terça-feira, 9, março, 2021
Início Séries Críticas Crítica: Fuller House- 2ª Temporada

Crítica: Fuller House- 2ª Temporada

Esse ano a Netflix fez a alegria dos fãs de Full House, trazendo uma nova série, com praticamente o mesmo elenco, que consegue aliviar o sentimento de perda deixando pela saudosa série que terminou sem desfecho.

***Pode ler sem medo, essa crítica é livre de spoilers***

Como foi dito na crítica da 1ª Temporada de Fuller House, a série realmente revive os acontecimentos de sua antecessora, colocando D.J Tanner (Candace Cameron Bure), a filha mais velha de Danny (Bob Saget), na mesma posição que seu pai. Recentemente viúva, ela precisa cuidar de seus três filhos e acaba ficando na casa de sua infância e contando com a ajuda de sua irmã Stephanie (Jodie Sweetin) e sua amiga Kimmy Gibbler (Andrea Barber).

Como era de se esperar, não há muito de diferente nesse novo ano da série. Trazendo os mesmo personagens em situações inusitadas- algumas emprestadas de Full House-, a produção mantém seu ritmo como boa comédia e ainda investe na nostalgia.

Entretanto, a trama tenta remediar a repetição da temporada anterior, trazendo mais personagens novos, sem deixar de resgatar todas as participações possíveis do elenco antigo. Ainda com várias referências aos anos 90, a série inova adicionando algumas participações importantes para o enredo, com destaque para Adam Hagenbuch, que dá vida para o tão mencionando, porém nunca mostrado, irmão de Kimmy, Jimmy Gibbler.

Crítica: Fuller House- 2ª Temporada 1
Adam Hagenbuch em Fuller House  | Imagem: Netflix

As adições ao elenco, somada a algumas tramas mais originais, foram gratas surpresas para o público, afinal, por mais que seja gostoso rever as aventuras dessa família, não seria possível manter o interesse por muito tempo dessa maneira. Mas o verdadeiro acerto dessa temporada foi dar ao elenco antigo um novo caminho. Terminando da maneira que terminou – sem nenhuma indicação de final-, Full House não deu um desfecho digno para a maioria do personagens, Joey (Dave Coulier) e Danny continuaram solteiros e sem nenhuma mudança em suas vidas até o término da primeira temporada de Fuller House, porém agora os personagens antigos estão sendo explorados, ganhando famílias e até mesmo novos momentos que prometem deixá-los regulares no próximo ano.

Fuller House continua seguindo os passos de Full House, e isso não é algo ruim. Essa temporada promete agradar ainda mais os fãs, com novas surpresas e ótimos momentos com o saudoso elenco dos anos 90. De bônus, dá uma esperança maior de um futuro duradouro para a obra.

Veja a ficha técnica e elenco completo de Fuller House

Quer comentar sobre as produções com pessoas que possuem o mesmo interesse? Entre no nosso grupo do facebook e comece a discussão!

Nota do Thunder Wave
Dando um novo caminho para os personagens antigos e investindo em novas adições ao elenco, a 2ª temporada da série consegue sair da repetição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,933FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,349SeguidoresSeguir

Crítica | Hanna – 1ª temporada (2019)

0
Hanna é uma série de televisão de drama e ação americana, baseado no filme de 2011 de mesmo nome, no Amazon Prime Video. A série foi criada e escrita por David Farr, dirigido por Sarah Adina Smith, e estrelado por Esme Creed-Miles, Joel Kinnaman e Mireille Enos.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
Crítica: Fuller House- 2ª Temporada 7

Um adeus a Merlin

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave