Das quatro séries solos que irão resultar em Os Defensores, todas criadas pela parceria da Marvel com a Netflix, Punho de Ferro era, dos personagens menos desconhecidos, a que tinha o protagonista mais interessante e com um grande potencial a ser explorado. Deixando de lado o Demolidor, que já é conhecido e fascinante por ser um advogado cego com habilidades invejáveis, um justiceiro com treinamento em artes marciais e um punho brilhante super poderoso sem dúvidas agradaria o publico mais do que Jessica Jones e Luke Cage, que foram apresentados em suas respectivas séries praticamente como dotados de super-força.

Porém, para a surpresa do público, foi exatamente nesse interessante personagem que a Netflix acabou errando e não conseguiu agradar completamente com a produção. As séries dos personagens de Os Defensores vêm decaindo a cada lançamento, Demolidor surpreendeu com sua qualidade, seguida por Jessica Jones que mesmo sendo boa possui vários problemas e finalmente chegando em Luke Cage, a mais fraca delas até a estreia de Punho de Ferro (para não mencionar a drástica queda na qualidade da 2ª temporada de Demolidor em relação à 1ª). Seguindo essa regra, Punho de Ferro não consegue o resultado esperado devido a vários problemas de execução.

A série apresenta Danny Rand (Finn Jones) que após um acidente de avião, onde perde seus pais, é dado como morto. O garoto passa quinze anos treinando com monges, onde cria a habilidade de se tornar o Punho de Ferro, e então volta para sua antiga casa. Danny tem dificuldades em convencer os conhecidos de que é o menino rico que supostamente morreu, mas aqueles que acreditam começam a querer tirá-lo do caminho com medo de perder o controle da empresa.

A premissa parece muito realista, quase fugindo da temática de herói, e é exatamente esse o problema da série. O roteiro parece não conseguir achar o equilíbrio entre o realismo e o misticismo necessário para dar vida a esse personagem, deixando apenas o punho iluminado e o treinamento de Danny em outra dimensão como elementos surrealistas, o resto parece tão cotidiano que acaba descaracterizando o personagem. Há também uma quantidade impressionante de erros racionais, coisa que raramente vemos nas produções da Netflix. Pequenos detalhes mal explicados, como por exemplo, Danny desde sua aparição se vestir como mendigo, claramente renunciando até mesmo de calçados, do nada aparecer não ter problemas em usar  terno em frente à diretorias de corporação e logo após voltar ao modelito morador de rua. Pequenas falhas de execução,  como objetos que não seriam possíveis estar à disposição, são regularmente vistos durante a temporada.

Punho de Ferro
Punho de Ferro: Finn Jones como Danny Rand
Imagem:Divulgação

Obras com arte marciais são muito usadas na televisão e acabam sempre agradando o público. Punho de Ferro podia ter explorado mais desse detalhe, tendo o treinamento de Danny e a habilidade Colleen Wing (Jessica Henwick) na área, as demonstrações podiam ser constantes, mas ficam restritas a cenas de lutas que parecem forçadamente incluídas, como uma tentativa falha de reproduzir as que agradaram na primeira temporada de Demolidor.

Punho de Ferro
Punho de Ferro: Colleen Wing e Danny Rand.
Foto: Divulgação

De todos os problemas encontrados em Punho de Ferro, Finn Jones não é um deles. O protagonista entrega muito bem seu papel, convencendo desde sua primeira cena como inocente divertido até as cenas mais pesadas de ação. Entretanto, falta química entre ele e Jessica Henwick, separadamente os dois convencem muito, mas juntos há algo faltando.

Punho de Ferro não chega a decepcionar completamente, porém fica claro que poderia ter sido muito melhor. As constantes viagens ao passado para explicar aos pouco a origem de Danny são satisfatórias em relação à compreensão da história, mas se estendem por praticamente toda a temporada, a ponto de cansar o espectador. É uma pena que um personagem tão promissor, com um ator talentoso para dar vida a ele, tenha que sofrer por uma sucessão de erros na execução.

A primeira temporada de Punho de Ferro já está disponível na Netflix.

Veja a ficha técnica e elenco completo de Punho de Ferro. 

Veredito
Nota do Thunder Wave
Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here