Há cerca de três anos, uma plataforma de streaming encontra-se em desenvolvimento. Não é algo tão inédito, afinal, diariamente, novas ideias surgem a todo momento. O grande diferencial é que ela é 100% brasileira e em seu catálogo, terão filmes e séries de terror, suspense, fantasia, ficção científica e outros gêneros relacionados. Trata-se do Darkflix, projeto idealizado pelo empresário mineiro Ernani Silva que já possui um domínio registrado. Acessando o site, é possível se cadastrar para ser avisado quando for lançado. “É um público muito exigente e que cresce a cada dia“, disse o criador. “Acredito que estavam carentes e ansiosos por um serviço como este“.

Aos interessados, o valor já foi divulgado: R$ 9,90 e o assinante terá acesso em duas telas distintas e criação de vários perfis, tal como é possível fazer com a Netflix. No catálogo, cerca 666 (número bem sugestivo, não acham?) produções, desde clássicos da TV e do cinema, títulos independentes até grandes produções como Godzilla (1954), Contos da Cripta e Além da Imaginação.

De acordo com o idealizador, a Darkflix será lançada em três momentos:

  • Como um canal de TV por streaming com programação de horas, gratuito, que será acessado por meio de um cadastro no aplicativo oficial da Darkflix, com previsão de lançamento para o próximo mês de maio.
  • Como um serviço de filmes e séries com estreias diárias de novos conteúdos,
    previsto para ser lançado no próximo mês de junho.
  • Como uma plataforma de quadrinhos e HQs, também gratuita, que funcionará dentro do mesmo aplicativo com lançamento previsto para o próximo mês de setembro.

A ideia é disponibilizar um novo filme por dia e uma série nova a cada semana. Inicialmente, me concentrei no catálogo de produtores com os quais eu já tinha um relacionamento comercial“, contou Ernani, que possui experiência com produções de materiais dos gêneros. Para os primeiros meses do streaming, Ernani catalogou cerca de 2 mil títulos que considerava pertinentes para o projeto e logo após, catalogou raridades.

Hoje, Silva encontra-se focado em parcerias com os grades estúdios de cinema, produtoras independentes a fim de crescer a Darkflix e também, crescimento de divulgação para produtoras. “Este é um trabalho que não termina nunca“, afirmou. “Precisamos manter o interesse do nosso público“, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui