domingo, 18, abril, 2021
InícioFilmesCríticasCrítica: Hércules

Crítica: Hércules

Existe um número incontável de obras sobre a lenda de Hércules, o filho de Zeus, inclusive esse ano tivemos mais de um filme do semi-deus chegando aos cinemas. Essas obras costumam focar na explicação da lenda, em como Hércules nasceu, fruto de paixão entre Zeus e uma mortal, o ciúmes de Hera e o herói cumprindo os 12 trabalhos que a madrasta resignou.

Hércules Dwayne Johnson
Dwayne Johnson em Hércules

Neste novo Hércules, o foco é exatamente o oposto. A lenda é devidamente explicada, resumindo-se ao necessário para o entendimento geral, mas vemos o personagem muito mais humano do que Mítico. Essa abordagem diferente foi um interessante diferencial, já que é um pouco mais original ver Hércules e seus companheiros sanguinários realizarem tarefas mercenárias após realizar os 12 trabalhos, do que ver a famosa passagem por eles.

Assombrado por tragédias do seu passado, Hércules (Dwayne Johnson) começa a realizar serviços sanguinários em troca de dinheiro, com a ajuda de seus 5 amigos: Amphiaraus (Ian McShane), um profeta; Autolycus (Rufus Sewell), seu amigo de infância que desde muito cedo acompanha Hércules em suas batalhas; Atalanta (Ingrid Bolsø Berdal), uma poderosa guerreira arqueira ; Tydeus (Aksel Hennie), resgatado ainda criança por Hércules, é um forte guerreiro que se assemelha à um animal e Iolaus (Reece Ritchie), seu sobrinho contador de histórias que faz sua lenda crescer. O grupo é contratado por um regente da Trácia (John Hurt) e sua filha (Rebecca Ferguson) para derrotar um inimigo que aterroriza o reino. Agora, Hércules irá provar se sua lenda é ou não verdadeira.

Hércules
Hércules | Imagem: Paramount Films

Hércules está longe de ser a melhor obra do Semi-Deus já feita, mas também está longe de ser a pior. Fica exatamente no meio termo. Possuí muitas cenas de ação, como é de ser esperar nesse tipo de produção, mas são bem mais amenas e curtas. A duração do filme também é curta, o que ajuda a não tornar cansativo, pecando no excesso de batalhas e sangue voando na tela, entretanto a economia no roteiro prejudica um pouco por deixar tudo acontecer rápido demais, aquele famoso “ expôs o problema e resolveu em 5 minutos.”

Os toques cômicos podem parecer estranhos em uma aventura épica, excesso de sorrisos é realmente algo que foge do estilo, porém pode contar como mais um diferencial do filme.

O longa compensa pela ação e pela beleza na produção. Como uma nova trama focada em Hércules pode não agradar, mas serve para divertir e ver boas cenas de luta.

Veja a ficha técnica e elenco completo de Hércules

Nota do Thunder Wave
O longa compensa pela ação e consegue divertir

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,919FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,324SeguidoresSeguir

Conheça a Perícia Forense Digital: da coleta das evidências à entrega...

0
Quem optar por essa função tem, por missão, o cuidado com as evidências, sua preservação, guarda, e registro para levar as autoridades a verdade.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
Crítica: Hércules 5

Um adeus a Merlin

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave