terça-feira, 26, outubro, 2021

Crítica | Irmandade

Nova aposta brasileira no catálogo da Netflix

Nos últimos dois anos a Netflix tem apostado em algumas séries brasileiras para fazer parte da sua rede de streamings esse é o caso de Sintonia, O Escolhido, 3%, entre outras. A aposta da vez é: Irmandade. Obviamente tivemos acesso antecipado a primeira temporada e não poderíamos deixar de trazer nossas primeiras impressões para vocês.

No início a história gira em torno da advogada Cristiane (Naruna Costa), que é funcionária do Ministério Público do Estado de São Paulo. Ela que vive uma vida cotidiana vê seu mundo virar de cabeça para baixo quando é obrigada a se infiltrar em uma facção criminosa e trabalhar contra o seu próprio irmão – Edson Ferreira (Seu Jorge) um dos líderes da organização. Daí em diante somos apresentados aos demais personagens que ajudam a dar liga na história e nos faz entender o passado dos personagens principais: Edinho, como é conhecido e a Draª Cristiane.

A trama conta com algumas viradas, principalmente da personagem Cris, que no ápice da série é obrigada escolher entre sua ética profissional e seus princípios ou o amor pelo seu irmão, o qual ela se manteve afastada por mais de 20 anos. A advogada após fazer sua escolha, jamais imaginou que interferiria na vida de tantas pessoas e talvez entraria em um caminho sem volta.

A Irmandade traz algumas discussões como por exemplo a corrupção e a falha do sistema penitenciário em reabilitar os presidiários para viverem em sociedade novamente. Além disso, ela levanta alguns questionamentos sobre vícios, machismo e a crueldade a qual as pessoas são obrigadas a passar em alguns presídios do nosso país.

irmandade
Irmandade | Imagem: Netflix

A série traz um bom roteiro, porém em alguns episódios dá para sentir que existe uma certa dificuldade em chegar na ideia que eles queriam transmitir. O primeiro episódio serviu para nos apresentar os personagens e suas histórias. A partir do segundo episódio o enredo se torna entediante, porém consegue recuperar o fôlego do quarto ao sexto capítulo (até onde foi liberado pela empresa para assistir previamente)– que por sinal é bem previsível, entretanto bem produzido.

O ponto alto de Irmandade é a excelente interpretação de Seu Jorge e Naruna Costa, que dão vida aos seus personagens de uma forma excepcional. Além dos atores principais, a produção ainda conta no seu elenco com Lee Taylor (Ivan), Hermila Guedes (Darlene), Danilo Grangheia Andrade, Pedro Wagner (Carniça), Wesley Guimarães (Marcel), entre outros.

A série tem oito episódios com duração média de 49 minutos e todos foram produzidos pela 02 filmes, em uma parceria com a Netflix. Com a criação de Pedro Morelli e produção geral de Andrea Barata Ribeiro e Bel Berlinck a estreia ocorrerá no dia 25 de outubro.

Nota do Thunder Wave
Apesar de em certos momentos a série ser bem entediante, ela conta uma boa história e com episódios muito bem produzidos, vale a pena assistir.

Artigos Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Instagram

Bombando

Mais vistos da semana

Siga Nossas Redes

Tem conteúdo exclusivo por lá
6,914FãsCurtir
2,958SeguidoresSeguir
4,238SeguidoresSeguir

Recentes

Conteúdo fresquinho

Thunder Fic's

Tudo sobre roteiro
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave