Tuesday, 25, February, 2020
Start Reviews First impressions Primeiras Impressões: Me, Myself & I

Primeiras Impressões: Me, Myself & I

Um vida contada por três gerações

-

Inovar é sempre bom. Todo ano, durante a Fall and the Summer Season, estréiam várias séries com premissas e execuções parecidas. Por isso, é sempre uma grata surpresa quando algo diferente aparece, mesmo que a trama não seja inovadora em todos os sentidos.

Me, Myself & I tem esse chamativo, sua proposta é diferente e nesse ponto já agrada logo de cara. Contando a história de Alex Riley, narrada por suas três gerações, a produção mostra uma trama cotidiana, mas com uma execução original.

Primeiras Impressões: Me, Myself & I 1
Me, Myself & I | Imagem: CBS

Bobby Moynihan, ex-integrante da equipe de Saturday Night Live, dá vida à versão adulta de Alex- na casa dos 40-, e abre o episódio explicando rapidamente a trama. Jack Dylan Grazer, ator mirim que já está bem conhecido por seu papel de Eddie em IT- A Coisa, ilustra a infância do personagem e John Larroquette vive a versão sênior. Alex é um inventor, que mostra ter talento desde pequeno, mas pelo que podemos perceber quando vemos sua vida adulta, não conseguiu chegar ao topo ainda.

Sem dúvidas, a narrativa mais cativante é a sua infância. Não apenas por conta do talento de Grazer e seu meio-irmão Justin (Christopher Paul Richards), que conseguem roubar completamente a cena, mas também por ser fácil de se identificar com os simples dilemas adolescentes e carregar a parte mais intima do episódio. Essa fase da vida do protagonista existe para ilustrar sua motivação para perseguir a carreira escolhida e por isso seu relacionamento com o padrasto e meio-irmão são muito importantes.

Primeiras Impressões: Me, Myself & I 2
Jack Dylan Grazer e Christopher Paul Richards de Me, Myself & I | Imagem: CBS

Já a época adulta e mais velha caem um pouco no comum, ao menos nesse piloto. Alex é retratado como o típico perdedor, que acaba de se separar e está tentando se reerguer enquanto tenta manter o relacionamento com a filha intacto, enquanto o mais velho mostra os conhecidos problemas de saúde. Entretanto, no final do episódio, há uma reviravolta interessante e promissora.

Me, Myself & I é uma produção simples e muito bem feita. O roteiro consegue interligar a trama sem dificuldades com a ajuda da direção que sabe colocar cortes estratégicos, entrelaçando os acontecimentos e tornando a série ainda mais original.

Esse piloto apresenta uma ideia promissora que se encaixa com o estilo comédia leve e os episódios curtos. Com boas atuações e uma bela qualidade na produção, é o tipo de série interessante para se passar o tempo e, se não cair na rotina das comédias casuais, conseguirá cativar o público por um bom tempo.

LEAVE AN ANSWER

Please enter your comment!
Please enter your name here

Follow our social networks

7,087Fansenjoy
3,149Followersfollow
4,458Followersfollow

Review | My Hero Academia: Heroes Rising

0
My Hero Academia: Heroes Rising has a simpler story than the previous ones, but even so, it manages to be superior to the last feature.

Review | Greenleaf- Season 2

43
More dense than the first season, Greenleaf did not drop in level and brought a psychological clash full of questions for discussions outside the religious environment.
en_USEN
pt_BRPT_BR en_USEN
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave