, implicará em spoiler e de fato, comprometerá sua experiência em acompanhar o seriado.

Os efeitos especiais são incrivelmente detalhistas e mais que isso, realistas. E se for comparar esse item específico com outras produções do mesmo gênero (fantasia) e que usam desses mesmos artifícios, Carnival Row faz escola e visualmente, é um presente para os olhos do espectador. Atrelado ao figurino, trilha sonora e cenografia, é pacote completo.

Entrementes, Carnival Row é uma série que entretém e passa o recado desejado desde a concepção do projeto. E muito antes da estreia, a trama já ganhou uma segunda temporada, o que demonstra que tanto a equipe técnica (criadores, roteiristas, produtores e direção) quanto a própria Amazon Prime Video apostam em cheio na promissora série que tem estreia marcada para o próximo 30 de agosto no catálogo do streaming.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui