segunda-feira, 29, novembro, 2021

Tudo Sobre | Por dentro dos 25 anos de Tomb Raider

Tomb Raider, uma das franquias mais famosas do universo do entretenimento, completa em 2021 seus primeiros 25 anos de vida, e por isso as desenvolvedoras Square Enix e Crystal Dynamics lançaram um site especial para essa celebração.

No decorrer do ano, o projeto oferece um conteúdo que traz análises detalhadas dos jogos já lançados, incluindo arquivos inéditos das fases de desenvolvimento, entrevistas, atividades para a comunidade, transmissões ao vivo e mais. Mas será que você conhece tudo sobre o universo de Tomb Raider? Se não, continue lendo.

Origens

Tomb Raider é uma série de jogos eletrônicos, histórias em quadrinhos e filmes tendo como protagonista a personagem Lara Croft. Desde o lançamento do primeiro Tomb Raider, em 1996, as séries tiveram um grande lucro e Lara transformou-se num dos principais ícones da indústria de videogames. O Guiness Book reconheceu Lara Croft como “A Melhor Aventureira Heroína do Mundo de VideoGame mais bem sucedida” em 2006.Seis jogos da série foram desenvolvidos pela Core Design, e os três últimos pela Crystal Dynamics. Todos os jogos foram publicados pela Eidos Interactive, que mantém os direitos dos personagens e a marca registrada de Tomb Raider. Para o cinema, Lara Croft: Tomb Raider e Lara Croft Tomb Raider: The Cradle of Life foram produzidos, estrelando a atriz americana Angelina Jolie como Lara Croft. Todos os jogos Tomb Raider venderam mais de 89 milhões de unidades, fazendo uma das séries de videogames mais vendidas de todos os tempos. (Fonte Wikipédia)

Quem é Lara Croft?

Lara Croft teve sua primeira aparição no jogo “Tomb Raider” em 1996. É uma personagem fictícia criada pela Square Enix. A personagem é apresentada como uma mulher bonita e inteligente, uma arqueóloga britânica que se aventura em tumbas e ruínas antigas e perigosas ao redor do mundo e enfrentando armadilhas e quebra-cabeças.

Quando ela tinha 9 anos de idade, sobreviveu a um acidente de avião na Cordilheira do Himalaia, onde sua mãe foi dada como desaparecida. Depois de resistir a uma caminhada que durou 10 dias até Katmandu, Lara Croft passou o restante da infância sendo criada pelo arqueólogo Richard Croft, seu pai, o Conde de Abbingdon. Aos 18 anos, após a morte de seu pai, Lara herdou os bens da família e tornou-se a Condessa de Abbingdon.

A principio, o designer Toby Gard focou na criação da personagem principal que era essencialmente um clone de Indiana Jones. Quando este personagem foi considerado inaceitável, voltou sua atenção para um novo. Um fator que influenciou Gard a usar uma personagem do sexo feminino foi que ele percebeu que sua equipe muitas vezes preferiam utilizar personagens femininas em Virtua Fighter. A personagem redesenhada foi inicialmente uma sul-americana chama Laura Cruz. Ela acabou evoluindo para uma inglesa chamada Lara Croft. Seu nome foi escolhido a partir de uma lista telefônica. Seu nome completo é Lara Croft Mandy DeMonay.

Os Jogos

Dossiê Tomb Raider - Os filmes e os Jogos com Lara Croft
Existem três diferentes linhas do tempo envolvendo os games da série / Reprodução

Como dito anteriormente, o primeiro jogo da série Tomb Raider começou a ser desenvolvido em 1993, entretanto foi apenas em 1996 que o jogo chegou às prateleiras. A equipe original da Core Design, responsável pelo game, consistia de seis pessoas. Com o passar dos anos, os games de Tomb Raider passaram por muitas mudanças.

Toby Gard, creditado como criador da personagem, optou por uma personagem feminina durante o desenvolvimento do game, uma vez que a equipe decidiu deixar de lado parte da ação em favor de um jogo que focasse nos desafios e quebra-cabeças. A ideia original não envolvia o que muitos chamam de “uma versão feminina de Indiana Jones”, entretanto segundo os criadores a ideia pareceu natural. Pelo que podemos entender, existem três diferentes linhas do tempo envolvendo os games da série. Confira.

Tomb Raider Cronologia Original

Tomb Raider I no Steam
Tomb Raider original de 1996 /Reprodução

O Tomb Raider original engloba também os jogos Tomb Raider II (1997) e III (1998), The Last Revelation (1999), Crônicas (2000) e o Anjo das Trevas (2003). Nesse espaço contemplado pelos jogos, Lara encontrou artefatos como o Scion atlante, a adaga de Xian, a Lança do Destino e a Pedra Filosofal.

No quarto jogo da série, Lara enfrenta o antigo deus egípcio Seth, supostamente morrendo na tentativa de impedir seu completo despertar. Já o quinto da série mostra seus amigos se reunindo para um memorial enquanto se lembram de diversos momentos de sua carreira, recontando histórias anteriores ao primeiro jogo.

Porém, a situação se complicou no lançamento do sexto título. A princípio, foi planejado como o primeiro de uma trilogia, Angel of Darkness recebeu duras críticas com relação a sua jogabilidade e gráficos, além de claramente divergir do estilo original dos games, adotando um estilo de sobrevivência e ação. Infelizmente, uma continuação foi cancelada, assim como o reboot que estava sendo planejado para o jogo original. Mais tarde, o desenvolvimento foi entregue para a Crystal Dynamics, levando ao lançamento de Tomb Raider Legend, que serviria como espécie de reboot da franquia.

Tomb Raider Legend

Tomb Raider: Legend | PC Steam jogos | Fanatical
Tomb Raider Legend de 2006 / Reprodução

Começando com Tomb Raider Legend (2006), a protagonista recebeu um background ligeiramente alterado. Um acidente de avião, ocorrido aos 21 anos da moça, ocorreu quando ela tinha 9 anos de idade, culminando na morte de sua mãe. Aos 17 anos, seu pai desapareceu em uma expedição. Além da morte de seus pais, os nomes destes também foram alterados, assim como a data de nascimento de Lara, para adequar sua idade ao lançamento do jogo.

O próximo lançamento da franquia foi o reboot do jogo original, intitulado Anniversary (2007) em referência ao 10º aniversário da franquia. Apesar de ser um reboot, alguns pontos chaves da história foram alterados para compor o background de Lara, iniciado com Legend e que culminaria em Tomb Raider Underworld, o final da trilogia Legend. Tomb Raider Underworld (2008) trouxe de volta elementos de Legend e Anniversary para encerrar a trilogia, amarrando diversos pontos do passado de Lara, além das vilãs Natla e Amanda, encerrando os lançamentos da “franquia principal” até o próximo reboot.

Tomb Raider Cronologia Survivor

Atualizado: Já disponível Tomb Raider Definitive Survivor Trilogy •  Eurogamer.pt
Trilogia Survivor / Reprodução

Uma nova história começou com o lançamento de Tomb Raider (2013), que mais uma vez redefiniu a história de Lara Croft. O primeiro jogo da série também alterou a mecânica do jogo, uma vez que muito mais do que a exploração, o jogo gira em torno da sobrevivência da protagonista, enquanto tenta escapar da ilha em que ela e sua equipe de exploração se perderam.

A continuação, Rise of the Tomb Raider (2015), colocou Lara na trilha da misteriosa morte de seu pai, ao mesmo tempo que mergulhava em sua pesquisa a respeito de imortalidade e encontrava em seu caminho a misteriosa organização Trinity. A história do novo filme que recém chegou aos cinemas adapta livremente elementos destes dois últimos jogos.

Já o terceiro game, chamado Shadow of the Tomb Raider (2018) colocou novamente Lara contra as maquinações da organização Trinity e um mistério que envolve relíquias envolvendo um fim do mundo apocalíptico relacionado com a civilização Maia.

É interessante saber que…

Aqui está a linha do tempo com as seguintes versões que foram publicadas até agora e em qual plataforma pode ser jogado:

Primeira Geração

Tomb Raider: Atlantean Scion (1996) – PlayStation, Sega Saturn, PC, N-Gage
Tomb Raider Gold: Unfinished Business (1997) – PC
Tomb Raider II: The Dagger of Xian (1997) – PlayStation, PC
Tomb Raider II Gold: The Golden Mask (1998) – PC
Tomb Raider III: Adventures of Lara Croft (1998) – PlayStation, PC
Tomb Raider Gold: The Lost Artifact (1999) – PC
Tomb Raider: The Last Revelation (1999) – PlayStation, Sega Dreamcast, PC
Tomb Raider: Chronicles (2000) – PlayStation, Sega Dreamcast, PC
Tomb Raider: The Angel of Darkness (2003) – PlayStation 2, PC


Segunda Geração

Lara Croft Tomb Raider: Legend (2006) – PlayStation 2, PSP, Xbox, Xbox 360, PC, Nintendo DS,Nintendo GameCube, GameBoy Advance e PlayStation 3.
Lara Croft Tomb Raider: Anniversary (2007) – PlayStation 2, PSP, PC, Nintendo Wii, Xbox 360 e PlayStation 3.
Lara Croft Tomb Raider: The Action Adventure (2007) – DVD.
Tomb Raider: Underworld (2008) – PlayStation 2, PlayStation 3, Xbox 360, PC, Nintendo Wii e Nintendo DS.
Tomb Raider Underworld: Beneath the Ashes (2009) – Xbox 360
Tomb Raider Underworld: Lara’s Shadow (2009) – Xbox 360


Terceira Geração

Lara Croft and The Guardian of Light (2010) – Xbox 360, Playstation 3, PC.
Tomb Raider (2013) – PC, PlayStation 3, Xbox 360.
Tomb Raider: Defintive Edition (2014) – Playstation 4, Xbox One
Lara Croft and the Temple of Osiris (2014) – PC, Playstation 4, Xbox One.
Rise of the Tomb Raider (2015/2016) – Xbox 360, Xbox One, PC, Playstation 4
Shadow of the Tomb Raider (2018) – Xbox One, PC, Playstation 4


Em adição a estes jogos, as seguintes versões portáteis foram lançadas:

Tomb Raider: The Nightmare Stone (2000) – Game Boy Color
Tomb Raider: Curse Of The Sword (2001) – Game Boy Color
Tomb Raider: The Prophecy (2002) – Game Boy Advance


Tomb Raider também recebeu jogos para smartphones.

Lara Croft: Relic Run (2015) – Windows Phone, Android, iOS
Lara Croft Go (2015) – Windows Phone, Android, iOS

Os games da franquia Tomb Raider marcaram época com sua forte protagonista feminina, mesmo não sendo o primeiro a fazer isso. Esse protagonismo e força incentivou milhares de garotas a se interessarem pelos jogos e abriu novos debates como personagens estereotipadas, sexualização, protagonismo feminino e muitos outros que permeiam esse universo. Além disso, a personagem saiu das telinhas para as telonas.

Lara Croft no cinema

Best Tomb Raider Movie? - Off-Topic - Comic Vine
Nos cinemas, Lara Croft já foi a estrela de três filmes nas últimas duas décadas e foi vivida por duas grandes estrelas internacionais / Reprodução

Ser uma personagem feminina e ainda referência dos jogos de videogame não é para muitos. Em um mundo dominado por protagonistas masculinos, Lara Croft mudou a indústria ao se tornar uma personagem de destaque num papel de heroína do gênero de ação e permanecer até hoje como uma das poucas mulheres que protagonizam jogos de aventura jogados por um grande público.

Quando algo tão grande é criado, o fenômeno visionário não passa invisível aos olhos de Hollywood, que para o bem e para o mal tem bala na agulha para dar à popularidade seja positiva ou negativa e potencial de aumentar ainda mais a base de fãs de qualquer obra que seja adaptada. Nos cinemas, Lara Croft já foi a estrela de três filmes nas últimas duas décadas e foi vivida por duas grandes estrelas internacionais.

Com a fama, alguns problemas no decorrer dos anos foram ficando mais evidentes como sua hipersexualização, já que seu corpo e suas curvas foram muito usadas como forma de promover o jogo e conforme os tempos foram mudando e as mulheres começaram a ter mais voz em diversas áreas, ficou claro que o corpo de Lara Croft não cabia mais nesse molde, assim como o corpo de personagens masculinos raramente é usado com esse propósito. Por isso, a primeira versão de Lara Croft com Angelina Jolie, nos cinemas era muito mais “vestida” que sua correspondente nos jogos. Em 2013, o jogo teve um reboot que também aconteceu nos cinemas: a nova proposta era contar as origens de Lara antes de se tornar uma aventureira de sucesso, e por isso ela passou a ser vivida pela vencedora do Oscar Alicia Vikander.

Era Angelina Jolie

Lara Croft: Tomb Raider', com Angelina Jolie, é a atração da Sessão da  Tarde; veja curiosidades | Famosos | Gshow
Jolie assumiu a aparência mais “clássica” de Lara Croft / Reprodução

Quando Angelina Jolie aceitou dar vida a Lara Croft no cinema, a tecnologia ainda não era como a que temos acesso hoje para que os personagens de videogames fossem realistas. Apesar disso, Jolie foi considerada muito parecida com as primeiras versões da heroína, e parte disso se deve à caracterização que tentou ser o mais semelhante dentro do que era possível.

Jolie assumiu a aparência mais “clássica” de Lara Croft, com o cabelo amarrado em tranças, vestida com uma blusa top e um short simples, botas coturno, luvas e duas armas presas em suportes em suas pernas.

No entanto, algumas críticas negativas surgiram, pois Lara Croft tinha se tornado uma sex symbol para muitos fãs da época e segundo eles, Angelina não tinha as “dimensões” suficientes para viver Croft. Mas, depois de mais de US$ 400 milhões arrecadados em bilheteria, ficou provado que Jolie caiu nas graças do público, a ponto de ser considerada insubstituível quando o reboot foi anunciado.

Leia também Crítica | Kate

O primeiro filme da arqueóloga aventureira chegou aos cinemas com orçamento de grandes blockbusters: a aventura custou mais de 100 milhões de dólares, uma quantia generosa para uma personagem debutante. O investimento valeu a pena e o retorno foi bom. Em 2001 “Lara Croft: Tomb Raider” se tornou rapidamente o filme baseado em videogames mais bem-sucedido da história, e permaneceu com o título até 2010, quando perdeu o trono para “Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo”.

Para alegria dos fãs, “Lara Croft: Tomb Raider – A Origem da Vida”, apostou bastante na mitologia e nas sequências de ação para levar para o telão a experiência cada vez mais próxima do que acontecia nos jogos de videogame. Aqui, Angelina Jolie viveu a personagem pela segunda vez e sua atuação continuou sendo um destaque positivo entre os fãs e críticos. O roteiro foi considerado um pouco melhor que o do primeiro filme, embora a maioria dos fãs concorde que a história nunca é o grande forte da saga Tomb Raider.

Era Alicia Vikander

Misha Green escreve e realiza sequela de “Tomb Raider” - C7nema.net
Alicia Vikander foi a escolhida para dar vida a personagem Lara Croft no reboot de 2018 / Reprodução

Para a nova versão de Tomb Raider nos cinemas, a inspiração foi o reboot dos jogos de videogame que conta a história de Lara Croft antes que ela se tornasse uma aventureira muito experiente.

Uma brilhante e apropriada escolha foi a atriz Alicia Vikander para o papel. A atriz sueca já tinha provado seu talento para Hollywood – ela venceu o Oscar por “A Garota Dinamarquesa” em 2016 –, mas não tinha tanta experiência com sequências de ação, assim como Lara Croft no início de suas aventuras.

Aqui no novo longa, o mais elogiado da saga no quesito roteiro, que normalmente é criticado pelos fãs e pela crítica especializada. Além disso, Vikander se dedicou de corpo e alma ao papel: ela ganhou mais de cinco quilos de músculo e dispensou os dublês sempre que pôde para que as cenas ficassem mais reais.

Leia também Crítica: Tomb Raider- A Origem

Impacto e legado de Lara Croft na sociedade

Angelina Jolie e Alicia Vikander por mais que tenham interpretado a mesma personagem nas telonas, não poderiam ser mais diferentes. Perceba que Jolie viveu Lara Croft em uma época em que seu corpo era julgado e a hipersexualização da personagem era considerada um elemento importante e sofreu muitas críticas quando o primeiro longa foi lançado.

Por isso, ela se tornou um ícone ao se recusar a deixar que a personagem fosse vista apenas como uma sex symbol. Jolie conseguiu convencer o público que sua atuação e um filme divertido eram mais importantes que as curvas de seu corpo.

Porém, Alicia Vikander assumiu o papel em uma época em que o corpo de Lara Croft deixou de ser explorado e Hollywood já tinha aprendido a dar o devido valor às mulheres, com filmes como “Mulher Maravilha” e “Capitã Marvel” já sendo criados no mesmo nível de grandes blockbusters e dando para o público uma visão mais ampla de que mulheres podem ser sexy, mas ao mesmo tempo poderosas e destaques de grandes filmes de ação.

Antes da Lara, nem se pensou que seria possível jogar com uma personagem feminina que pudesse ter um impacto tão grande na indústria, e podem não acreditar, mas muito em breve você poderá dizer que sim, dá pra se reconhecer em muitas personagens femininas de videogame. E talvez até a própria Lara poderá dizer, que com esse corpo e essa história ela pode derrotar qualquer coisa, e claro, com as roupas adequadas pode enfrentar selva, deserto ou montanhas congelantes e fazer o que precisa ser feito, sem se preocupar em ser apenas o colírio do público masculino e inspirar outras mulheres a fazerem o mesmo: lutar por aquilo que acredita.

Completando 25 anos no ano de 2021, a franquia já vendeu mais de 81 milhões de cópias em todo o mundo e deu origem a três filmes, ‘Lara Croft: Tomb Raider’ (2001) e ‘Lara Croft: Tomb Raider – A Origem da Vida’ (2003), ambos com Angelina Jolie no papel principal, e ‘Tomb Raider: A Origem’ (2018), inspirado na nova trilogia de jogos e com Alicia Vikander como Lara Croft.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Conheça mais produções

Siga nossas redes

Tem conteúdo exclusivo por lá
6,914FãsCurtir
2,962SeguidoresSeguir
4,234SeguidoresSeguir

Recentes

Conteúdo fresquinho

Mais artigos do autor

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave