sexta-feira, 25, setembro, 2020
Início Séries Críticas Crítica | Carnival Row - 1ª Temporada

Crítica | Carnival Row – 1ª Temporada

Assistir Carnival Row é apreciar uma ótima série de fantasia, dessas para fãs do gênero não colocarem defeito algum. Tudo na produção é interessante de acompanhar e apesar de se passar num período antigo da história, não entendia — levando em consideração que algumas séries, livros, filmes e/ou novelas de época, tornam-se enfadonhas devido ao mau aproveitamento em que a trama é inserida.

O que não é o caso da série original Amazon. Protagonizada por Orlando Bloom e Cara Delevingne, Carnival Row é a melhor pedida para quem curte as produções do gênero com direito ao maravilhoso sotaque britânico. Pela ambientação, é possível entender que trama se passa quase no final do século 18 em Burgue, fictícia cidade neo-vitoriana que lembra muito uma antiga Londres.

Aliás, não é apenas a capital inglesa que lembra algo existente. É como se Carnival Row fosse ambientada no mesmo universo de Sherlock Holmes, personagem de Sir Arthur Conan Doyle — e visualmente, os filmes de mesmo nome, protagonizados por Robert Downey Jr. e Jude Law.

A trama faz lembrar Bright, filme original Netflix estrelado por Will Smith e Joel Edgerton, onde humanos convivem com seres “encantados”. E é exatamente isso que é exibido no seriado: fadas, sátiros, faunos, centauros e outras criaturas mágicas interagindo com humanos e com hábitos similares.

Entretanto, os humanos já não querem que as tais criaturas habitem entre eles e para que isso não seja mais possível, agressões físicas e xingamentos são usados na tentativa de intimidá-las. Traduzindo para um contexto atual, Carnival Row aborda as diferenças e como os outros lidam com elas, xenofobia, preconceito, imigração, a busca por um outro lugar com o intuito de recomeçar (refugiados) e que na maioria das vezes, resultam em mortes.

É nesse momento que o detetive Rycroft “Philo” Philostrate (Orlando Bloom) aparece a fim de investigar as tais mortes e de fato, exterminar todo o problema. Em um determinado momento da história, ele vai reencontrar com Vignette (Cara Delevingne) e um acontecimento X virá à tona — e revelar certos detalhes a partir desse momento, implicará em spoiler e de fato, comprometerá sua experiência em acompanhar o seriado.

Os efeitos especiais são incrivelmente detalhistas e mais que isso, realistas. E se for comparar esse item específico com outras produções do mesmo gênero (fantasia) e que usam desses mesmos artifícios, Carnival Row faz escola e visualmente, é um presente para os olhos do espectador. Atrelado ao figurino, trilha sonora e cenografia, é pacote completo.

Entrementes, Carnival Row é uma série que entretém e passa o recado desejado desde a concepção do projeto. E muito antes da estreia, a trama já ganhou uma segunda temporada, o que demonstra que tanto a equipe técnica (criadores, roteiristas, produtores e direção) quanto a própria Amazon Prime Video apostam em cheio na promissora série que tem estreia marcada para o próximo 30 de agosto no catálogo do streaming.

Nota do Thunder Wave
Com dinamismo e visualmente satisfatória, Carnival Row é uma das opções mais promissoras do gênero de fantasia disponível atualmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

7,008FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,359SeguidoresSeguir

Resenha | Com amor, Simon

0
Com amor, Simon é uma história de amor adolescente que aquece qualquer coração e nos faz torcer para que eles fiquem juntos e que consigam superar todos os conflitos, dificuldades e julgamentos que essa nova realidade lhes reserva... todo amor é válido.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave