Filmes Críticas

Crítica | O Labirinto

0

O Labirinto (L’uomo del labirinto) estreia dia 12 de agosto nos cinemas brasileiros, trazido pela Pandora Filmes e dirigido pelo italiano Donato Carrisi, que também é o autor do livro no qual é inspirado. O filme, uma mistura de suspense com terror que prende desde as primeiras cenas, com uma trama intensa e a busca pela solução de um sequestro que durou 15 anos.

O Labirinto | Pandora Filmes

O que existe dentro de um labirinto? Como uma mulher, consegue fugir de um lugar onde não há saída? Enquanto o Dr. Green (Dustin Hoffman) tenta acessar as memórias de Samantha Andretti (Valentina Bellè), sequestrada quando ia à escola e que após 15 anos está finalmente livre, o detetive particular Bruno Genko (Toni Servillo) também conduz as suas investigações privadas ao mesmo tempo, neste que pode ser o último caso em que trabalha.

A tensão é construída em blocos, seguindo duas linhas diferentes que visam o mesmo resultado, a busca pelo sequestrador de Samantha, que usa uma cabeça de coelho e olhos vermelhos. Genko luta no campo físico, buscando provas e evidências, além de uma boa dose de intuição, para seguir os traços deixado pelo sequestrador, em contraponto, a luta de Samantha é mental, tentando discernir o que é real e o que é ilusão que foi criada pelo uso de substâncias psicotrópicas durante o seu tempo como cativa no labirinto.  

O Labirinto | Pandora Filmes

Com um desfecho surpreendente, O Labirinto consegue manter o suspense até o fim, fazendo com que assim que os créditos começam a subir, você se sinta impelido a assistir novamente, com essas novas informações, para compreender cada passo dado, o que se justifica pelo próprio Carrisi “o jogo está na mente do espectador“.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Posting....
PT_BR
Sair da versão mobile