O título é engraçado e é muito difícil não rir com a série apresentada por Tom Cavalcanti. A segunda temporada do reality LOL: Se Rir, Já Era!, da Amazon Prime, já chegou na plataforma e promete arrancar risos até de quem não participa da série. O segundo ano do programa irá acompanhar um time de comediantes que precisam passar 6 horas confinados juntos e a regra é clara: Se rir, já era! Nesta edição, vemos carinhas conhecidas do Stand-Up e da internet. 

O elenco de milhões é formado por Bruna Braga, Carol Zoccoli, Eddy Junior, Fábio Rabin, Gigante Léo, Grace Gianoukas, Lindsay Paulino, Marianna Armellini, Mathy Lemos e Rafael Infante e eles tentam ganhar um prêmio de R$ 350 mil reais para doar para uma instituição beneficente da sua escolha. Na apresentação, temos o retorno de  Tom Cavalcante no papel de juiz e host. A mudança mais visível nesta edição é a participação da influencer e comediante Gkay.

Crítica | LOL: Se Rir, Já Era! 2ª Temporada 1
O elenco de milhões da segunda temporada / Prime Vídeo – Divulgação

Como dito anteriormente, é muito difícil não gargalhar com a série, principalmente, com um elenco desses. Todos muito engraçados, com um timing perfeito, criativos até demais e o mais legal é que mostra as infinitas possibilidades de fazer graça de absolutamente tudo. Os participantes são testados a todo momento e levados ao limite. E não é uma tarefa fácil, pois o objetivo é claro: é fazer rir sem rir e se rir, perde a chance de levar os 350 mil. É um incentivo e tanto, mas não é suficiente para eles não rirem. 

Leia também: Lol: Se Rir Já Era | Participantes revelam motivo da produção brasileira se destacar das outras

Embora a meta seja fazer rir, os participantes precisam tomar muito cuidado para não se traírem e rirem ao invés dos outros competidores e isso aconteceu com alguns participantes. E nada passa, pois são muitas câmeras que ficam atentas aos movimentos do elenco. E por mais sutil que seja a expressão facial que consiste em um sorriso é passivo de cartão amarelo e reincidência é desclassificação. Para fiscalizar e julgar os competidores, Tom fica super atento ao telão e ele tem olhos de águia, ele percebe tudo.

Se a primeira temporada já foi legal, essa está mais divertida ainda. A apresentação do Tom é muito segura e evoluiu bastante. Ele se mostra mais exigente e mais experiente também, como mencionado anteriormente, ele não deixa escapar nada. Até porque ele entende de fazer rir e com o background dele, ele percebe que os participantes tentam disfarçar seus risos com outras expressões, com manobras para controlar o sorriso como correr ou tomar água. Não deu muito certo, logo nos minutos iniciais do primeiro episódio, um dos participantes já leva um cartão amarelo por esboçar um sorrisinho.

Crítica | LOL: Se Rir, Já Era! 2ª Temporada 2
O Grande Léo é o comediante mais fofo da edição / Prime Vídeo – Divulgação

Todos os participantes são incrivelmente engraçados, mas o destaque vai para o Grande Léo. Ele é muito fofo, gente. Ele é um comediante talentoso e ele consegue encantar com a fofura dele. A forma como ele faz uma voz mais infantil para ludibriar os demais concorrentes e ele consegue arrancar uns risos. Outro participante incrível é o Rafael Infante, que é um homem engraçado, uma pena que ele caiu no próprio truque. Eu não duraria um segundo lá dentro, chorei de rir.

Leia também: Eleita | Produtores e elenco ressaltam a importância do voto consciente

O elenco é maravilhoso, a participação do músico é certeira, mas algo que deixou a desejar foi a participação da influencer e Gkay, pois não tem a mesma química que vimos com a Clarice Falcão (Eleita). Em alguns momentos, ela soa forçada e superficial. Ela não teve uma participação tão relevante. Mas de modo geral, a série consegue ser uma ótima forma de entreter e mostra como a comédia pode ser mutável e se inovar com ideias como esta. Os novos seis episódios de LOL: Se Rir, Já Era! estreia em 2 de dezembro, pelo Prime Video.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui