domingo, 17, outubro, 2021

Crítica: João e Maria- Caçadores de Bruxas

Hollywood entrou na onda de transformar clássicos infantis em novas obras reformuladas. Nem todos funcionam, na realidade a maioria fracassou no enredo, mas vez por outra chega um tentando inovar e esse é o caso de João e Maria: Caçadores de Bruxas (Hansel & Gretel: Witch Hunters), que narra a história dos famosos irmãos abandonados que chegam numa casa de bruxa feita de doces, porém aqui conta o pós, onde eles viram caçadores de bruxas.

O roteiro de Tomy Wirkola leva o espectador para um mundo violento onde vemos João (Jeremy Renner) e Maria (Gemma Arterton) em uma resumida história clássica dos irmãos, sendo abandonados pelo pai na floresta, e após dias, chegando até a famosa casa de doces e sendo presos pela bruxa. Quando Maria vai acender o fogão, eles jogam a bruxa no forno, após uma luta. E assim começa a vida de caçadores, saindo pelo mundo à caça de bruxas más.

Muitos anos depois, numa cidade chamada Augsburg, crianças estão sumindo e o Xerife Berringer (Peter Stormare) está queimando pessoas acusadas de bruxaria, o prefeito se vê obrigado a contratar os irmão, que acabam causando desentendimento com Berringer, mas encontram a culpada, por trás dos sequestros das crianças, está a poderosa bruxa má, Muriel (Famke Janssen), que pretende sacrificá-las durante a noite de “Lua Sangrenta”.

 

Muriel
Famke Janssen como Muriel

A trama ficou bem violenta, com cenas até mesmo exageradas para ressaltar essa versão sangrenta. Recheado de lutas e efeitos, o longa se mostra uma versão mais adulta e realista do clássico. Para provar esse realismo, o roteiro usa de argumentos interessantes como a doença de João, que fica diabético devido ao consumo excessivo de doces na casa da Bruxa quando era criança. O motivo das crianças serem abandonadas pelos pais também muda, se tornando bem original.

As atuações não chegam a impressionar, Gemma Arterton entrega bem seu papel de uma Maria guerreira, mas sem chegar a impressionar. Jeremy Renner parece repetir o papel que estamos acostumados a ver em suas produções, então não há nenhuma surpresa em sua atuação. Já Famke Jassen mostra uma ótima atuação como vilã, demonstrando talento também para o lado negro.

Vale mencionar uma curiosidade sobre o conto: Existem várias versões de João e Maria, mas a versão dos Irmãos Grimm é uma versão mais amena, acreditem,existem versões mais violentas, pois naquela época a classe média sofria muito com a escassez  de comida e mortalidade infantil. No conto original, os irmãos são abandonados pelo pai, persuadido pela mãe, na floresta para que morressem ou desaparecessem, pois não podiam alimentá-los.

João e Maria: Caçadores de Bruxas se destaca das outras obras baseadas em contos infantis por mostrar uma versão pós acontecimentos originais, é um filme divertido e um bom passatempo.

 

 

 

Nota do Thunder Wave
João e Maria: Caçadores de Bruxas se destaca das outras obras baseadas em contos infantis por mostrar uma versão pós acontecimentos originais, é um filme divertido e um bom passatempo.
Artigo anteriorSaudades Heath…
Próximo artigoPortal na vida real

Artigos Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Instagram

Bombando

Mais vistos da semana

Siga Nossas Redes

Tem conteúdo exclusivo por lá
6,914FãsCurtir
2,959SeguidoresSeguir
4,239SeguidoresSeguir

Recentes

Conteúdo fresquinho

Thunder Fic's

Tudo sobre roteiro
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave