Saturday, 15, August, 2020
Start Reviews First impressions First Impressions: Outcast

First Impressions: Outcast

Primeiras Impresões Outcast

Outcast chegou com a promessa de ser a grande estréia de terror deste ano. Criada por  Robert Kirkman,mesmo criador de The Walking Dead, a série ganhou a curiosidade do público assim que foi anunciada, pois trazia a esperança de manter o mesmo padrão da famosa TWD.

Esse piloto nos mostrou que podemos ter muitas esperanças quando à qualidade de Outcast, visto que a premissa é bem profunda e não pouparam esforços em cenas chocantes. Baseada no HQ homônimo do próprio Kirman, a obra é focada em um assunto que nunca sai de moda no mundo do horror: possessão.

O primeiro episódio apresenta Kyle Barnes (Patrick Fugit), um homem que vive isolado após presenciar casos de possessões desde sua infância. Barnes teve sua vida inteira prejudicada por isso, a sociedade o culpa pelo que aconteceu com sua mãe e sua filha e, mesmo sendo o único a saber a verdade por trás desses acontecimentos, ele também se culpa por achar que algo de maléfico nele atrai essas coisas.

Porém, quando um garotinho da região apresenta sintomas de estar possuído, Kyle vai investigar e acaba descobrindo algumas verdades sobre sua existência que explicam um pouco de seu passado. Com esse novo conhecimento, ele pode descobrir a origem dessa maldição para enfim resolver o problema de uma vez por todas.

A premissa na realidade é bem simples, mas o que se destaca na série é a falta de limites. Outcast investiu no bizarro, sem medo de chocar o público e acredito que esse seja o segredo de sucesso para qualquer terror. Ao assistir algo que envolve seres malignos, não queremos ver censura e sim as coisas mais absurdas que possam acontecer. Esse piloto entregou bastante disso, não tendo pudor ao colocar uma criança para comer uma barata ou levar porrada. Podemos ver o caminho que a temporada irá tomar.

As cenas pesadas, juntamente com os diálogos muito bem elaborados, evitaram que o episódio ficasse cansativo, mesmo com 54 minutos de duração. Os personagens principais são carismáticos, deixando certa facilidade em simpatizar com suas causas. As atuações não deixam nada a desejar, principalmente o pequeno Gabriel Bateman, dono das cenas mais chocantes.

The Cinemax investiu pesado no visual de Outcast, e funcionou. A temática exige uma estética mais escura, obscura, e esse episódio está inteiro assim, sentimos o peso da escuridão nele. Também é necessário o uso de efeitos especiais, que foram bem empregados aqui, sem nenhum exagero.

O piloto de Outcast mostrou uma série bem promissora. Claro que possui um público restrito, já que não é todo mundo que tem estômago para obras obscuras, mas possui uma qualidade no enredo que pode agradar até mesmo os não muito chegados à temática.

Outcast estreia dia 3 de junho, aqui no Brasil, na Fox, mas a première já está disponível dublada no FoxPlay e legendada no Facebook do canal Fox.

Veja mais sobre séries clicando on here.

LEAVE AN ANSWER

Please enter your comment!
Please enter your name here

Follow our social networks

7,023Fansenjoy
3,084Followersfollow
4,369Followersfollow

Review | Twilight

0
The saga is a great hook to talk about problems like unhealthy love, lack of self-esteem, loneliness and how we "improperly" romanticize abusive relationships.

Review: Greenleaf - Season 3

4
Since Greenleaf debuted in the Netflix Brazil catalog, the series has caught the attention and also the audience's predilection. Right away, the ...
Primeiras Impressões: Outcast 6

A farewell to Merlin

en_USEN
pt_BRPT_BR en_USEN
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave