domingo, 16, maio, 2021

Festival de cinema retrata a vida de jovens, mulheres e LGBTQI+ da periferia e ocupações de SP

De 15 de janeiro a 14 de fevereiro estão abertas inscrições para o 1º na Quebrada Festival de Cinema. Serão três mostras competitivas em curtas-metragens mostrando universos de jovens, mulheres e LGBTQI+  que moram na periferia ou ocupações centrais da cidade de São Paulo. Os filmes inscritos devem ter duração máxima de 25 minutos, ter sido finalizados após  janeiro de 2017,  em qualquer formato, gênero e classificação. As inscrições gratuitas podem ser realizadas no site.

Serão três categorias: Mostra Manas, Monas e Manos, feitas respectivamente por cineastas  mulheres,  LGBTQI+  e jovens,  todos retratando as diferentes realidades  da vida na periferia da cidade de  São Paulo.

De acordo com a diretora do Festival,  Stefanie Lacerda, a proposta  é voltada para o protagonismo dos cineastas  das periferias. “Estamos num momento de mobilização para a garantia, continuidade das conquistas sociais e para inclusão de segmentos historicamente excluídos: pobres, pretos, mulheres e LGBTQI+”, salienta Stefanie, que atuou como assistente de direção de Minissérie na Play TV.

Festival acontece em março:

Com curadoria de Monica Trigo, o 1º na Quebrada Festival de Cinema acontece de 1 a 7 de março e será transmitido na plataforma SPCine Play. Também haverá debates e bate-papos nas redes sociais do Festival.

“Acreditamos que  a cultura é um elemento chave, mas desde que valorize as iniciativas comunitárias periféricas, que representem a diversidade dos territórios. Que criem oportunidade para indivíduos e coletivos artísticos. Por isso vamos exibir filmes feitos pelos jovens da periferia, porque o cinema é uma linguagem que fala para todos”, explica Stefanie Lacerda.

Nomes de peso:

O Festival contará com  um júri técnico composto por três profissionais do audiovisual para escolher os melhores filmes por categoria: Mostra Manos,  Mostra Minas  e Mostra Monas. Entre eles  o ator Francisco Gaspar que, entre outros prêmios, recebeu o Kikito no Festival de Gramado;  a jornalista  Ana Paula Nogueira, com passagens pelos jornais O Estado de SP, Gazeta Mercantil e a agência de notícias internacional Reuters. Ana também é  diretora de audiovisual, em especial documentários voltados para a temática feminina/feminista. Além de Paula Ferreira, produtora apresentadora e atriz. Uma das personalidades de grande influência na militância LGBTQI+.

Premiação:

A divulgação do resultado da premiação acontecerá em uma “live” no encerramento do Festival. O filme vencedor de cada mostra ganhará o Troféu Perifa.  A escolha do melhor filme das três  categorias será feita  por votação popular.

O 1º na Quebrada Festival de Cinema tem patrocínio da SPCine, da Secretaria Municipal de Cultura e Prefeitura Municipal de São Paulo.

O Nerd Social é uma iniciativa do Lugar Nenhum. Saiba mais pelo e-mail: [email protected]

Festival de cinema retrata a vida de jovens, mulheres e LGBTQI+ da periferia e ocupações de SP 1
Taranishttp://www.thunderwave.com.br
Taranis é o Deus Celta do Trovão. Aqui no Thunder Wave, Taranis é na realidade uma mulher (alguns a conhecem como Daniela Carrano),mas não deixe se enganar, ela é mais macho que muito macho por ai... Um tanto quanto nerd e completamente sem vida social, é viciada em séries e tem um grande interesse por filmes, jogos e livros.

Artigos Relacionados

Crítica | Deusas da Gastronomia

Em um mundo gastronômico dominado por chefs homens, descubra quem são as mulheres que estão transformando esse cenário. Uma jornada global que explora a força da mulher na gastronomia, nas mais variadas culturas e realidades existentes.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Seja Social

Conheça o Lugar Nenhum

Siga no Instagram

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave