segunda-feira, 21, setembro, 2020
Início Cinema Estado de emergência fecha salas de cinema em São Paulo

Estado de emergência fecha salas de cinema em São Paulo

Devido ao aumento no número de casos de coronavírus e, a primeira morte confirmada no Brasil, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, decretou estado de emergência na cidade. O decreto foi publicado nesta terça-feira (17). Até o momento, são 152 casos da doença na cidade. 

“Fica decretada situação de emergência no Município de São Paulo, para enfrentamento da pandemia decorrente do coronavírus, de importância internacional”.

A Feneec (Federação Nacional das Empresas Exibidoras Cinematográficas) e o Sindicato das Empresas Cinematográficas do Estado de São Paulo emitiram uma nota solicitando que o governador de São Paulo, João Doria, oficialize o pedido de fechamento das salas de cinema em forma de lei, devido a pandemia do COVID-19

O fechamento por iniciativa própria demanda um período de negociação com empresas administradoras de cada shopping, processo que pode demorar. A Feneec também informa que cartas similares estão sendo divulgadas nos demais estados que ainda não determinaram o fechamento dos cinemas. 

Confira na integra o comunicado:

“A Feneec (Federação Nacional das Empresas Exibidoras Cinematográficas) e o Sindicato das Empresas Cinematográficas do Estado de São Paulo vêm a público pedir ao governador de São Paulo, João Doria, que assuma o papel de fechar as salas de cinema de todo o estado, na forma da lei. As empresas exibidoras entendem que a grave situação colocada pela pandemia da Covid-19 é urgente e demanda uma resposta rápida que somente o Estado está habilitado a tomar. Infelizmente o fechamento das salas por iniciativa das empresas demandaria negociações com cada uma das empresas administradoras de cada shopping onde existe uma sala de cinema, o que seria penoso e lento. Os shoppings pertencem a diferentes grupos econômicos, com participação de investidores, fundos de previdência, fundações e outros, o que demandaria diversas instâncias de negociação, resultando num prazo para solução dos problemas que a saúde pública não tem. O bem-estar dos espectadores de cinema e dos funcionários das empresas de cinema é hoje a nossa prioridade. ”

A primeira rede a fechar suas salas em SP foi o Espaço Itaú de Cinemas. Presente em seis estados, os três complexos da cidade (Augusta, Frei Caneca e Pompéia) serão fechados por tempo indeterminado e nas unidades do Rio de Janeiro e Brasília a paralisação será por 15 dias. No final de semana a rede já havia limitado a lotação de suas salas em 60%.

O Cinemark anunciou na segunda-feira (16), seu Plano de Demissão Voluntária (PDV) ou Programa de Qualificação Remunerado. Cinesala e Petra Belas Artes também suspenderão suas atividades. A rede Cinépolis fechou suas salas do Rio de Janeiro e de Campo Grande (MS).  

A Kinoplex antecipou as férias coletivas de todos seus funcionários. A rede Cine Drive-In, no Distrito Federal, informou que manterá suas atividades por suas exibições acontecerem em locais abertos. 

De acordo com o governo, o setor cultural de SP equivale a 3,9% do PIB do estado. A Secretaria estima que a crise pode gerar um total de R$34,5 bilhões em prejuízo para o setor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

7,011FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,362SeguidoresSeguir

Brooklyn Nine-Nine | Série exibirá episódio sobre brutalidade policial na 8ª...

0
Brooklyn Nine-Nine vai exibir uma história sobre a brutalidade policial na 8ª temporada. Depois de supostamente desfazer-se de pelo menos quatro episódios...

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave