quarta-feira, 14, abril, 2021
InícioFilmesCríticasCrítica | Respiro

Crítica | Respiro

Buscar ter um fôlego no meio de tanta pressão é difícil e Grazia tenta com todas as suas forças encontrar o seu espaço para poder se expressar, em meio a sua família e sob os olhares atentos de todos os moradores da ilha. Sua rebeldia incomoda muito os outros moradores, que chegam até mesmo a recomendar que ela seja internada em uma clínica médica. Junto a isso, ter um de seus cachorros morto pelo próprio marido, fazem com que ela decida sair de casa, fugir para escapar do destino que querem forçar a ela.

Crítica | Respiro 1
Respiro | Divulgação

Seu filho mais velho é quem dá suporte e coloca Grazia em uma caverna, levando alimentos e visitando-a regularmente. É dele a ideia de fingir que ela se afogou no mar, o que causa uma comoção na ilha toda, que posteriormente a encontram nadando no mar e acreditam que um milagre aconteceu.

Apesar do filme seguir uma linha simples de narrativa aborda temas como a saúde mental, a liberdade e o individualismo através da personagem principal que também é a força motora para todos os acontecimentos daquele lugar. O incômodo que causa é similar à quando uma sociedade se demonstra aversa às mudanças, resistente ao que foge do padrão a que estão acostumados.

Pietro é o inverso, quem coloca as restrições e assim como ele, os dois filhos repetem esse padrão de comportamento com a irmã que está iniciando um relacionamento. Desde crianças são incentivados a terem esse hábito de estarem sempre buscando encaixar todos os moradores em papéis padrões.

Com cenas belas do mediterrâneo e um ambiente que contrasta o paradisíaco com as condições humilde de vida dos moradores, Respiro também traz uma trilha sonora que se encaixa perfeitamente com os momentos dos personagens, o que ajuda a criar o ambiente que o filme deseja transmitir, muitas vezes melancólico, mas também ansioso como que em busca por algo, por essa vontade de respirar, de encontrar o que te mantém viva.

Crítica | Respiro 2
Respiro | Divulgação

O que te motiva a respirar? O que te liberta e o que te prende? São questionamento que irão ficar após assistir esse longa de 2002, dirigido por Emanuele Crialese e que foi o vencedor do Grande Prêmio da Semana da Crítica no Festival de Cannes 2002. O longa ainda conseguiu outras indicações a diversas premiações europeias, com destaque para a interpretação de Valeria Golino no papel de Grazia.

Respiro estará disponível exclusivamente no Belas Artes a la Carte a partir de 1.º de abril.

Nota do Thunder Wave
O drama italiano Respiro conta com uma narrativa simples, mas que se aprofunda em diversos temas como saúde mental, individualidade e liberdade. Grazia é uma mulher que não se encaixa nos padrões da ilha em que mora com a família e sofre para tentar ser apenas ela mesmo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,919FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,323SeguidoresSeguir

CNB UltraGear lança nova Peneira LG UltraGear Preparando Campeões para revelar...

0
Trinta jogadores serão selecionados pelos profissionais da organização de esportes eletrônicos para ter um plano de carreira e a chance de se tornar uma lenda de LoL.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
Crítica | Respiro 9

Um adeus a Merlin

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave