quarta-feira, 3, março, 2021
Início Especial 'O Melhor Verão das Nossas Vidas'! Qual foi o seu? Confira a...

‘O Melhor Verão das Nossas Vidas’! Qual foi o seu? Confira a entrevista exclusiva com o diretor Adolpho Knauth

Todos temos aquele verão que jamais esqueceremos ou sonhamos ter. Ainda mais se for com nossos amigos.

Alguns desses verões pode ter sido uma aventura com mergulho, muita curtição com os amigos e a família ou até mesmo aquele amor tão presente que jamais se pensou no final dele.

O interessante é que além de nos lembrarmos bem, a trilha sonora daqueles dias é bem marcante.

Para este que escreve, o último verão, foram temperados de Switch Child O´Mine do Gun´s And Roses e Terra de Gigantes do Engenheiros do Hawaii. Mas antes haviam sido banhados com RPM, Ultraje a Rigor e lógico que fazendo uma fogueira na praia e cantando Faroeste Caboclo.

Não importando se foi aquele último, quase como um Curtindo a Vida Adoidado ou no melhor estilo Goonies, foram verões alegres em que o futuro não era tão incerto. Eram sonhos realizáveis que faríamos com nossos amigos e tudo daria certo.

E agora chega no próximo verão o filme, O Melhor Verão de Nossas Vidas, do diretor Adolpho Knauth.

Na história do filme, Bia, Giulia e Laura conseguem uma grande chance de participar de um Festival de Música muito famoso no Guarujá. Só que todos os planos dessas três amigas vão por água abaixo quando elas descobrem que ficaram de recuperação na escola. Assim elas terão uma missão arriscadíssima pela frente: irem ao Festival sem que seus pais fiquem sabendo.

'O Melhor Verão das Nossas Vidas'! Qual foi o seu? Confira a entrevista exclusiva com o diretor Adolpho Knauth 1

Para conseguir ir atrás dos seus sonhos elas pedirão ajuda para Júlio (Enrico Lima), o menino mais nerd da sala. Mas, para aceitar esta proposta, o garoto impõe uma condição: as três amigas terão que ajudá-lo a conquistar o coração da garota mais arrogante e chata do colégio, a Helô Diniz (Giovanna Chaves). Na praia conhecerão Théo (Murilo Bispo) um jovem músico gente boa e sua irmã surda Carol (Bela Fernandes).

Esses adolescentes viverão muitas aventuras para alcançarem os seus objetivos, e com muita música terão um intenso verão pela frente, que ficará guardado em suas memórias para sempre!

Abaixo a entrevista que o diretor concedeu para o Fndom.club!

'O Melhor Verão das Nossas Vidas'! Qual foi o seu? Confira a entrevista exclusiva com o diretor Adolpho Knauth 2
O produtor do filme Denis Knauth, na frente e Adolpho Knauth, ao fundo.

FNDOM.CLUB: Para começarmos, qual foi o Melhor Verão de sua vida?

Adolpho Knauth: Nossa! Pergunta difícil essa. Vivi bons verões na minha vida, pode até parecer contraditório, mas o melhor verão que eu vivi foi no inverno paulista durante as filmagens do longa.

FNDOM.CLUB: O mercado nacional de cinema e seriados vem crescendo e muito nos últimos anos, principalmente com produções fora das grandes empresas. Isto se deve em parte a recepção do público que busca por ter mais representatividade com histórias mais próximas de sua cultura?

Adolpho Knauth: Sem dúvidas. O povo brasileiro gosta de se ver na tela representado da forma certa, da forma que ele realmente é. Durante muito tempo tivemos um “arquétipo de brasileiro” caricato, sem verdade, mas agora estamos realmente mostrando nossas verdades e o mais importante, no plural.

FNDOM.CLUB: Como foi a escolha do elenco e quais dificuldades vocês tiveram com agendas dos mesmos?

Adolpho Knauth: Por conta de cronograma eu fiquei com a missão de produzir o elenco, o que no final ajudou e muito. Sabia a fundo o potencial artístico de cada um que escalei. Das BFF até as participações e figurações fiz questão de ver um a um. Assim tive uma noção maior de que rosto esse filme teria. Quando lidamos com um elenco desse tamanho e com nomes tão fortes, claro que a agenda é um fator que dificulta. Os assistentes de direção tiveram um trabalho árduo diário para mexer, remexer e mexer novamente nos planos de filmagens, pois uma diária que cai por conta da chuva é igual a uma fileira de dominó, quando uma peça cai derruba as seguintes. Mas, tudo deu muito certo, e o destino nos ajudou muito.  Um agradecimento carinhoso e especial ao SBT, ao Fernando Pelegio (diretor artístico e criação), Gilvan Guimarães (produtor executivo) e o Reynaldo Boury (diretor de novelas) que fizeram uma ginástica sobrenatural para liberar a Bela Fernandes, atualmente no ar na novela “As aventuras de Poliana”, para participar do filme. A escalação do elenco foi em um tempo curto, porém hoje após filmagens e se tivesse meses para escalar, sem a menor dúvida teríamos os mesmos atores.

FNDOM.CLUB: Na história, uma das personagens, interpretada por Bela Fernandes, é surda. Qual tipo de preparo ela precisou para viver a personagem?

Adolpho Knauth: Quando vi uma cena da Bela Fernandes na novela, onde ela maltratava um motorista de forma preconceituosa, vi no olhar dela que ela era a Carol! Parece estranho, mas a verdade que ela imprimia naquela cena, me convenceu do talento dela para fazer algo oposto. E, foi um grande acerto. A Bela é uma das melhores atrizes da geração dela. Ela tem uma entrega incrível, é de uma inteligência, sensibilidade e talento sensacional, tudo isso somado a técnica que ela tem. Ela se sentiu desafiada, pois além de interpretar algo diferente do que estava no ar, ela teria que falar em libras, pois a personagem Carol é surda. Ela diz que foi muito difícil, mas para gente, durante a evolução das aulas ela vinha cada dia melhor, mais natural, mais impressionante. A Carol apesar de ser surda no filme, ela não nasce surda, ela ouviu boa parte da sua vida e consegue ler bem lábios. Ela usa um aparelho auditivo que faz ela entender e através da memória vocal consegue falar algumas coisas. Essa personagem é inspirada em uma cantora americana que é surda, canta divinamente e fala normalmente.

FNDOM.CLUB: O filme fala de jovens, de sonhos, mas também de responsabilidades com a escola e com outras pessoas. Como é dirigir jovens que estão vivendo este sonho tão novos e os manterem cientes que estão passando uma mensagem para um público que os vê não apenas como influenciadores, mas como ídolos.

Adolpho Knauth: Hoje em dia a maioria desses adolescentes influenciadores já tem tudo muito definido na cabeça. Tudo que eles postam, falam, comentam eles já pensam o que isso pode gerar. Eles cresceram já com esse assédio. Isso deles também foi uma coisa que surpreendeu.

FNDOM.CLUB: Voltando a personagem de Bela. Edson Celulari interpretou um cego recentemente no filme Teu Mundo não Cabe nos Meus Olhos. Agora temos mais uma personagem que anos atrás chamaríamos de deficiência, mas aprendemos que não é bem assim. Qual será o papel da Bela Fernandes com os dois públicos: aquele que ainda sofre com limitações impostas pela sociedade e com aquele jovem que está sendo moldado e pode modificar este pensamento?

Adolpho Knauth: Ela está muito engajada nesse sentido. De fazer a Carol se comunicar com milhares de surdos e que apesar das diversidades podem ter uma vida incrível. Ela sempre pergunta como está a descrição do filme em libras, quer participar da divulgação também para esse público. A relação da Bela com a Carol abriu muito a mente dela como ser humano. A Bela teve um amadurecimento incrível.

FNDOM.CLUB: O filme é voltado para o público jovem. Só que este público também possui pais que os ajudam ou atrapalham, a realizar seus sonhos por diversos motivos. O filme também mostra o ponto de vista dos pais e os ajudam a compreender esta nova geração e principalmente a lembrarem que tiveram O Melhor Verão de Suas Vidas e que o sonho ainda é realizável?

Adolpho Knauth: Sem dúvidas. Os personagens dos pais são fundamentais para a narrativa do filme. Os pais sempre muito ocupados no dia-a-dia podem deixar de dar atenção a essa parte da vida dos filhos. No filme tentamos mostrar um pouco isso, mas sem pesar a mão. De uma forma mais leve, mas não menos séria. Criamos um perfil para cada família com objetivo de ter mais identificação com os pais. Não apenas os pais, mas também o personagem do Tio Denis (interpretado por Maurício Meirelles), que mostra que um adulto pode aprender com os adolescentes e que isso não o torna menor.

FNDOM.CLUB: Roteiro. Como nasceu o projeto do longa?

Adolpho Knauth: O cinema nacional identificou um bom mercado que ainda era pouco explorado, o público teen. Então conversando com o Cadu Pereiva (roteirista), falamos sobre as meninas do BFF e já tínhamos algo pensado de premissa. Assim que tivemos sinal verde da Sony Music e dos empresários das BFF, ele começou a desenvolver o roteiro.

FNDOM.CLUB: Filmes que tem em sua história o tema verão costumam acontecer no Rio de Janeiro. Por que a escolha do Guarujá para as filmagens?

Adolpho Knauth: Uma questão simples de logística. rsrsrsr… As meninas moram em São Paulo (exceto a Bia, que mora em Goiânia) e a maioria do elenco também. Como o filme se passa boa parte no litoral, precisávamos de uma praia que fosse linda, que estruturalmente nos atendesse e que não fosse longe, pois boa parte do nosso elenco ficou indo e vindo para São Paulo por conta de agenda. Eu não conhecia o Guarujá, mas hoje sou apaixonado pelo lugar.

FNDOM.CLUB: Quais as dificuldades e facilidades que tiveram durante a produção do roteiro?

Adolpho Knauth: Facilidade nunca tem. Contar uma história que alcance o máximo de pessoas é algo bem complexo. Mas, o Cadu vem a cada trabalho mostrando que tem grande potencial para ser um dos maiores roteiristas do país. A dificuldade de todo o roteiro é basicamente sempre a mesma, um investidor que acredite na história que será contada. Mas, no caso do nosso filme, entre o roteiro e as filmagens foram 5 meses, pois tivemos a grande parceria da Galeria Distribuidora, que entrou pesado no projeto e o viabilizou.

FNDOM.CLUB: Além deste filme, a Moove House lançou neste ano a animação infantil Do-Ré-Mundo. Fale um pouco destes dois projetos como produtora e o que mais a Moove House planeja para os próximos anos.

Adolpho Knauth: Dó-Ré Mundo foi uma grande conquista da produtora. Um grande desafio, feito por diversos profissionais, em diversas localidades enfim, uma grande produção. Fizemos diversos episódios em português, inglês e espanhol, rodando no Youtube e em plataformas de VOD. Estamos trabalhando na próxima temporada, que promete ser bem divertida.

Em seguida veio o longa – mais um grande desafio, que trabalhamos muito pra alcançar e pra fazer acontecer.

Para 2020, além do lançamento do “O melhor verão das nossas vidas”, teremos mais dois longas e uma série para TV fechada, mas que ainda não podemos divulgar. Além dos projetos que já estamos negociando.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,937FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,349SeguidoresSeguir

Review | Yakuza: Like a Dragon

0
Yakuza: Like a Dragon é sem dúvida alguma um dos melhores jogos da franquia, mantendo fidelidade ao universo criado, com desafio bem estruturado, personagens vem feitos e uma história que chega a ser superior a muitos filmes blockbusters.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
'O Melhor Verão das Nossas Vidas'! Qual foi o seu? Confira a entrevista exclusiva com o diretor Adolpho Knauth 8

Um adeus a Merlin

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave