Repaginar uma antiga franquia com uma versão feminina é um projeto audacioso e muito perigoso. Dependendo da maneira como é conduzido, o filme pode virar uma tentativa notável, porém falha, como no caso de Caça-Fantasmas, ou mostrar que um bom time feminino pode superar o time masculino. Oito Mulheres e Um Segredo se encaixa na segunda opção.

Escolhendo não mexer nas tramas antecessoras, o longa apresenta Debbie Ocean (Sandra Bullock), irmã de Danny Ocean (George Clooney), que possui os mesmos dons para planejar e executar golpes. A cena inicial é inclusive bem parecida com a que apresenta Danny em Onze Homens e Um Segredo. Debbie acaba de sair da prisão com um objetivo bem audacioso, roubar uma jóia milionária no baile de gala do Met. Para isso, precisa reunir um time poderoso, que conta principalmente com a ajuda de sua antiga parceira Lou (Cate Blanchett).

Oito Mulheres e Um Segredo | Imagem: Warner Bros.

Liderada por essa talentosa dupla, a obra resgata o estilo da franquia, mostrando os passos do grande golpe enquanto apresenta cada personagem. Com um time incrível de mulheres talentosas, -que conta com Sarah Paulson, Helena Bonham Carter, Mindy Kaling, Rihanna e Awkwafina-, a trama se desenvolve de maneira coerente, com um tema que se encaixa com as fortes mulheres.

Entretanto, mesmo com todo o time fazendo um belíssimo trabalho nas atuações, Anne Hathaway merece um destaque. Finalmente fazendo um papel fútil, a atriz mostra novamente que não tem problemas em sair do comum em seus papéis e entrega muito bem sua versão de mulher rasa, porém ainda muito inteligente.

Talvez o maior mérito de Oito Mulheres e Um Segredo seja não tentar encaixar o feminismo mostrando mulheres em ramos conhecidos por serem dominantemente masculinos, e sim investindo em mostrar cada uma em sua zona de conforto, mesmo exercitando seus papeis melhor do que os homens. A prova disso fica evidenciada em um diálogo entre Debbie e Lou, onde Debbie explica o motivo de não querer homens na equipe argumentando que: para roubar um milionário colar Cartier no Met Gala, é preciso passar despercebida. Nós, mulheres, somos frequentemente ignoradas. Por que não usar isso em nosso favor?

Oito Mulheres e Um Segredo | Imagem: Warner Bros

Oito Mulheres e Um Segredo acerta ao manter o tom original de um filme que conquistou o público, investindo em mulheres inteligentes e algumas participações nostálgicas. Com ótimas atrizes na liderança, o longa resgata a temática com estilo, sem deixar nem mesmo espaço para comparação com as obras antecessoras.

Resumo
Nota do Thunder Wave

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui