quinta-feira, 1, outubro, 2020
Início Filmes Críticas Crítica: Entre Nós

Crítica: Entre Nós

Entre Nós, o novo filme do diretor Paulo Morelli em parceria com o seu filho Pedro Morelli chega aos cinemas brasileiro amanhã e o Thunder Wave já conferiu o filme e conversou um pouco com o Paulo em um bate papo bem divertido.

Entre Nós conta a historia de 6 amigos Silvana (Maria Ribeiro), Felipe (Caio Blat), Lúcia (Carolina Dieckmann), Gus (Paulo Vilhena), Café (Júlio Andrade), Drica (Martha Nowill) e Rafa (Lee Taylor) que se reencontram após 10 anos para revelar segredos a muito tempo guardados e mostrar o quanto a vida muda ao longo dos anos, podendo ser bastante complicada.

Entre Nós O longa começa mostrando 1992 onde os amigos estão no sitio da Silvana em São Chico escrevendo cartas para serem abertas em 10 anos, mostra também o quanto eles estavam felizes por estarem juntos bebendo, cantando e se divertindo.

Todos os amigos são futuros escritores e costumam mostrar suas ideias para os outros. Após uma barganha entre Rafa e Felipe para ver quem iria dirigir para comprar bebida, Rafa mostra seu livro, por estar bêbado e distraído, os dois sofrem um acidente e o primeiro acaba falecendo .

Dez anos se passam e já estamos em 2002 na época da reunião do grupo para a abertura das cartas. Vemos que Felipe casou com Lúcia, que antes namorava Gus, percebemos também que o livro do amigo foi salvo e lançado por ele porém esse segredo ficou guardado a sete chaves todos esses anos.

Após Café, Drica e Gus chegarem o grupo está completo e começam a conversar e fraternizar , Felipe é o mais distante de todos e não consegue socializar sem parecer falso, ele fica recluso pensando no segredo a muito tempo guardado e que fez ele o homem que é hoje .

Um destaque fica por conta do personagem de Paulo Vilhena, que junto com Martha Nowill tem uma cena muito bonita sobre os problemas e medos que ninguém conversa ou conta pra ninguém, medos que só aumentam como o tempo.

No fim do 2º ato Lúcia descobre que seu marido é um mentiroso, que em um momento de emoção roubou o livro do seu amigo e publicou como sendo seu, ela então da um ultimato a ele, contar a todos a verdade.

Entre Nós, investe no drama psicológico, criado por Paulo ao longo de todo o longa foi muito interessante, pois a qualquer momento você poderia concordar com as atitudes de qualquer personagem, como também discordar, já que somos todos humanos.

Após a exibição do filme tivemos uma coletiva com o diretor Paulo, vou tentar transmitir aqui um pouco dessa coletiva com cara de bate papo onde os diferenciais explicados por ele fizeram do filme algo diferente e surpreendente.

Paulo começou respondendo sobre a passagem de tempo do filme, esse era o tema principal do filme,  ” A grande questão do filme é a passagem do tempo, o amadurecimento , perspectiva de futuro, sonhos que vem com a maturidade e se realizam ao longo desse tempo”

Ele falou também sobre o fato dele dividir a direção com seu filho Pedro, ” foi uma divisão bem meio a meio , toda a linguagem cinematográfica foi muito bem discutida , onde fomos chegando em acordo, sendo muito difícil saber qual parte era de um ou de outro, sendo um trabalho em dupla realmente ” .

O processo de concepção do filme foi longo, durando mais ou menos sete anos , sendo primeiro pensado em ser somente um drama para depois se tornar um drama psicológico com o plot do roubo do livro, ” nós sentimos que faltava uma pegada, alguma coisa para deixar de ser somente um drama pessoal para ter uma narrativa principal, a brincadeira foi como fazer os gêneros se misturarem, a ação , a comédia e o drama ”

Eu perguntei para ele sobre a reunião que todo o elenco fez um tempo antes das gravações para se ambientar no personagem e o quanto esse tempo foi importante para o longa se tornar tão natural e singelo, onde os personagens tinham uma grande profundidade, ” essa imersão foi fundamental , o encontro foi um mês antes da filmagem, eu propus esse encontro na locação para passar um fim de semana de amigos em uma casa que eu tenho na região próxima a locação, foram dois fins de semana para se formar amizade, alguns deles já eram amigos, O Caio conhece o Paulinho há 20 anos, o Caio é casado com a Maria e ela melhor amiga da Carol , nesse processo de 15 dias nos ensaiamos todas as cenas que seriam filmadas, e isso gerou duas coisas muito legais, primeiro o lado do próprio ensaio , que deixava as cenas mais vivas, onde eu não fui rigoroso com o texto, eu só queria que eles chegassem em determinadas frases pontuais, com esse ensaio eles foram se apropriando do texto e sendo bem fluido, com algumas coisas sendo criadas nos ensaios , coisas como o final do segundo ato, onde a Carolina diz para o Caio ” eu não  vou contar , você vai ” ali eu percebi que aquele era um ponto de virada ,esse momento dos ensaios foi definidor para o filme ”.

Uma curiosidade foi o nome do filme que antes seria A Pele do Cordeiro, porém depois o Paulinho Vilhena sugeriu a mudança , ”primeiro porque o cordeiro já julgava o Felipe como um lobo de cara ,e nós queríamos humanizá-los , e com o titulo antigo o filme seria de um só personagem e nós queríamos algo com um todo , conhecer um pouco de cada personagem”

Ele também respondeu sobre as metáforas do filme, onde a árvore de 1992 foi construída e moldada pois a única coisa que existia ali era o tronco que aparece em 2002, mostrando como o tempo passa para tudo , outra metáfora foi a dos besouros que aparecem, ”O personagem do Caio não vira o besouro pois ele está preso porém ao final o personagem do Paulo vira mostrando que ele já tinha se livrado do segredo e poderia seguir com a sua vida ”

Ele terminou falando sobre o fato do filme ter ficado em aberto com muitos talvez, onde não  sabemos o que aconteceu nos 10 anos que passaram e nem o que aconteceu depois, ” algumas eu não  tenho a resposta , e cada um da a interpretação que quiser sobre o que aconteceu com cada um.”

Nota do Thunder Wave

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

7,008FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,360SeguidoresSeguir

Crítica | Magnatas do Crime

0
O longa de Guy Richie de 2019, chega finalmente ao Brasil. Magnatas do Crime é um filme que mistura comédia com boas...

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave