Filmes Críticas

Crítica | The Batman

The Batman foge do óbvio das adaptações anteriores do personagem, utilizando outros aspectos do herói, com foco no amadurecimento e em seu lado detetivesco, e mesmo com essas inovações, ainda mantém viva a essência do herói.

0

Não é fácil reinventar um personagem por mais de 80 anos e ainda assim manter a essência dele, e esse talvez seja um dos maiores desafios quando se trata de uma adaptação de Batman.

O herói é até hoje um dos mais populares dos quadrinhos, e carrega uma enorme legião de fãs ao longo desses anos. E é por esse motivos que o material seja um pouco delicado de manipular.

Depois de tantas turbulências na adaptação mais recente do personagem nas telonas, a Warner resolveu apostar na escolha segura para a direção do tão aguardado The Batman, dando o projeto ao diretor Matt Reeves.

A escolha foi segura pois o diretor já mostrou recentemente do que é capaz, e a franquia mais recente de Planeta dos Macacos chancela a capacidade de Matt Reeves.

E após diversas movimentações, houve uma excelente escolha de elenco, que em um primeiro momento foi muito questionado pelos fãs.

Uma das escolhas que mais movimentou as redes foi a do protagonista, porém Robert Pattinson entrega muito bem um Batman e também um Bruce Wayne, mostrando uma versão do herói totalmente diferente das que foram apresentadas previamente nas telonas.

Em The Batman temos um protagonista que não é um vigilante iniciante, mas também não é o Batman mais velho e experiente, estando em um momento de amadurecimento.

A trama tem um aspecto Noir, se entregando ao lado investigador do personagem, e essa escolha colaborou com a escolha do vilão, o Charada (Paul Dano).

O personagem é extremamente diabólico é inteligente, colocando a cidade de Gotham em cheque a todo momento.

E tanto a atuação do Paul Dano quanto a de Colin Farrell, que ficou irreconhecível na pele do Pinguim, são incríveis e se consolidam na galeria de grandes vilões do Batman do cinema ao lado de Heath Ledger e Jack Nicholson, com as suas versões de Coringas.

E nem só de vilões cartunescos o longa vive, The Batman resgata também as velhas batalhas travadas em Gotham entre o Homem Morcego e a máfia, centralizada em Carmine Falcone (John Turturro).

The Batman é autoral, consistente e surpreendente, tudo isso carregado com diversas características que formam a essência do personagem, e é um ótimo início de franquia, que carrega um enorme potencial da DC mais “pés no chão”.

Resumo
Nota do Thunder Wave
critica-the-batmanThe Batman foge do óbvio das adaptações anteriores do personagem, utilizando outros aspectos do herói, com foco no amadurecimento e em seu lado detetivesco, e mesmo com essas inovações, ainda mantém viva a essência do herói.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Posting....
PT_BR
Sair da versão mobile