quarta-feira, 10, agosto, 2022

Livro Elke: Mulher Maravilha irá virar filme pela Brigitte Filmes

Felipe Novaes, produtor executivo da Brigitte Filmes, realizará a adaptação da celebrada biografia para o audiovisual.

A Brigitte Filmes, produtora audiovisual formada por executivos com ampla expertise em filmes publicitários, projetos autorais, cinematográficos, televisivos e multimídia, anunciou a compra de direitos do livro “Elke: Mulher Maravilha”, de Chico Felitti, escritor e repórter.

A biografia foi inicialmente lançada em audiobook, pela Storytel, um dos maiores serviços de streaming de audiobooks e e-books com assinatura do mundo. Com o sucesso e repercussão, o livro foi publicado pela editora Todavia – com resultados compatíveis à amplitude de Elke.

Leia também: Resenha | Elke: Mulher Maravilha – Chico Felitti

Foi o número 1 de vendas na Amazon em sua primeira semana de lançamento, e teve nova tiragem impressa apenas um mês após a primeira edição. A compra dos direitos originará uma adaptação da celebrada biografia para o audiovisual, produzida pela Brigitte Filmes e capitaneada por Felipe Novaes.

“É com muita alegria que anunciamos a compra dos direitos desse livro tão brilhante e atual sobre a Elke, uma mulher que é a personificação de muitas pautas que estão em debate, como o feminismo, etarismo, o universo queer, a sexualidade e a arte. Eu acredito cada vez mais em personagens complexos para contar boas histórias no audiovisual e a Elke representa uma ruptura desde sempre com os tabus impostos pela sociedade. Ao longo das décadas, ela nunca deixou de romper com as expectativas sociais vigentes. Além de acreditar na força dessa personagem, existe também a minha crença no trabalho do Chico Felitti, que vem perfilando personagens maravilhosos com talento, cuidado e olhar fresco. Acho que a obra dele convida a adaptações, você enxerga um universo ali, você consegue visualizar tudo à medida que ele conta. E os resultados, né. As pessoas de fato ouviram “Elke: Mulher Maravilha”, comentaram. Eu acho que uma presença como a dela é atemporal. A Elke tá nesse panteão de mulheres que transpassam o tempo e o espaço na história, ela já não é mais uma mulher de uma época só, é uma mulher de todas as épocas”, comenta Felipe.

“Sempre torci para que a história extraordinária da Elke chegasse ao maior número possível de pessoas. Afinal, ela era uma artista pop na sua essência, capaz de falar com milhões de pessoas. E acho que nada mais justo do que uma versão audiovisual dessa vida inacreditável, cheia de astúcia e de reviravoltas, porque foi através do audiovisual que o Brasil conheceu Elke Grünupp”, diz Felitti.

As cinebiografias e o resgate da história

Elke Maravilha mobilizou, por meio de seu comportamento e sua estética, inúmeras gerações de brasileiros que a acompanharam pela televisão. Polêmica, falou de temas proibidos, enfrentou a ditadura militar e foi presa. Suas roupas, gestos e sua gargalhada tornaram-na um ícone. Desbocada, provocadora, mas sempre carismática, Elke Maravilha foi uma das mulheres mais famosas do Brasil.

Conhecida pela gargalhada inesquecível, revolucionou as passarelas, tornou-se a modelo mais requisitada do país e, a partir daí, atriz e cantora. Mas foi como jurada de programas de auditório, no entanto, que virou uma das personagens mais icônicas do audiovisual, com sua beleza exótica e seu humor brejeiro. Foi afilhada de Chacrinha e inimiga de Silvio Santos.

Foi uma das primeiras mulheres a afirmar em rede nacional de televisão que havia feito um aborto. Alemã de nascimento, foi presa por enfrentar a ditadura militar brasileira em 1971, assim como o pai, russo, foi preso pelos soviéticos num Gulag na Sibéria, antes de rasgar o passaporte e vir para o Brasil com a família. Mineira de coração, Elke era fluente em várias línguas e culturas. Casou-se oito vezes. Foi livre e trágica como os personagens que encarnou. Já adulta, escolheu ser apátrida. O fenômeno Elke influenciou artistas e ativistas e tem inspirado sucessivas gerações de LGBTQIA+, fascinadas por sua liberdade de ser e pensar.

Levar a história de Elke para o audiovisual também faz parte da transformação que essa área vem vivenciando, reforçando a demanda por projetos de streaming cujas personagens mulheres, marcantes, ilustrem questões e vivências femininas, dando conta de abordar tabus, preconceitos e reelaborações dos papéis de gênero na sociedade. Além disso, o audiovisual tem revisitado os marcos sociopolíticos e comportamentais dos anos 70, 80 e 90, em busca de apontamentos para um presente e futuro que se delineiam – e que têm se mostrado delicados. No Brasil, especificamente, há um movimento importante de resgate e registro da história da televisão brasileira, que completou recentemente seus 70 anos no país.

Felipe Novaes, responsável pela adaptação inédita do livro de Chico Felitti e diretor e produtor executivo do documentário “Chorão: Marginal Alado”, vencedor do prêmio de melhor documentário nacional no voto popular na 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, conta que o seu interesse pela cinebiografias surgiu de forma intuitiva.

“Sempre consumi biografias, mas acho que só quando fiz o “Chorão: Marginal Alado” eu me dei conta do quão profundamente essas figuras artísticas de grande alcance e potência conversam com questões inerentes a qualquer pessoa. As pessoas são, por natureza, complexas – e às vezes é mais fácil entrar em contato com as nossas complexidades olhando para as complexidades do outro. Acho que personalidades que rendem bons filmes, bons projetos artísticos, têm essa capacidade de catalisar discussões, expor contradições e comportamentos que são universais”, finaliza.

Sobre Felipe Novaes e Chico Felitti

Felipe Novaes é produtor executivo, diretor e roteirista. Formado em Jornalismo pela Cásper Líbero, em São Paulo, especializado em Produção Audiovisual pela New York Film Academy e pós-graduado em Cinema Documentário pela FGV-Rio, estudou também “Documentários com Imagens de Arquivo”, no IMS-Rio e “Ancine e Fundo Setorial do Audiovisual para Cinema e TV” com Vera Zaverucha. Tem na bagagem uma década de audiovisual, tendo participado de videoclipes, filmes e projetos de séries. Como diretor e produtor executivo, lançou “Chorão: Marginal Alado”, uma coprodução da MTV e Bravura, distribuída pela O2Play. Além de premiado na 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo como “Melhor Documentário Nacional”, e selecionado para a Mostra Première Brasil do Festival do Rio 2019, foi o filme mais assistido no Brasil na sua semana de lançamento. Trabalha no desenvolvimento de seu próximo longa-metragem, “A CAPA”, coprodução da Brigitte e da Vitrine Filmes.

Chico Felitti, autor de “Elke: Mulher Maravilha”, já ganhou os prêmios Petrobras e Comunique-se de Jornalismo e também é autor de A Casa (Todavia, 2020) e Ricardo e Vânia (Todavia, 2019), finalista do prêmio Jabuti.

Sobre a Brigitte Filmes

A BRIGITTE FILMES é uma produtora audiovisual sediada em São Paulo que tem como base para suas produções dois pilares: publicidade e entretenimento. Com ampla expertise em filmes publicitários para diversos clientes (Heinz, Nestlé, Seara, Whatsapp, Wizard, PicPay, Bauducco, L’Occitane, Petz) e importantes agências (CP+B, DAVID, MullenLowe Brasil, Ogilvy, WMcCann, Agência 35, W3haus), essa identidade da produtora alia a estrutura de produção a um olhar voltado a projetos autorais, cinematográficos, televisivos e multimídia – unindo o tempo do audiovisual à relevância dos debates que busca propor.

Além dos filmes publicitários, atualmente a Brigitte Filmes está desenvolvendo o próximo projeto de Felipe Novaes, uma coprodução com a Vitrine Filmes; o longa documental de Claudio Cinelli e Rodrigo Mello; finalizando “Memórias do Corpo na Quarentena”, documentário de Gabriela Altaf e Marcel Souto Maior; e trabalhando em dezenas de outros projetos de narrativas ficcionais e não-ficcionais, seriados e de longa-metragem.

Artigos Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Instagram

Bombando

Mais vistos da semana

Siga Nossas Redes

Tem conteúdo exclusivo por lá
6,825FãsCurtir
2,978SeguidoresSeguir
4,220SeguidoresSeguir

Recentes

Conteúdo fresquinho

Thunder Fic's

Tudo sobre roteiro
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave