segunda-feira, 27, setembro, 2021

Katla | Tudo sobre a série islandesa da Netflix

Katla é uma nova série arrepiante de oito partes da Netflix que foi lançada recentemente na plataforma de streaming. Além de cativar os espectadores com seu enredo sinistro, o cenário dramático escandinavo mostrado ao longo também cativou os fãs.

Produzida pela RVK Studios, a série é uma ficção científica lindamente filmada, um cruzamento entre Solaris e a série francesa The Returned, só que desta vez se passa na Islândia e envolve o poder de um vulcão.

Criada por Baltasar Kormákur, Katla é uma série lenta, que mistura ficção científica e folclore islandês, com imagens deslumbrantes da paisagem brutal e um tanto apocalíptica islandesa.

Inspiração e História de Katla

Katla é o nome de um vulcão sub-glacial que perturba a paz e a tranquilidade da remota vila costeira de Vík, no sul da Islândia. O enredo segue Grima, que está procurando desesperadamente por sua irmã, que desapareceu no mesmo dia da erupção. Um ano depois, ela retorna milagrosamente coberta de cinzas vulcânicas, causando descrença e pânico – ela não deveria estar viva. No entanto, sua chegada é apenas o começo, com muitos outros como ela ressurgindo das cinzas e criando o caos para a pequena comunidade.

“À medida que as pessoas evacuam a área, elementos misteriosos que foram profundamente congelados na geleira desde os tempos pré-históricos começam a emergir do derretimento do gelo e causar consequências que ninguém poderia prever”, afirma a sinopse oficial desta série de ficção científica.

Quem estrela a série?

Katla | Tudo sobre a série islandesa da Netflix 1
Elenco de Katla / Netflix


Katla é protagonizada por Guðrún Ýr Eyfjörð, mais conhecido como o músico GDRN, Íris Tanja Flygenring, Ingvar Sigurðsson, Þorsteinn Bachmann e Sólveig Arnarsdóttir. Os atores suecos Aliette Opheim e Valter Skarsgård também aparecem no show.

Equipe Técnica

Katla é criada e dirigida pelo veterano diretor islandês Baltasar Kormákur, mais conhecido por dirigir os filmes Everest, Adrift, 101 Reykjavík, The Sea e A Little Trip To Heaven.

Onde Katla foi filmado?

Katla | Tudo sobre a série islandesa da Netflix 2
/Netflix

A série foi filmada em uma cidade chamada Vík, na Islândia, conhecida por um local turístico. O diretor de cinema e ator islandês Baltasar Kormákur falou sobre sua experiência de filmar Katla durante o auge da pandemia de Covid em 2020. Ele disse ao Screen Daily: “Viemos filmar Katla em Vík, que geralmente é o lugar turístico mais lotado da Islândia. E então nós aparecemos e não havia uma única alma – foi como 28 dias depois.”

Falando sobre os desafios de filmar durante a pandemia, ele acrescentou: “Em vez de desistir, filmei cerca de 300 dias este ano. É tudo diferente, fizemos mudanças antes mesmo de as restrições entrarem em vigor. Após o primeiro pico [nas infecções], fomos os primeiros a começar a filmar novamente para a Netflix. ”

Vík tem uma população de apenas 300 pessoas e não há cidades ou assentamentos em pelo menos 50 km em cada direção. O povoamento remonta ao século IX, mas foi somente em 1890 que os comerciantes se estabeleceram permanentemente na região. A cidade faz fronteira com o vulcão Katla da vida real ao norte, enquanto a pitoresca Igreja Víkurkirkja é o ponto de encontro em caso de erupção repentina ou inundação.

As filmagens também aconteceram nas próprias instalações de produção do RVK Studios da Kormákur, nos arredores de Reykjavík.

Muito bem aceito pela Crítica

A série conseguiu o impressionante score de 100% no rottentomatoes, com a audiência dando um score de 80%, e parece que o mistério é o grande triunfo do sucesso.

John Doyle, do The Globe and Mail, acha isso, dizendo que “há um mistério cativante sobre o coração partido”. Já Jonathon Wilson do Ready Steady Cut vê ambos os lados da questão, achando que a série pode ser frustrante com a quantidade de perguntas que se amontoam sem sequer ter respondido aos mistérios do fundo, mas também é um daqueles programas que querem derrubar todo o castelo de cartas de uma vez.

Gavia Baker-Whitelaw, do The Daily Dot, acha que a o cenário é o grande diferencial “Deleitando-se com a beleza sombria da paisagem dramática de Vik, ele oferece um mistério sobrenatural sinistro. Guðrún Ýr Eyfjörð lidera um elenco impressionante como Grima, irmã da mulher desaparecida Ása.”

E há quem ache que tanto o mistério quando o cenário se destacam na produção. Como Austin Burke do Flick Fan Nation, que alega que “A intensidade nesta série é alta, pois lentamente constrói um mistério assombroso contra esta bela paisagem”.

A 1ª temporada de Katla está disponível na Netflix.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Conheça mais produções

Siga nossas redes

Tem conteúdo exclusivo por lá
6,914FãsCurtir
2,960SeguidoresSeguir
4,241SeguidoresSeguir

Recentes

Conteúdo fresquinho

Crítica | Ainbo: A Guerreira da Amazônia

Ainbo nasceu e foi criada na aldeia de Candámo, na floresta Amazônica. Um dia, ela descobre que sua tribo está sendo ameaçada por outros seres humanos. A garota enfrenta a missão de reverter essa destruição e extinguir a maldade dos Yakuruna, a escuridão que habita o coração de pessoas gananciosas.

Mais artigos do autor

Nine Perfect Strangers | 9 diferenças entre a série e o livro

Como toda adaptação, a série possui suas diferenças com a obra original, que funcionam para deixar mais plausível para a televisão. Nine Perfect Strangers possuí algumas, veja 9 das principais diferenças entre a série e o livro:
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave