Doce Perseguição é mais um ótimo romance policial nacional, escrito por J.F.Soram .

Helena e Graziela são irmãs, muito intimas, pois perderam seus pais cedo e agora possuem uma relação quase de mãe e filha. Helena é mais velha, uma linda modelo que cuida muito bem de sua irmã ainda menor de idade, uma relação perfeita, até que Helena começa a namorar o lindo Felipe e Grazi acaba se apaixonando por ele.

Resenha Doce Perseguição

Claro que Grazi não tem nenhuma vontade de roubar o namorado da irmã, que por sua vez também está interessado nela, por isso se afasta o quanto pode. Até que em uma noite tudo muda e Helena é brutalmente assassinada. Felipe é acusado e preso por homicídio e Grazi vai morar em Paris, para tentar superar.

Por uma fração de instante, Graziela pensou que aquilo tudo era apenas um pesadelo, e que a qualquer momento ela ia despertar pra valer.

Anos depois Grazi descobre que Felipe foi solto e volta para o Brasil querendo vingança. Mas seu coração ainda deseja Felipe. Mesmo sabendo que ele pode ter assassinado sua irmã, conseguirá resistir aos encantos desse belo rapaz?

Já deu pra ter uma ideia do ritmo de Doce Perseguição, né? É frenético! No inicio ficamos apreensivos com a proibida relação de Grazi e Felipe, não só por ele ser namorado de sua irmã, mas também é mais velho e maduro, enquanto ela é só uma garotinha. Somos levados para um cenário novo e mais apreensivos ainda com a morte de Helena, desejamos muito saber quem é o culpado, ao mesmo tempo em que desejamos que não seja Felipe, pois já estamos cativados por ele também…

Doce Perseguição pode parecer  meio previsível, mas não é! A narrativa vai te prendendo e ao mesmo tempo em que quer saber o que a maluca Gazi vai fazer, o desejo de saber o verdadeiro assassino te causa uma enorme ansiedade, pois várias pistas são deixadas e de repente todos são suspeitos.

Além disso tudo, o livro trata também de um assunto muito sério, uma vida perdida por um ataque de ciúmes. Não estou dando nenhum spoiler, logo no inicio sabemos que seja quem for o assassino, matou Helena por puro ciúmes. Isso te faz pensar e analisar seu próprios sentimos, enquanto chega a conclusão de que nunca será justificável tirar uma vida, ainda mais por esse motivo.

O melhor fica realmente para o final, só ali o culpado é revelado. E é surpreendente, podem acreditar!

Já disse isso em uma resenha minha e repito: É muito raro encontrar livros policiais de qualidade no Brasil, fico muito contente quando acho e Doce Perseguição é o melhor que li até o momento.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui