Aguardada estreia da Amazon Prime Video, The Terminal List aguçou a curiosidade do público, principalmente por trazer Chris Pratt na base da ação como um soldado vingativo.

Baseado no best-seller de Jack Carr, a trama acompanha James Reece (Pratt) depois que sua equipe da Marinha é emboscada durante uma operação secreta de alto risco. Reece volta para casa com sua família com memórias confusas do evento e dúvidas sobre suas responsabilidades. No entanto, à medida que novas evidências emergem, Reece descobre que as forças das trevas estão trabalhando contra ele, colocando em risco não apenas sua vida, mas também a daqueles que ele ama.

Entre vários momentos de ação, tiros e lutas, a série apresenta um interessante suspense ao envolver uma teoria da conspiração governamental que deixa o protagonista em dúvida em vários momentos, assim como espectador, que acompanha os acontecimentos pelos olhos e memórias de Reece. Quando as informações da missão não batem com os dados dos superiores, a trama leva à crer que Reece está sendo manipulado. Entretanto, quando mortes começam a acontecer e o protagonista não parece concordar com elas, algumas informações conflitantes fazem com que ele e o público questionem sua sanidade. É essa dualidade que cria o clima de tensão da produção, aguçando a curiosidade ao entregar vários momentos conflitantes, todos plausíveis vistas de fora, dando um enorme toque de suspense aos acontecimentos.

The Terminal List/ Imagem: Amazon Prime Video

O roteiro trabalha muito bem o balaceamento dessas informações, entregando momentos onde uma perigosa batida de cabeça pode colocar em dúvidas a capacidade de Reece, entrando em contraste com ações questionáveis do governo que elevam a moral do protagonista. Em outros momentos, ações de Reece mostram que um possível suícidio pode ter sido facilmente forjado, mas é exposto de uma maneira que mostra o conhecimento dele em aplicar esse metódo e leva novamente a questionar a sanidade do protagonista.

Com oito episódios com cerca de 50 minutos cada, a primeira temporada de The Terminal List pode se tornar cansativa em alguns momentos, principalmente quando as longas cenas de ação sobrepõe as teorias, que são os elementos que realmente prendem a atenção, sobressaindo facilmente os tiros e porradas em tela. Eventualmente, alguns clichês do gênero aparecem, quebrando um pouco a magia da narrativa.

As atuações são muito convincentes, tanto de Pratt como do elenco de apoio, que nesse caso serve como estratégia para cada ponto que o roteiro tenta provar, aos olhos de outras pessoas, as informações podem mudar muito.

The Terminal List é uma série interessante, com teorias que vão prender suas atenção. Dicas e contrapontos servem tanto para elevar o suspense como para fazer críticas pontuais e sem medo. É uma obra que agradará principalmente os fãs de conspirações famosas, como Jack Ryan e Reacher, também originais da Amazon Prime Video.

The Terminal List estreia dia 1º de julho na Amazon Prime Vídeo.

Resumo
Nota do Thunder Wave
critica-the-terminal-list-1a-temporadaThe Terminal List é uma série interessante, com teorias que vão prender suas atenção. Dicas e contrapontos servem tanto para elevar o suspense como para fazer críticas pontuais e sem medo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui