Na última quarta-feira (25), os fãs da saga Harry Potter foram presenteados pelo lançamento oficial do jogo para smartphones Harry Potter – Hogwarts Mystery. Nele, é possível se tornar um aluno ou aluna da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts e vivenciar, dia após dia, tudo o que os personagens criados por J. K. Rowling experimentaram nos livros e/ou filmes da saga.

A trama se inicia com o jogador, no avatar masculino ou feminino, dentro do Beco Diagonal, já devidamente uniformizado, fazendo compras dos materiais escolares na Floreios & Borrões e uma varinha na loja do Sr. Olivaras. As compras são semelhantes a Harry, em seu tempo de primeiranista em Hogwarts.

No nosso teste, escolhemos um avatar masculino mas independente da escolha, Rowan será desde o primeiro contato, o seu amigo em Hogwarts e lhe auxiliará nas tarefas e ambientação na escola, devido a sua inteligência e ao fato de ter lido Hogwarts: Uma História, tal qual Hermione Granger, em seu primeiro ano na instituição.

Há a cerimônia do Chapéu Seletor, exatamente igual aos filmes, comandada pela Profª Minerva McGonagall e é o jogador quem escolhe a casa para onde quer ir e conforme a trama, “o Chapéu Seletor leva a opinião do aluno em consideração”. Além disso, o jogador também escolhe o nome para o avatar – pode usar o seu nome ou então, o nome aleatório que o jogo lhe dá.

Além de toda essa magia, há citações e referências aos livros e filmes, fazendo com que algumas perguntas dos professores sejam respondidas apenas pelo jogador. Com isso, você ganha pontos pessoais, pontos em algumas características e é claro, pontos para a sua casa – e é a mesma regra: a casa com maior pontuação no final do ano letivo, ganha a Taça das Casas.

Por detrás das aulas e desafios, há uma trama que intitula o jogo: Jacob, o irmão mais velho do jogador, fora expulso da escola por se envolver em uma caçada a algumas criptas e com isso, pôs em risco toda a escola. Desde essa expulsão, o jovem nunca mais fora visto e trouxe uma certa vergonha à família, fazendo com que o jogador não seja bem visto por outros alunos.

Quem também não vê o jogador nem ninguém, para ser mais exato, com bons olhos, é a aluna Mérula Snyde, primeiranista da Sonserina. É debochada, afrontosa e de uma crueldade tamanha. Ela pode te causar uma certa raiva que você vai desejar derrotá-la o quanto antes num duelo. Então, prepare-se e não surte tanto toda vez que Mérula aparecer destilando seu veneno.

Parte Técnica

Os gráficos são excelentes e dá realmente, uma sensação boa de nostalgia ao reviver, na palma de suas mãos, todos os lugares descritos e vistos nos livros e filmes da saga Harry Potter. Mas há quem diga que o fato do personagem não andar por todo o cenário, faz com que o jogo não seja uma experiência 100% agradável. De fato, não é um 3D, mais parece uma animação em 2D com uma certa profundidade, mas isso não atrapalha nem traz incômodo com o jogo, muito pelo contrário.

Nossa experiência de jogabilidade foi usando um iPhone 5s versão 11.3.1 e não houve nenhum travamento nem pixelização. Propomos um desafio a jornalista Amanda Vaz, usuária do sistema Android e para nossa surpresa, o jogo também não apresentou nenhum bug durante sua experiência com o jogo. Amanda possui um smartphone Samsung J7 metal, com sistema operacional Android 7 Nougat.

No dia do lançamento do jogo, alguns usuários relataram que seus aparelhos apresentaram travamento , o que causou uma certa irritação. A empresa desenvolvedora do game, disponibilizou uma forma de contato para ajudar aos usuários com os defeitos do jogo. Se você ainda tiver algum problema técnico, clique aqui e leia alguns tópicos que podem te ajudar a ter uma experiência melhor com o jogo.

Até o fechamento dessa matéria, não encontramos nenhum outro histórico de defeitos ou erros nem reclamações de usuários em redes sociais sobre o funcionamento do jogo.

Pontos Positivos

Reviver Hogwarts na palma da mão, ao alcance dos dedos, é de uma grandeza estupenda. Ser um aluno e transitar por cada cantinho da escola, encontrar com personagens icônicos e finalmente receber a tão sonhada e desejada carta de aceitação, é de fato, uma sensação ímpar.

Como o jogo se passa alguns anos antes de Harry, Rony e Hermione, você tem a oportunidade de encontrar Ninfadora Tonks e Gui Weasley como alunos, o maravilhoso Hagrid e os professores com quem você convive e interage, diretamente.

Os cenários são bem fieis à descrição da escola e embora houveram algumas reclamações de jogadores, dizendo que as salas comunais são bem perto uma da outra, por se tratar de um jogo, é completamente entendível e aceitável o fato de ter uma Hogwarts compacta ao telefone celular.

O jogo dispõe dos idiomas português (Brasil), inglês (EUA), espanhol, italiano, alemão, francês e japonês, o que facilita a comunicação praticamente, mundial. Algumas falas dos personagens, foram dubladas pelos atores originais do filme, o que dá mais uma certificação de qualidade ao game. É bom tanto para os nativos dos respectivos países, bem como, para os que estão aprendendo um novo idioma – com certeza te auxiliará no aprendizado. Não encontramos problemas com tradução.

Pontos Negativos

A quantidade de energia disponível para a realização das tarefas. Em certos momentos, chega a ser entediante ter de esperar alguns longos minutos, a caixinha de energia carregar para dar cabo das missões. Enquanto isso, é bom ter outras coisas para fazer.

Durante a leitura dos livros, a impressão que dá é que as coisas acontecem bem rápido. No game, a sensação é oposta. A lentidão para as coisas acontecerem, é presente. No primeiro ano, o jogador, no papel de aluno, assiste apenas as aulas de Poções, Feitiços e Voo.

A não-liberação de outros ambientes e personagens conforme o amadurecimento do personagem, no que diz respeito aos anos de estudo em Hogwarts, vai te deixar um tantinho chateado – você não pode visitar as salas comunais das outras casas não sendo, de fato, um membro da respectiva casa. o acesso é restrito.

Os acessórios custam muito caro. Por mais que você esteja em níveis elevados ou disponha de um número considerável de moedas e/ou joias, quando adquirir algo, toda a sua riqueza se esvai. Nada muito novo, afinal, as empresas lucram com as compras dos extras, que na moeda brasileira, ultrapassa os R$ 200 para continuar jogando por mais tempo.

Tenha sempre um carregador de telefone à mão, sua bateria não vai durar muito tempo se você resolver jogar sem a utilização de um. Não quer dizer que ela esgotará de primeira ao abrir o jogo, mas consome energia suficiente para o andamento do jogo.

Para mais informações, acesse o site do jogo clicando aqui.
Abaixo, assista ao trailer

Harry Potter – Hogwarts Mystery está disponíveis para smartphones com sistemas operacionais Androids e iOS.

Resumo
Nota do Thunder Wave

8 COMENTÁRIOS

  1. Olá! Bem bacana o post! Tinha descoberto só o graveto e o elfo para ganhar mais energia e eles se renovam a casa 24 horas.
    Fiz isso durante missões e lições e não há problema algum! Basta clicar na porta no canto inferior direito que a missão continua rolando até o timer esgotar rs

    • Oi Mandy, tudo bem?
      É exatamente como você disse. Ficamos felizes em saber que gostou da nossa postagem.
      Espero que esteja se divertindo com o jogo e obrigado por sua colaboração.
      Um abraço! 😉

  2. Bom o que eu estou achando muito chato é a competiçao pela taça das casas, todas as pessoas que eu conheco estao com suas casas em quarto lugar na colocacao, e sao o primeiro no ranking da escola toda pelo somatorio de pontos.
    Parece que o jogo nao quer que ganhemos as 100 gemas por completar o ano letivo em primeiro lugar na taça das casas.
    Alguem nao esta em quarto lugar?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui