quinta-feira, 22, abril, 2021
InícioCinemaCrítica | Unidas Pela Esperança

Crítica | Unidas Pela Esperança

É sobre pôr pra fora e acreditar quando tudo parece dizimado...

Até rirmos juntos de novo… – Kate

Esplêndido. Magnifico. Tocante. Emocionante. Verdadeiro. Sensível. Cruel. Doloroso. Triste. Engraçado. Devastador. Esperançoso. Essas são as primeiras palavras sobre essa obra. Toda dor precisa ser sentida, já dizia Hazel Grace de A Culpa é das Estrelas. Mas será que é possível superar? A pandemia de Covid-19 que nos tirou os abraços, o ar livre… a possibilidade de uma despedida quando nos deparamos com a morte é quase inexistente e esse longa é mais que um produto, é uma inspiração, uma história de superação, é uma lição de esperança.

Quando escrevo críticas e analiso a obra, quase sempre, pontuo questões como roteiro, trilha sonora, fotografia, atuação, direção, questões técnicas, pois são fatores que se bem trabalhados, se tornam memoráveis obras que são distribuídas pelas salas de cinema no mundo todo. O que você provavelmente desconhece é o fato de que um filme não é apenas um “filme”. Unidas Pela Esperança me lembrou de que aqui dentro bate um coração, que chora no silêncio, que se entristece e que se alegra. Muitos se esqueceram dessa função que foi tragada pelo pessimismo que estourou com a pandemia que levou mais de 200 mil vidas no Brasil. Qual o valor que um abraço tem pra você? Quando foi que você disse que amava alguém? Às vezes, somos tragados pelo abismo e só descobrimos o quê realmente importa quando perdemos.

Unidas Pela Esperança (Military Wives) é um drama dirigido por Peter Cattaneo do famoso Ou Tudo ou Nada, a trama é sensível e narra o cotidiano das famílias dos militares do quartel e da vila militar. Baseada em fatos reais, conta a história do primeiro coral das esposas de militares que encontraram na música a superação da ansiedade e buscam ocupar suas mentes enquanto os oficiais estão no Afeganistão. A obra toca assuntos como perda de esposos e filhos na guerra, o luto da família e como as amizades ajudam a superar as mazelas da vida.

Deve ser angustiante a sensação de perde alguém a qualquer momento e o quão difícil é superar, ter que passar pelo luto e não enlouquecer durante o caminho. O mais importante nessa trama é ver que em meio a uma amizade que a principio juramos não ser possível, a esperança e a superação é possível se nos ampararmos uns aos outros. É difícil se abrir para o próximo, mas é necessário. Todos precisam de apoio.

Por mais que o longa tenha algumas falhas, se mostre um tanto apressado, com um clímax que poderia ter tido um “up” e chegado lá com primor, devo considerar que o principal, a mensagem, foi entregue, sentida, aprendida, vista… foi emocionante. Estrelado por Kristin Scott Thomas e Sharon Hoorgan, com roteiro assinado por Rachel Tunnard e Rosanne Flynn, o filme conta a história de um grupo de mulheres casadas com oficiais militares que ajudam umas às outras neste que é um dos momentos mais difíceis de suas vidas.

Crítica | Unidas Pela Esperança 1
À medida que a inesperada amizade entre elas se desenvolve, a música e o riso transformam suas vidas / Reprodução Califórnia Filmes

Atuações bem feitas, personagens bem construídas, temos tensão, temos vida… características que filmes de grandes produtoras não transmitem. A vida não é um mar de rosas e precisamos passar pelo vale. A personagem de Kristin, Kate, é uma mulher que sofre em silêncio pela perda de seu único filho e ainda tem que lidar com a ida do marido para o exercito e tenta se ocupar assumindo o controle daquilo que ela consegue. Já Sharon, interpreta Lisa que está tentando ser uma boa mãe, uma boa líder, mas é difícil conciliar tudo quando “tudo” não parece ser garantido.

É sobre controle. O que podemos ou não controlar? Não se trata apenas de superar, mas a culpa que nos consome dia após dia é estarrecedor. O luto que não tem fim. É sobre pôr pra fora. É sobre se reinventar e resistir. É sobre não se deixar cair diante dos infortúnios da vida. Talvez seja isso que nos move, de certa forma. Histórias verdadeiras quando são transformadas em filmes… não podem ser julgados de qualquer forma. A emoção que sentimos a cada cena arrepia até a alma.

If you’re lost you can look and you will find me, Time after time

Cindy Lauper

Nota do Thunder Wave
Unidas Pela Esperança mostra como podemos superar dificuldades com amigos de verdade, passar o tempo livre com algo que acaba gerando uma repercussão muito maior do que o esperado... com uma trilha sonora emocionante, é bom saber que ainda existe formas de recuperar o folego e continuar a lutar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,916FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,319SeguidoresSeguir

Crítica | O Protocolo de Auschwitz

0
Esta é a história real de Freddy e Walter - dois jovens judeus eslovacos, que foram deportados para Auschwitz em 1942. Em 10 de abril de 1944, após um planejamento meticuloso e com a ajuda e a resiliência de seus colegas internos, eles conseguiram escapar. Os dois homens são movidos pela esperança de que suas evidências possam salvar vidas. Feridos, eles voltam pelas montanhas para a Eslováquia. Com a ajuda de estranhos pelo caminho, eles finalmente conseguem cruzar a fronteira e encontrar a resistência e a Cruz Vermelha. Eles compilam um relatório detalhado sobre o genocídio sistemático no campo. No entanto, com a propaganda nazista e ligações internacionais ainda em vigor, seu relato parece ser muito angustiante para acreditar.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
Crítica | Unidas Pela Esperança 8

Um adeus a Merlin

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave