Possívelmente uma das estreias mais curiosas da atualidade, Ted Lasso conquistou muitos fãs em sua primeira temporada. A parte peculiar da série vem de sua inspiração, já que é adaptada de um personagem criado pelo próprio protagonista, Jason Sudeikis para uma série de comerciais que fez para a NBC, que funcionava como um falso documentário tirando sarro de um técnico americano que vai treinar um time de futebol do qual desconhece completamente as regras.

Essa premissa se estende para a série da Apple TV+, que começa com Ted Lasso (Sudeikis) se mudando para Londres para assumir um time de futebol e deixando sua familia nos Estados Unidos. Por ser um técnico de futebol americano, desconhece completamente como funciona nosso querido futebol e é uma pedida certa para o fracasso.

Veja também: Ted Lasso | Transformando um personagem de esquete em protagonista de série dramática

A justificativa para essa contratação vem da raiva de Rebecca (Hannah Waddingham), que assumiu a direção do time Richmond após seu divórcio. Ela foi traída e trocada pelo marido, cuja unica paixão verdadeira é esse time e está motivada em destruir o Richmond para atingir o ex-marido.

Crítica | Ted Lasso- 1ª temporada 1
Ted Lasso e Rebecca/ Imagem: Apple TV+

A aposta parece arriscada, e a premissa bem simples. Entretanto, a construção dos personagens se destaca e transforma Ted Lasso em uma produção fascinante. Para trazer o protagonista, que inicialmente era apenas uma piada, para esse universo, Sudeikis, ao lado de Bill Lawrence, criador de Scrubs, investiram em deixar Lasso extremamente empático, sendo um cara positivo e atraente por sua alegria de viver, que consegue de cara conquistar o público e passar uma positividade capaz de criar fãs para a série.

Ao seu lado, Rebecca também é um ponto chave. Sua construção permite que seja uma antagonista perfeita, mas seu lado ferido é tão justificável, e seus momentos mais emotivos são tão intensos, que cria uma enorme empatia do espectador com ela também. Todo o núcleo é bem pensando, trazendo caracteristicas diferentes em cada jogador e até mesmo nos personagens não recorrentes, tornando todos muito cativantes e sendo o motivo de querer voltar à série toda semana.

Crítica | Ted Lasso- 1ª temporada 2
Ted Lasso/ Imagem: Apple TV+

O humor é muito bem balanceado com os ensinamentos positivos de Lasso, assim como as críticas sociais pontuais deixadas ao longo dos episódios. Com muitos assuntos relevantes a ser tratado, Ted Lasso é muito pouco sobre futebol e muito mais sobre ser uma boa pessoa – para si mesmo e para aqueles que o cercam.

Um enorme acerto da Apple TV+, Ted Lasso é uma série que consegue divertir, enquanto passa ótimas mensagens e deixa questionamentos revelantes sobre a vida. Com uma trama nada previsível, é uma produção que cresce a cada episódio e deixa um sentimento gratificante nos fãs.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui