sexta-feira, 15, outubro, 2021

Crítica | I May Destroy You- 1ª temporada

Michaela Coel já se tá tornou conhecida por seu trabalho em Chewing Gum, da Netflix, e agora muda de casa para fazer o próximo sucesso da HBO, I May Destroy You.

Baseando no abuso sofrido por ela, Michaela faz um trabalho impressionante servindo como showrunner, roteirista e protagonista dos 12 episódios da produção. A trama acompanha o ocorrido, passando pelo momento em que Annabella (Coel) foi drogada e sofreu abuso sexual até a investigação e todos os problemas envolvidos em uma denúncia dessas.

Crítica | I May Destroy You- 1ª temporada 1
I May Destroy You/ Imagem: HBO

Usando uma narrativa fragmentada, que coloca o público em uma experiência imersiva, passando o mesmo sentimento que a protagonista está sentindo, I May Destroy avança na vida pós abuso de Bella paralelamente à denúncia, se aprofundando nos relacionamentos afetivos e traumas que ficaram desse evento, enquanto aproveita para mostrar inumeros abusos pequenos que mulheres normalmente sofrem, que dão vários avisos de alerta para que possívelmente está passando por essa situação.

Entretanto, o verdadeiro ouro dessa obra é investir também em abusos sofridos por homens, aqui representados pelo amigo homossexual Kwame (Paapa Essiedu), que alerta sobre homens também sofrerem estupros e a dificuldade eles denunciares e serem levados a sério nessas situações. Mas nem só de abusos vive essa trama, há muitos preconceitos raciais incluidos nos acontecimentos, principalmente carregados por Terry (Weruche Opia), melhor amiga de Bella que carrega em sua simples personagem muita bagagem, apresentando sua luta interna por ter que se modificar para ser aceita pela sociedade, suas questões psicológicas com abandonos e colocando o debate de uma situação com consentimento, que pode ou não ser encarada como estupro.

Crítica | I May Destroy You- 1ª temporada 2
I May Destroy You/ Imagem: HBO

I May Destroy You é uma série que vai muito além do que as palavras conseguem colocar. Entre muitas camadas, muitas situações relevantes abordadas e assuntos quase inéditos na televisão, Michaela consegue fazer um lindo malabarismo de denúncias que deixa o espectador em choque ao final da trama, precisando digerir tudo aquilo que não sabia existir fora de sua zona de conforto.

Nota do Thunder Wave
Em I May Destroy You, Michaela Coel consegue fazer um lindo malabarismo de denúncias que deixa o espectador em choque ao final da trama, precisando digerir tudo aquilo que não sabia existir fora de sua zona de conforto.

Artigos Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Instagram

Bombando

Mais vistos da semana

Siga Nossas Redes

Tem conteúdo exclusivo por lá
6,914FãsCurtir
2,960SeguidoresSeguir
4,239SeguidoresSeguir

Recentes

Conteúdo fresquinho

Thunder Fic's

Tudo sobre roteiro
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave