terça-feira, 29, setembro, 2020
Início Séries Críticas Crítica: Origin

Crítica: Origin

Youtube Premium estreia sua série original com louvor

Origin, série original do Youtube Premium, tem tudo pra chamar a atenção. Uma ficção científica visualmente impressionante e um elenco chamativo- que conta inclusive com Tom Felton e Natalia Tena, conhecidos por Harry Potter-, a produção não precisava de muito para atrair o público.

Entretanto, em seus dois primeiros episódios, ela entrega muito mais do que o esperado e o que era uma promissora série chamativa se torna uma obra impressionante.

A trama apresenta um grupo de estranhos que se encontram abandonados em uma nave a caminho de um planeta desconhecido. Eles precisam se unir para sobreviver, mas rapidamente percebem que alguém não é quem diz ser.

Crítica: Origin 1
Origin | Imagem: Youtube Premium

Apresentando o passado dos personagens através de flashbacks, Origin consegue conquistar o espectador através do carisma que cria com os tripulantes. Por estar a caminho de uma nova civilização, a nave acaba sendo habitada por pessoas que precisavam recomeçar a vida e para isso precisam ter algo muito pesado em seu passado para tomar essa decisão. Isso torna cada indivíduo extremamente interessante e a curiosidade para descobrir os motivos deixa o desespero para querer assistir aos próximos episódios.

Escrita e produzida por Mika Watkins, a série parece uma mistura de Lost com Alien- O Oitavo Passageiro, o que dá um tom interessante à narrativa. Assim como a já citada Lost, os personagem são apresentados aos poucos, seu nomes e justificativa para seus comportamentos são descobertos através dos episódios dos quais são foco. Já a direção de Paul W.S. Anderson dá o clima certo de suspense, além de saber lidar mostrar um ambiente bem claustrofóbico para aumentar o desespero do espectador e passar a ele toda a tensão da situação.

Crítica: Origin 2
Origin | Imagem: Youtube Premium

O elenco dá um verdadeiro show. Nesses primeiros episódios não conseguimos julgar todo o time, já que muitos ainda não foram explorados, mas Tom Felton já demonstra -através dos poucos momentos em que interage-, uma incrível atuação e um papel que parece ser bem complexo. Natalia Tena dá vida a uma personagem bem diferente do que estamos acostumados a ver, provando ter ainda mais talento para papéis sérios e envolventes.

Entretanto, quem realmente se destaca é Sen Mitsuji, que atua como o sério e sanguinário Shun. Com o primeiro episódio focado em sua história, seu talento é evidenciado. É realmente notável a maneira com que consegue transmitir um semblante constantemente tenso e desconfiado, ainda que sempre se prontifique a resolver os problemas.

Crítica: Origin 3
Origin | Imagem: Youtube Premium

Origin é mais do que apenas uma ficção científica, é uma história sobre o complexo comportamento humano. Com muito mais a oferecer e um perigo interessante para sustentar a trama, é uma estreia muito promissora e com muita qualidade.

Origin estreia dia 14 de novembro exclusivamente no Youtube Premium.

Nota do Thunder Wave
Origin é mais do que apenas uma ficção científica, é uma história sobre o complexo comportamento humano. Com muito mais a oferecer e um perigo interessante para sustentar a trama, é uma estreia muito promissora e com muita qualidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

7,008FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,359SeguidoresSeguir

Desafio Sob Fogo Brasil e América Latina: Três brasileiros disputam a...

0
Cléber, Milton e Sandro estão entre os quatro finalistas da terceira temporada da competição que aqueceu os corações dos cuteleiros amadores. Qual brasileiro conquistará o tricampeonato?

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave