A primeira temporada de Manhãs de Setembro estreou trazendo uma proposta inovadora e ousada pela Amazon Prime Video. Protagonizada por uma Mulher trans, a premissa não se conteve em apenas mostrar as batalhas de Cassandra (Liniker) para ser aceita como mulher em um mundo conservador, mas também apresentou inumeras realidades diferentes e complicadas, inserindo o filho desconhecido de Cassandra, que no momento morava nas ruas com a mãe desempregada, uma São Paulo caótica e realista e várias batalhas diárias de seus moradores.

Veja também: Crítica | Manhãs de Setembro- 1ª Temporada

Embalada pelas músicas de Vanusa, que é um voice over importante e serve como uma ponte para o intímo de Cassandra, a série consquistou em sua inovação durante o primeiro ano e nessa segunda temporada, apenas cresce, se aprofundando mais nos relacionamentos, passados e dificuldades dos complexos e reais personagens.

Iniciando com um reencontro da protagonista com suas raízes, já no primeiro episódio Cassandra, Leide (Karine Teles) e Gersinho (Gustavo Coelho) sofrem com o carro quebrado no retorno de Curitiba após o campeonato. Forçada a pedir ajuda ao seu pai Lourenço (Seu Jorge), um mecânico local, Cassandra se vê desconfortável na cidade onde nasceu e sofreu durante sua infância, com o abandono de sua mãe e posteriormente, com o preconceito do povo da cidade. Esse reencontro reacente gatilhos em sua mente, que ditam suas ações ao longo da temporada.

Manhãs de Setembro/ Imagem: Amazon Prime Video

Se ao longo do complicado relacionamento com seu filho Cassandra estava começando a se aproximar dele, o resgate ao passado faz com que ela queria se afastar novamente, constantemente se lembrando de que seu objetivo é ser uma mulher livre e uma família convencional a tira desse caminho. O mesmo acontece com seu relacionamento com Ivaldo (Thomas Aquino), que após se decidir sobre seu casamento parece apenas querer repetir seu compromisso com Cassandra, que está longe de desejar um relacionamento a longo prazo.

Veja também: Manhãs de Setembro | 2ª temporada da série apresenta diversidade dentro e fora das telas

Enquanto tenta resolver seus relacionamentos e traumas, Cassandra precisa também encarar muitos problemas financeiros, que ameaçam sua saúde mental. Mas não é apenas ela que tem seu íntimo explorado dessa maneira, Leide cresce muito nesse novo ano, com sua corrida para reestruturar sua vida apresentada de maneira mais humana e seus erros sendo abortados junto com acertos, mostrando que ela é apenas uma mãe e um ser humano, que comete erros e tenta criar seu filho da melhor maneira possível. Nesse caminho, ela acaba deixando sua relação com Cassandra mais intíma, entendendo suas questões enquanto mostra a ela seu lado.

Manhãs de Setembro/ Imagem: Amazon Prime Video

Gersinho, que já era o grande elo entre tudo isso, se torna ainda mais uma cola entre todos nessa temporada. Sua inocência é o que une seu avô novamente com Cassandra, sendo também a voz utilizada para explicar aos personagens – e aos espectadores- como se portar com uma mulher trans, enquanto expões os medos e receios dela através de seu olhar analisador e infantil. Muito mais dos que os dilemas pessoais da protagonista, é a visão esperançosa e empatica de Gersinho que dita verdadeiramente o tom emotivo desse novo ano, com atitudes que aquecem o coração.

O relacionamento entre Dércio (Paulo Miklos) e Ari (Gero Camilo) também é mais explorado nessa nova trama, conforme eles participam mais da vida de Gersinho e Leide. A representação simples e amorosa desse casal é uma decisão muito certeira da série, que mostra dois homossexuais unidos em um casamento modelo, sem tabus, com muito amor e apoio.

Manhãs de Setembro/ Imagem: Amazon Prime Video

Vale ressaltar a bem colocada adição de Samantha Schmütz ao elenco, que entra como Ruth, a nova esposa de Lourenço e agora vó de Gersinho. E participações especiais de Ney Matogrosso e Mart’nália, que se juntam a Linn da Quebrada, Divina Nubia e Danna Lisboa.

Em sua 2ª temporada, Manhãs de Setembro continua o sucesso de sua estreia, apresentando uma São Paulo- e um pouco de Curitiba- realista e diversa, enquanto aumenta a intensidade dos relacionamentos e investe ainda mais na realidade do mundo LGBTQIA+.

A 2ª temporada de Manhãs de Setembro estreia dia 23 de setembro no Prime Video.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui