sexta-feira, 27, maio, 2022

Para refletir | Humilhação, agressão e falta de respeito com o próximo – o que o BBB ainda pode oferecer?

- Advertisement -

Já faz um tempo que a televisão brasileira tem apostado nos reality shows que promovem entretenimento e geram uma grande audiência. Mas também podemos perceber que com o passar dos anos esse “entretenimento” que tem sido promovido por esses programas têm gerado muitas polêmicas. Se antes eram a oportunidade para conhecer anônimos e lançá-los à fama como Grazi Massafera e Sabrina Sato, hoje alguns desses programas são palco da destilação de ódio e violência gratuita em rede nacional. A pergunta que fica é: Qual o tipo de entretenimento queremos consumir?

Já não é de hoje que programas como o BBB fazem sucesso na mídia e a cada ano, uma nova edição lança luz a pessoas que sonham com uma mudança de vida, com a fama e até mesmo com uma conta bancária recheada. Não apenas isso, a indústria dos reality shows teve uma grande virada, pois com o avanço das tecnologias, das redes sociais e o marketing poderoso, muitas marcas querem anunciar e estarem cada vez mais presente na vida das pessoas que consomem esses programas. Se você parar para analisar, a C&A está sempre em evidência, pois é uma das empresas patrocinadoras do BBB e que consequentemente se torna essencial no nosso guarda-roupa também.

7 looks oficiais da loja CEA para as meninas que amam BBB | Blog Eldo Gomes  |
C&A tem presença garantida e gera muita identificação com o publica / Reprodução

No entanto, se a exposição gerou pontos positivos, também foram postas em destaque algumas atitudes que não deveríamos permitir como a agressão, o racismo, o preconceito, a violência não apenas física ou sexual, mas a psicológica e a humilhação. Será mesmo que o conteúdo que queremos ver é baseado nessas atitudes?

Atualmente, a edição do BBB tem dado o que falar desde quando começou. A vigésima segunda edição está fria em relação ao que tem entregado e isso porque o elenco escolhido não quer cair na malha fina do público e sofrer o temido cancelamento. Com um grupo de participantes desprovidos de carisma e simpatia, o que vemos é um show de horrores e polêmicas atrás de polêmicas, porém, a data de hoje foi o fim da linha para uma das participantes.

A última segunda-feira (14/2) apresentou um dos piores momentos da atual edição do BBB. Uma das dinâmicas do programa é o Jogo da Discórdia que tem o objetivo de esquentar o clima antes da eliminação. A dinâmica posta em prática no último programa era de um participante que iria acusar outro confinado e teria que escolher uma plaquinha com uma acusação, explicando o motivo e, em seguida, Tadeu perguntaria para o restante da casa se eles concordam ou não. Se a maioria escolher ‘sim’, o acusado leva um balde de água SUJA. Se a maioria escolher ‘não’, o acusador leva um balde de água.

É óbvio que o atual elenco é desprovido de carisma e qualquer outro atributo que possa gerar empatia pelo público, mas durante o jogo de ontem, algo parecia exageradamente fora do lugar. O alvo de quase todos os brothers foi a participante Nathália que acumula momentos de altos e baixos nesta temporada – pode-se dizer que é um alvo fácil, já que está em seu terceiro paredão, de quatro no total. Envolvendo baldes de água suja, os confinados não pensaram duas vezes antes de molharem a sister inúmeras vezes, um ou outro sentiu algum tipo de empatia por Nathália – talvez,  o Douglas, que ao fim da dinâmica negava qualquer tentativa de molhar a sister e que foi falar com ela após o jogo. Infelizmente, nem Lina e Jessilane, que eram vistas como as “comadres” junto de Natália, tiveram qualquer tipo de simpatia pela modelo.

Quarto Paredão do BBB 22 é entre Arthur Aguiar, Bárbara e Natália | BBB22 |  Gshow
Nathalia está em seu terceiro paredão acompanhada de Arthur e Barbara / Reprodução

Se lá dentro, eles acham que a jovem vai sair, estão enganados, pois pelo andar da carruagem ela se tornará a próxima Juliete – foi tão perseguida na edição anterior que levou o prêmio e ainda se tornou queridinha de muitos famosos como a Anitta, por exemplo. Percebe-se que além da falta de carisma, a ignorância reina entre o elenco. Façam as contas, ela já está em seu terceiro paredão, já voltou de dois e vai voltar do terceiro, pois o público discorda da visão de jogo dos participantes. 

A situação piora quando a participante Maria – recentemente esteve em Amor de Mãe -, joga a água com tanta agressividade que acaba acertando a cabeça de Nathália com o balde. No momento, Tadeu perguntou se a sister estava bem e o jogo seguiu. Hoje pela manhã, início da tarde, a sister foi expulsa, mas não porque a direção do programa entendeu aquilo como uma ofensa gratuita e violenta, mas sim porque o público por meio da internet pressionou para que de fato houvesse a expulsão. No contrato que eles assinam antes de entrar é claro e especifica que qualquer ato de agressão pode gerar uma expulsão e contrato rescindido com a emissora.

Maria confessa atitude agressiva durante o Jogo da Discórdia / Reprodução

Não é a primeira vez que Maria age assim. Em outra dinâmica do Jogo da Discórdia, ela coloca uma plaquinha na testa de Arthur, ela não coloca, ela bate. Se é intencional, proposital cabe a Maria responder, mas essas situações passaram dos limites e o pior, falta um posicionamento mais assertivo e ativo da produção do programa ao lidar com esses episódios. O Brasil não esqueceu de Karol Conká ao expulsar Lucas Penteado da mesa e ser asquerosamente cruel com o rapaz. Será mesmo que isso é entretenimento? Estamos evoluindo para uma versão real de Jogos Vorazes ou Round 6?

O que estamos vendo é a mercadorização da cultura, do entretenimento que não se mostra mais saudável e sim um show de sofrimento que tem sido comercializado e infelizmente, a barbárie gera dinheiro e a propagação demasiada do ódio. Sendo assim, podemos relacionar com o que os estudiosos Theodor Adorno e Max Horkheimer falavam sobre a indústria cultural – trata os espectadores como massa, anulando a sua individualidade e tudo, praticamente tudo como economia, politica fundem-se em uma produção artística produzida em larga escala e de baixa qualidade, que adentram os lares da massa da população, mantendo todos conformados. E além disso, podemos citar a sociedade do espetáculo, estudo de Guy Debord que é compreendida dentro do universo capitalista, em que todas as coisas podem ser comercializadas e são envolvidas por imagens. Esse conceito é uma crítica à forma de atuação do sistema capitalista consumista que prega o acúmulo de produtos e de imagens e tudo vira lazer – até a morte vira entretenimento.

A reflexão gira em torno do conteúdo que estamos consumindo e qual o efeito que ele tem em nossas vidas. Buscamos por um mundo com mais respeito, empatia, aceitação e nos deparamos com demonstrações de violência, falta de respeito e de muitas outras coisas na programação brasileira. Outro questionamento é como as pessoas que estavam ao redor dela reagiram quando a agressão aconteceu, ninguém fez nada, o apresentador do programa não fez nada, a produção não fez nada. Isso mostra o quanto estamos naturalizando a agressão e a violência. Precisamos debater sobre isso e logo, pois estamos fazendo da barbárie algo incrível quando na verdade não pode ser assim. Precisamos de mais consciência e menos proliferação da violência e humilhação.

Cenas de racismo/ Reprodução

Pense como sua atitude afeta os outros. Sabemos que dentro do confinamento as emoções, a vivência é tudo diferente e sentido de uma outra forma que não vivemos aqui fora, no nosso contexto real. Não vamos perpetuar a violência e a falta de humanidade dentro e fora da televisão.

O Nerd Social é uma iniciativa do Lugar Nenhum.

Atenas
Atenas
Atenas é a deusa da sabedoria, da guerra, da beleza e da reflexão. Aqui no Thunder Wave, é conhecida como Taigra Brandão que defende com primazia qualquer produção cinematográfica digna de respeito

Artigos Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Seja Social

Seja social também no Instagram

Siga no Instagram

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave