quarta-feira, 2, dezembro, 2020
Início Filmes Críticas Crítica: Pica-Pau- O Filme

Crítica: Pica-Pau- O Filme

Pica-Pau não está de volta

Quando se pensa em uma adaptação de um desenho clássico, logo se pensa que irá trazer de volta suas características marcantes e agradar, principalmente, o público adulto com sua nostalgia. Pica-Pau era esse tipo de filme, era de se esperar que fossem trazer de volta as lembranças do personagem totalmente maluco e politicamente incorreto.

Não foi o que aconteceu. Por isso, o longa periga desagradar totalmente o público que estava com essa esperança e não promete nem agradar os filhos desses espectadores. Estranhamente, a produção foi feita apenas para o público brasileiro, tendo seu material de divulgação e marketing inteiro direcionado para o país, nos EUA será lançado- se for- apenas em DVD ou VOD.

A trama é fraca, se limitando a contar uma história de um advogado (Timothy Omundson) que é demitido e resolve ir com sua jovem noiva (Thaila Ayala) para algum canto na divisa dos EUA com o Canadá para construírem uma casa e a revenderem pelo triplo do preço. Nesta viagem, acaba embarcando o filho (Graham Verchere) com quem ele não se dá bem. Então, o foco fica no conhecido “Não me importo com a natureza, sou um vilão” versus ” vou salvar a natureza pois sou uma boa pessoa”.

Pica-pau- o filme
Pica-pau- o filme | Imagem: Universal Pictures

Tentando imitar a graça que a conhecida animação tinha, a produção força uma comédia que não convence. As piadas são ruins e constantemente ficam inacabadas. Até as atuações entram nesse problema, ficando caricatas e extremamente forçada em vários momentos. Caretas sem sentido e momentos exagerados, no melhor estilo Débi & Loide, são comuns na obra.

O roteiro falha em trazer um momento mais profundo, onde se espera que a trama irá se desenvolver e fornecer uma conexão do público com o personagem. Questões relevantes que são apresentadas- como o bullying que o garoto sofre, Pica-Pau ser o último de sua especie e problemas familiares- não são desenvolvidos e ficam sem um desfecho digno.

Pica-Pau- O Filme não encontra seu objetivo. Sem saber se foca em um público adulto, consumidor do desenho original, ou crianças, a animação não acha seu tom e entrega algo cheio de buracos. A prova disso é a necessidade do personagem em constantemente virar para o público e explicar que é um desenho animado.

Pica-Pau- O Filme pode talvez servir como uma breve diversão para crianças na faixa etária de 7 a 10 anos, mas apenas isso.

Nota do Thunder Wave
Cheio de buracos, o filme não encontra seu tom e falha em agradar o público que deveria ser o alvo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,970FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,355SeguidoresSeguir

Crítica | Dash&Lily

0
Dash & Lily é uma série encantadora e que através dos desafios feitos pelo caderno nos traz uma reflexão sobre enfrentar os nossos próprios medos e a sair da nossa bolha. O mundo pode ser um lugar incrível quando nos abrimos pra ele.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave