quarta-feira, 25, novembro, 2020
Início Filmes Críticas Crítica | Hebe – A Estrela do Brasil

Crítica | Hebe – A Estrela do Brasil

Com as cinebiografias tomando seu espaço nos cinemas, nomes influentes da televisão brasileira ganham destaque nas telonas e a Warner Bros. estréia sua obra baseada em uma das apresentadoras mais conhecidas do país: Hebe Camargo.

Servindo mais como um tributo do que como uma biografia em si, Hebe- A Estrela do Brasil mostra um pequeno período da vida da protagonista, durante a transição entre a ditadura e a democracia no Brasil. Na época, Hebe já tinha 40 anos de carreira e estava em luta contra a repreensão de seu livre-arbítrio em seus programas, enquanto tenta lidar também com o preconceito e machismo que vive em casa. Para lutar contra tudo isso, ela arrisca sair de seu programa na Bandeirantes e se aventurar em novos caminhos, quando aceita ir para o SBT, canal que na época estava apenas em ascensão.

Crítica | Hebe – A Estrela do Brasil 1
Andréa Beltrão como Hebe em Hebe- A Estrela do Brasil | Imagem: Internet

Andréa Beltrão faz um trabalho impecável na pele de Hebe, sua atuação é praticamente à prova de falhas, que em conjunto com o incrível trabalho de caracterização da personagem, entrega um papel tão convincente, que é possível se perder totalmente da trama e ficar analisando a perfeição de detalhes. Na realidade todos os influentes da época estão igualmente convincentes, participações como Dercy Gonçalves (Stella Miranda), Roberto Carlos (Felipe Rocha) e Chacrinha (Otávio Augusto) empolgam o espectador com sua fidelidade.

O roteiro de Carolina Kotscho tem como foco principal a força e feminismo da apresentadora. Hebe não tem medo de mostrar seu ponto de vista, lutar com as armas que possuí contra toda as repreensões e ainda abordar temas como a Aids, que era esquecida pela mídia na década de 80, homossexualismo e transexualidade. A trama representa muito bem as dificuldades dessas lutas e enaltece a figura da protagonista, mostrando um lado do qual nem todos conhecem. Entretanto, esse foco restrito limita as possibilidades e deixa de lado o inicio de carreira e boa parte da vida pessoal de Hebe e seus companheiros na época, assuntos que seriam interessantes e fazem falta no filme.

Já a direção de Maurício Farias tem um toque único e muito certeiro. Aproveitando o interesse em mostrar a caracterização das aparições marcantes, o diretor brinca com o público ao usar de ângulos que causam certo suspense, aguçando a curiosidade do espectador.

Hebe- A Estrela do Brasil é uma produção que passa a forte imagem da apresentadora, deixando uma boa mensagem sobre a política na época, mas deixa um pouco a desejar sobre sua vida. É um filme interessante como uma homenagem aos marcantes nomes da década de 80.

Nota do Thunder Wave
O filme é um belo tributo á Hebe, mas mostra muito pouco de sua vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,973FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,355SeguidoresSeguir

Gameplay de Cyberpunk 2077 para Xbox Series X/S é revelado

0
A CD PROJEKT RED lançou hoje o vídeo de gameplay rodando Cyberpunk 2077 no Xbox One X e no Xbox Series X.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
Crítica | Hebe – A Estrela do Brasil 8

Um adeus a Merlin

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave