Crítica | Skinamarink: Canção de Ninar

Skinamarink: Canção de Ninar é um bom filme de terror, que irá te trazer lembranças infantis que ainda permeiam em algum canto de seu cérebro e atrás de alguma porta.

O que você faria se ao acordar descobrisse que todas as portas e janelas dentro de sua casa desapareceram? E ao buscar pelo seu telefone, ele não funciona e todos desapareceram? Agora imagine ser uma criança e que este desaparecido é seu pai. Esta é a premissa deste filme de terror experimental Skinamarink: Canção de Ninar.

Este longa com certeza irá dividir opiniões, tanto de críticos quanto dos fãs do gênero. Mas com certeza deixará uma marca em que o assistir e aquele receio ao olhar para alguns de seus brinquedos. Em alguns momentos, Skinamarink: Canção de Ninar parece uma versão de terror de algumas animações conhecidas como Toy Story.

Todos os estranhos acontecimentos começam logo após Kevin, de 4 anos, sofrer um pequeno acidente na escada e bater a cabeça. Segundo seu pai, tudo está bem, mas estranhamente ele e sua irmã Kyleen, de 9 anos, devem dormir no porão da casa. Ali os dois passam o tempo brincando e assistindo a animações antigas em preto e branco as escondidas.

Daqui já dá para imaginar o que irá começar a acontecer e a definir todo o suspense. E se nos filmes de terror o porão é sempre o local aterrador, onde ninguém quer descer, desta vez é o contrário: quem terá a coragem de subir as escadas?

O mais fascinante em Skinamarink: Canção de Ninar é que nada parece ser realmente o que é. O diretor Kyle Edward Ball brinca com os sentidos do espectador, pois a visão da câmera é de baixo para cima, ou seja, sempre através dos olhos da crianças, o que torna a obra mais assustadora, e também dá uma boa dica para os adultos de como o mundo pode ser apavorante para os pequenos.

A tensão do filme é toda feita através do crescimento. Ele nos leva de volta a infância quando um pequeno receio de se levantar da cama no meio da noite para ir ao banheiro começava a se transformar em algo maior a cada passo até chegar ao objetivo. E o retorno era a pior parte, pois cada objeto e sombra ganhava vida e o pânico tomava conta o fazendo correr de volta para cama e se proteger debaixo do lençol.

Com certeza Skinamarink: Canção de Ninar irá te trazer estas lembranças e um pouco mais. E se espera por respostas, elas ficam ao cargo de quem assiste. Skinamarink: Canção de Ninar é um bom filme de terror, que irá te trazer lembranças infantis que ainda permeiam em algum canto de seu cérebro e atrás de alguma porta.

Nota do Thunde Wave
Skinamarink: Canção de Ninar é um bom filme de terror, que irá te trazer lembranças infantis que ainda permeiam em algum canto de seu cérebro e atrás de alguma porta.

Artigos Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Instagram

Bombando

Mais vistos da semana

Siga Nossas Redes

Tem conteúdo exclusivo por lá
6,825FãsCurtir
2,998SeguidoresSeguir
4,049SeguidoresSeguir

Receba as novidades

Fique por dentro de todas as novidades do site em primeira mão!

Recentes

Conteúdo fresquinho

Thunder Stage

Tudo sobre roteiro
Skinamarink: Canção de Ninar é um bom filme de terror, que irá te trazer lembranças infantis que ainda permeiam em algum canto de seu cérebro e atrás de alguma porta.Crítica | Skinamarink: Canção de Ninar
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave