A Netflix anunciou o cancelamento da série Gypsy, protagonizada pela atriz Naomi Watts, pouco mais de um mês após a estreia no catálogo do streaming. Segundo o The Hollywood Reporter, o motivo do cancelamento não foi divulgado (mas a gente bem sabe o real motivo desses cancelamentos repentinos).

Em entrevista ao site americano, Reed Hastings, CEO da Netflix, pareceu sugerir um novo cancelamento mas não relatou o real motivo do fim de Gypsy. “Nossa taxa de sucesso está muito alta agora. Estou sempre empurrando a equipe de conteúdo, afinal, temos que assumir mais riscos“, disse Hastings. “Você tem que tentar coisas mais loucas, senão devemos ter uma taxa de cancelamento mais alta em geral“, confessou o CEO durante sua breve passagem na CNBC, emissora dedicada ao noticiário de negócios.

Gypsy chega ao fim logo após a série Glow, também de selo Netflix, ter sido confirmada para uma segunda temporada. Quando perguntado qual o principal motivo que leva uma emissora leva a cancelar um produto, por exemplo, Hastings explicou que trata-se de um misto de visualizações com assinaturas. “Isso ocorre quando principalmente, dá-se o olhar do telespectador, a partir do que ele observa. Eles são como termômetro, estão sempre conectados“, finalizou Reed.

Gypsy conta a história da terapeuta Jean Halloway (Watts), que passa a se envolver com as principais pessoas ligadas ou relacionadas com a vida de seus pacientes. Os dez episódios foram dirigidos por Sam Taylor Johnson, a mesma do filme Cinquenta Tons de Cinza.

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here