Se você está pensando em ver sobre O Senhor dos Anéis ou O Hobbit, melhor parar por aqui, porque isso está bem longe do que é mostrado no filme biográfico Tolkien do diretor Dome Karukoski, que retrata a vida do escritor antes de seus best-sellers, e seu crescimento pessoal e profissional.

Nos primeiros minutos da trama somos levados para dois momentos da vida de John Ronald Reuel Tolkien, interpretado por Nicholas Hoult: a guerra de Somme na Primeira Guerra Mundial e também sua infância ao lado da mãe e do irmão. Vamos revivendo a história de sua vida, enquanto o Tenente Tolkien sofria com febre de trincheira, e em seus flashbacks somos apresentados aos cenários de sua infância, cenas que descrevem a influência que as paisagens teriam em seus livros futuros, e também como Mabel, sua mãe, teve importância com as histórias que lia para Tolkien e seu irmão.

Tolkien | Imagem: Fox Filmes

Transitando entre as cenas de guerra,que contrastam com diálogos adolescentes, a criação da T.C.B.S. (Tea Club and Barrowian Society – Clube de chá e Sociedade Barrowian) e o primeiro amor, a obra dá alguns insights sobre o quê se tornariam os personagens, cenários ou cenas em seus best-sellers. Isso tudo para chegar no desfecho que encerra com os traumas pós-guerra, as dificuldades de lidar com aqueles que morreram em batalha e como a vida da Inglaterra como um país também mudou após esse acontecimento histórico.

Tolkien cativa pela sua narrativa linear simples, envolvido por um cenário bem desenvolvido e complementado por uma trilha sonora excelente. Descobre-se que há muito mais além do escritor, Tolkien foi um exímio linguista, que criou diversos idiomas durante sua vida, uma pessoa inteligente e também muito próximo daqueles que lhe eram queridos.

Tolkien | Imagem: Fox Filmes

É um filme para quem deseja entender mais sobre a pessoa por trás dos livros, e se deixar cativar ainda mais por sua história de vida. Para os que já são fãs, não apenas do escritor, pode ser que o filme decepcione por forçar algumas referências a Senhor dos Anéis e O Hobbit, o quê pode levar o espectador a uma conclusão errada sobre alguns pontos cruciais de sua vida, talvez sendo esse o motivo que a Tolkien Estate não aprovou a produção cinematográfica.

Tolkien chega aos cinemas em 23 de maio.

Resumo
Nota do Thunder Wave

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui