quinta-feira, 1, outubro, 2020
Início Filmes Críticas Crítica | Entre Facas e Segredos

Crítica | Entre Facas e Segredos

Como obra de mistério, Entre Facas e Segredos é um daqueles filmes sobre o qual quanto menos se souber melhor. Contudo, quem espera ver uma trama típica no estilo Agatha Christie acabará se surpreendendo com algo bem diferente da expectativa. Na verdade, apenas o ponto de partida (uma homenagem clara) lembra os livros da escritora. E isso é ótimo.

Tudo começa quando o famoso e milionário escritor Harlan Thrombey (Christopher Plummer) é encontrado morto dentro de sua propriedade pela sua enfermeira particular Marta (Ana de Armas), sob circunstâncias de aparente suicídio. Mas claro, nada é o que parece.

Para solucionar o mistério, a polícia contrata os serviços de consultoria do célebre detetive particular Benoit Blanc (Daniel Craig). A partir daí temos uma trama envolvente, repleta de reviravoltas e com um elenco impecável. A maioria dos membros da família Thrombey tiveram algum desentendimento com o patriarca na festa do seu último aniversário; o que os torna automaticamente suspeitos. Mas um dos pontos altos do filme é justamente brincar e por vezes subverter esses e outros clichês. Talvez apenas alguns maneirismos propositais incomodem os mais exigentes, mas está muito longe de comprometer o conjunto.

Entre Facas e Segredos | Imagem: Paris Filmes
Entre Facas e Segredos | Imagem: Paris Filmes

Também merecem destaque a belíssima fotografia e a trilha sonora. A trama, apesar de ambientada nos dias atuais, se desenvolve quase que inteiramente no casarão estilo clássico do escritor – mais uma elegante referência à Agatha Christie. Já as músicas, além de bem trabalhadas se encaixam perfeitamente, muitas vezes (e novamente) fugindo de clichês.

O elenco é um espetáculo à parte. O experiente Christopher Plummer é o alicerce perfeito, tanto como personagem vivo quanto nos flashbacks. Ana de Armas, equilibrando magistralmente entre o drama e o humor, nos traz uma protagonista tão humana que se torna impossível não simpatizar. As sempre espetaculares Jamie Lee Curtis e Tony Collette (respectivamente, filha e nora do escritor) tornam bastante convincentes personagens que em outras mãos poderiam se tornar caricatas. Chris Evans, como o neto playboy, é o tipo que amamos detestar. E até Daniel Graig surpreende com cenas de alívio comigo.

Entre Facas e Segredos | Imagem: Paris Filmes
Entre Facas e Segredos | Imagem: Paris Filmes

O filme também traz críticas sociais bem pontuadas. Marta é filha de imigrantes porto riquenhos, fato que é usado para ilustrar a xenofobia de boa parte do povo americano. Na própria família Thrombey há um adolescente anti-social, viciado em Internet e simpatizante do neonazismo.

Por fim, o título do filme faz menção a enorme coleção de facas do escritor localizada no seu escritório.

Nota do Thunder Wave
Uma obra cinematográfica muito bem feita e que vale a penas ser conferida. Especialmente (mas não apenas) pelos fãs de história de mistério.
Escrito porÁtila Oliveira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

7,008FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,359SeguidoresSeguir

Crítica | Magnatas do Crime

0
O longa de Guy Richie de 2019, chega finalmente ao Brasil. Magnatas do Crime é um filme que mistura comédia com boas...

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave