sexta-feira, 4, dezembro, 2020
Início Filmes Críticas Crítica: Perdido em Marte

Crítica: Perdido em Marte

Desde que os supostos “canais” de Marte foram vistos no século XIX pelo italiano Giovanni Schiaparelli, o planeta vermelho tem sido um berço fértil tanto para a exploração espacial quanto para o entretenimento. Mesmo depois da descoberta que nosso vizinho planetário não passa de um lugar inóspito de areia e rocha, a ficção-científica ainda consegue criar novas histórias que se passam nesse ambiente desolador. Agora, Marte é o cenário do novo filme de Ridley Scott (Prometheus), Perdido em Marte (The Martian), adaptação do livro homônimo de Andy Weir.

Perdido em Marte conta a história do astronauta Mark Watney (Matt Damon), que foi deixado no planeta vermelho após sua equipe tê-lo dado como morto após uma tempestade de areia. Vivo, Watney conta apenas com poucas provisões e seus conhecimentos em biologia para sobreviver até que mandem uma nova missão à Marte.

Pela sinopse, já imaginamos a clássica história do homem que precisa tirar direto da natureza tudo aquilo que necessita para sobreviver. O ponto interessante da história é que dessa vez não estamos em uma ilha no meio do oceano, mas sim em outro planeta. Aterrorizante e desolador, não? Pois é. Poderia ser. Mas não é o que acontece nesta obra de Ridley Scott.

O filme começa razoavelmente bem, dando a tensão e falta de esperança necessária no espectador, gerando curiosidade para saber como o protagonista vai escapar da situação. O problema é que todo esse clima, adequado para este tipo de história, acaba sendo quebrado pelo excesso de alívios cômicos existente no roteiro de Drew Goddard (O Segredo da Cabana). Não há problema em ter algumas doses de humor, até mesmo porque algumas partes são bem pontuadas e inteligentes. Mas há um exagero tão grande que quase vira uma comédia. Afinal, quando o próprio pessoal da NASA começa a fazer piada com um astronauta que foi dado como morto e está abandonado em outro planeta, é porque algo nesse universo está desconexo.

Critica Perdido em marteOutro problema do filme, e talvez o pior de todos, é a construção das cenas. Muitas das reviravoltas são adivinhadas pelo espectador minutos antes de acontecer, acabando com o suspense e a surpresa. Além disso, em nenhum momento conseguimos sentir a real seriedade da situação em que o personagem se encontra, muito por causa do excesso de comunicação – cômica – com o pessoal da Terra e nos planos fechados no ator. Quando vemos os planos abertos – que poderiam muito bem ser utilizados como ferramenta narrativa para nos dar a sensação de isolamento-, percebemos que são feitos para representar apenas uma passagem de tempo.

Falhas a parte, a fotografia e o 3D do filme são incríveis. A profundidade dos cenários, sejam eles em Marte ou nave da missão, dá uma beleza visual diferenciada para a obra. Todo o contraste das cores e o uso sábio das lentes, fazem deste filme um deslumbre visual para qualquer cinéfilo. Uma pena que tanta beleza não foi bem conduzida.

Perdido em Marte é um filme que vai agradar boa parte do público, principalmente pelo elenco e pela carga de alívios cômicos. Mas para aqueles cinéfilos que conhecem Ridley Scott e sabem do que ele é capaz – ou pelo menos do que era capaz – fica aquele gosto amargo na boca.

Veja a ficha técnica e elenco completo de Perdido em Marte

Nota do Thunder Wave
Perdido em Marte é um bom filme, mas deixa a sensação de que podia ser muito mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,970FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,355SeguidoresSeguir

Crítica | Dash&Lily

0
Dash & Lily é uma série encantadora e que através dos desafios feitos pelo caderno nos traz uma reflexão sobre enfrentar os nossos próprios medos e a sair da nossa bolha. O mundo pode ser um lugar incrível quando nos abrimos pra ele.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave